Cannabis

Óleo de Cannabis Extração Full Spectrum: 7 Benefícios para a Saúde

O óleo de Cannabis extração full spectrum é muito mais do que um medicamento da moda.

Estudos recentes e numerosos indicam que ele veio para ficar. Também novas contribuições da ciência são esperadas para trazer ainda mais evidências dos seus já comprovados benefícios à saúde.

Por ser um fitofármaco, isto é, um remédio extraído e fabricado a partir de substâncias encontradas em uma planta (no caso, a Cannabis), esse óleo é mais bem tolerado pelo organismo.

Ou seja, nada dos pesados efeitos colaterais dos medicamentos controlados.

Em outras palavras, motivos não faltam para que médicos prescrevam esse poderoso composto, que pode ser utilizado no tratamento de uma extensa lista de doenças.

No entanto, isso ainda ocorre de forma bastante restrita, muitas vezes por falta de informação qualificada.

E é justamente para ajudar a construir uma nova realidade que vale acompanhar este conteúdo até o final, seja você médico ou paciente.

Siga na leitura e descubra todos os benefícios que o óleo de Cannabis espectro completo pode trazer para a saúde.

Óleo de Cannabis extração full spectrum: o que é?

Antes de falar do óleo em si, precisamos esclarecer o que é a Cannabis medicinal.

Nesse caso, estamos falando sobre a planta da maconha, mas não sobre o seu uso recreativo e ilegal.

Na verdade, essa é uma alternativa terapêutica natural, cuja eficácia no tratamento de doenças se apoia em uma série de estudos e casos clínicos.

A utilização da Cannabis como fármaco pode ser dar na forma de cápsulas, pomadas e óleos, por exemplo.

Em comum, todos eles trazem o extrato de canabidiol (CBD) em sua composição.

Este é um canabinoide, classe de compostos químicos encontrados na planta, que se revela um poderoso aliado no combate a incontáveis condições de saúde.

Os fármacos com CBD, por sua vez, só podem ser comercializados no Brasil em formatos que permitam sua administração oral ou nasal.

É aqui que entra o óleo full spectrum da Cannabis, a maneira mais conhecida de se obter o composto extraído dessa planta.

Sua principal característica é que, diferentemente do óleo de CBD puro, nele, são encontrados outros canabinoides e substâncias promissoras.

Por essa razão, é considerado um medicamento mais completo e efetivo como recurso terapêutico. 

Óleo full spectrum: para que serve?

Ingerido via oral por meio líquido, o óleo de CBD full spectrum é indicado para aliviar sintomas, prevenir ou tratar doenças dos mais variados tipos.

Sua eficácia vem da sua capacidade única de interagir com o sistema endocanabinoide, que, basicamente, tem por função restabelecer o equilíbrio corporal e eliminar eventuais agentes patógenos no corpo humano.

Assim sendo, o óleo de canabidiol de espectro completo é a solução indicada para quem sofre de doenças crônicas ou que não teve respostas com os fármacos convencionais.

7 benefícios do CBD full spectrum

Boas razões não faltam para recomendar o óleo de CBD de espectro completo.

Se comparado com a opção isolada, ele se destaca por ser um medicamento muito mais potente, com vantagens que o tornam bastante superior.

Isso significa que o CBD isolado não tem valor terapêutico? Não é o caso, pois a versão é indicada em certos tipos de tratamento.

Mas os benefícios do CBD full spectrum são marcantes, como veremos agora.

1. Poucos efeitos adversos

Entre as diversas descobertas que a ciência já fez sobre o CBD, uma das principais é que ele provoca menos efeitos colaterais que os fármacos comuns.

Alguns pesquisadores creditam isso ao fato de ele interagir com o sistema endocanabinoide, o que faz com que o canabidiol seja mais tolerável para o organismo.

Um bom exemplo dessa tolerância está no uso do extrato de CBD em cuidados paliativos de pacientes com câncer.

Essas pessoas são submetidas a uma pesada medicação e sessões de quimioterapia que as levam a sentir náuseas e a vomitar em reação aos fármacos ingeridos.

Para “corrigir” isso, o CBD vem sendo administrado com sucesso, ajudando a melhorar a qualidade de vida ao aliviar os efeitos adversos no tratamento do câncer.

2. Efeito entourage

O efeito entourage é o fenômeno que se caracteriza pela potencialização dos benefícios à saúde de certos compostos quando em um medicamento estão outras substâncias da mesma família.

Afinal, o CBD não está sozinho. Ele é um entre centenas de canabinoides catalogados pela ciência. 

Além disso, a Cannabis contém uma série de elementos benéficos para a saúde, como terpenos e flavonoides.

Juntos, eles promovem mais vantagens do que quando administrados de forma isolada.

Por sua vez, esse efeito só é possível em casos em que o óleo de CBD é ingerido na versão full spectrum ou, pelo menos, broad spectrum (espectro amplo).

3. Ação anti-inflamatória

Os analgésicos e anti-inflamatórios convencionais são eficazes em reduzir ou eliminar a dor, mas eles também têm suas desvantagens.

Uma delas é que, em certos casos, podem causar dependência química, sendo esse risco muito mais elevado quando se trata dos opioides.

Alguns anti-inflamatórios também podem ocasionar problemas gastrointestinais se ingeridos por períodos prolongados.

Nada disso acontece ao consumir o óleo de CBD full spectrum, cujas propriedades anti-inflamatórias não estão associadas às reações adversas severas de outros fármacos.

4. Efeito analgésico

Há doenças incuráveis que provocam sofrimento e dores terríveis e, em vários casos, medicamentos comuns não trazem alívio ou só funcionam por algum tempo.

Veja, por exemplo, a epidermólise bolhosa, condição congênita que afeta a pele.

Trata-se de uma enfermidade rara, não contagiosa, cujo sintoma mais agudo é a fragilidade da pele como um todo.

Pessoas com essa doença sofrem com feridas que demoram a cicatrizar, bolhas e infecções.

Para elas, o óleo de CBD full spectrum surge como uma esperança de uma vida com menos dor e sem depender de opioides.

Essa é uma prova do enorme poder que o canabidiol tem enquanto analgésico, podendo ser indicado até mesmo para pacientes com doenças incuráveis.

5. Produto 100% natural

Ninguém contesta que a indústria farmacêutica salva vidas e que, com os anos, ela evoluiu bastante.

Contudo, os medicamentos deveriam ser o último recurso, e não o primeiro, como acontece em muitos tratamentos.

A prioridade, no caso, seria das soluções naturais, ou seja, aquelas que encontramos livremente na natureza ou que não dependam de química em sua formulação.

Pois esse é mais um benefício do óleo de CBD full spectrum, uma substância 100% natural, obtida a partir de métodos de produção que dispensam química pesada.

Ele é tão natural que pode até ser extraído de forma caseira, sem a necessidade de processos industriais ou de tecnologia sofisticada.

6. Melhora o humor

Outro benefício que merece destaque é a capacidade de reequilibrar o humor de pessoas com transtornos de comportamento.

Os efeitos positivos do CBD no tratamento de distúrbios como o autismo, a depressão e o transtorno bipolar já são conhecidos pela ciência, pela comunidade médica e pelos pacientes.

Essa substância é tão poderosa que pode devolver o bom humor até mesmo em casos severos de agressividade causada pelo Alzheimer, como o do seu Ivo Suzin.

Por isso, é justo dizer que o óleo de canabidiol full spectrum é sinônimo de qualidade de vida, especialmente para pessoas afetadas com problemas comportamentais, de cognição ou demência.

7. Ajuda a controlar o peso

A obesidade é um mal que costuma passar batido nas famílias brasileiras, em muitas das quais não se conhece a gravidade dessa doença.

É isso que sugere a recente Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) do IBGE, na qual se constatou aumento no número de pessoas obesas no Brasil.

Nesse sentido, a Cannabis medicinal mais uma vez desponta como uma solução para o controle ou redução do peso.

Isso porque o sistema endocanabinoide também interfere na regulação do apetite e, sendo assim, medicamentos com CBD podem ajudar a modular essa função.

Tanto é verdade que a ciência tem se dedicado a estudar as propriedades do canabidiol na redução de transtornos alimentares, como anorexia e a própria obesidade.

Quais doenças podem ser tratadas com óleo de Cannabis extração full spectrum?

Em razão dos muitos benefícios à saúde, o óleo de CBD de espectro completo é indicado como alternativa a um leque variado de doenças.

A lista abaixo traz algumas delas. Clicando nos links, você acessa conteúdos específicos com estudos e casos reais de quem se beneficiou do tratamento com canabidiol.

Na sequência, comentamos com mais detalhes sobre algumas delas.

Câncer

Vimos há alguns tópicos que o CBD tem sido utilizado largamente como recurso nos cuidados paliativos em pacientes com câncer.

No entanto, a ciência já está atenta ao seu potencial uso como anticancerígeno, isto é, como alternativa à quimioterapia.

Assim como os flavonoides, os canabinoides também apresentam propriedades pró-apoptóticas, ou seja, que ajudam as células a programar sua morte.

É a falha nessa programação que leva células cancerígenas a se alastrarem.

A respeito disso, um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Insubria, na Itália, avaliou os efeitos do CBD em pacientes com diversos tipos de câncer e concluiu:

“(…)o canabinoide não psicoativo derivado de planta CBD exibe ações pró-apoptóticas e antiproliferativas em diferentes tipos de tumores e também pode exercer propriedades antimigratórias, anti-invasivas, antimetastáticas e talvez antiangiogênicas. Com base nesses resultados, estão surgindo evidências que sugerem que o CBD é um potente inibidor do crescimento e disseminação do câncer.

Autismo

O autismo é um transtorno de humor cujas causas ainda não foram completamente esclarecidas pela medicina.

Há, inclusive, profissionais que defendem o óleo de CBD como a melhor opção para tratar dessa condição, como o psiquiatra Vinicius Barbosa.

De acordo com o médico, um dos maiores especialistas em autismo infantil do país, 90% dos seus pacientes preferem fármacos à base de Cannabis.

Tamanha confiança vem da própria experiência ambulatorial, na qual começou a prescrever remédios com canabidiol que levaram os pacientes a uma rápida melhora.

Essa eficácia é creditada à forma de atuação do CBD que, diferentemente de outros medicamentos, age nos sintomas centrais do autismo.

Parkinson

Estima-se que, até 2030, mais de 600 mil brasileiros poderão vir a sofrer da doença de Parkinson.

Nas pesquisas sobre o uso do óleo de CBD para tratar dessa condição, os brasileiros ocupam uma posição de destaque na comunidade científica internacional.

Uma amostra disso é um estudo liderado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade de São Carlos, no qual buscou-se comprovar os benefícios do CBD no combate a esse mal.

De qualquer forma, casos de sucesso como os de Neuri Felippi estão aí para mostrar que o canabidiol é um poderoso aliado para quem sofre dessa doença incapacitante.

Alzheimer

O seu Ivo Suzin, que citamos antes, não é a única ocorrência de recuperação de Alzheimer depois de se tratar com CBD.

Um outro caso emocionante e que também contamos por aqui é o da dona Therezinha Camargo, que voltou a andar após o tratamento com canabidiol.

Obviamente, pesquisas não faltam para evidenciar o potencial terapêutico do CBD, como mostra este estudo, de autoria de Ester Aso, da Universidade de Bellvitge:

“Em conclusão, à luz das propriedades polivalentes para o tratamento de Alzheimer e os efeitos colaterais limitados exibidos por esses compostos, o progresso em direção a um ensaio clínico para testar a capacidade dos canabinoides de conter essa doença neurodegenerativa parece ser completamente justificado.”

Esclerose múltipla

A esclerose múltipla é uma doença autoimune, na qual o sistema imunológico passa a atacar as fibras nervosas, destruindo suas respectivas bainhas de mielina.

Com isso, as pessoas que sofrem dessa condição podem apresentar perda de visão, de memória e de coordenação motora, entre outros sintomas.

Um caso de sucesso no tratamento dessa enfermidade com Cannabis é o do designer Gilberto Castro, que chegou a tomar cinco medicamentos por dia para tratar da doença.

Foi então que, ao ver que não teria sucesso e seu tempo de vida não seria prolongado, resolveu tentar o óleo de CBD de espectro completo.

Depois de muita luta e problemas com a justiça para cultivar Cannabis em casa, ele finalmente conseguiu o habeas corpus e, hoje, tem a esclerose múltipla controlada com a ajuda dos médicos e do óleo de canabidiol.

Diferença entre tipos de óleo CBD: full spectrum vs. broad spectrum

Basicamente, existem três tipos óleo de CBD: o isolado, no qual só entra na composição o canabidiol e nada mais; o full spectrum, que já conhecemos; e o chamado broad spectrum (espectro amplo).

Acontece que, não raramente, existe alguma confusão entre as nomenclaturas e, em consequência, também sobre os efeitos de cada um.

Basicamente, a diferença principal está na quantidade de compostos da Cannabis presentes. 

No óleo de espectro completo, entra na fórmula o perfil total da planta, incluindo seus terpenos, fenóis, proteínas, flavonoides, entre outras substâncias.

Já nos de espectro amplo também são preservados todos os fitonutrientes da Cannabis, com exceção do tetrahidrocanabinol (THC), que é removido.

Portanto, é a presença desse canabinoide que diferencia os óleos full spectrum dos de perfil broad spectrum.

Como está a regulamentação do óleo de CBD no Brasil?

Embora a legislação brasileira precise avançar no que diz respeito à regulamentação da Cannabis medicinal, alguns progressos já foram feitos e eles são bastante consideráveis.

O mais recente deles é a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 335/2020, na qual estão detalhados os procedimentos para quem pretende importar CBD.

Mais uma norma importante é a RDC Nº 327/2019 que, entre outras providências, estabeleceu requisitos para a comercialização de produtos de Cannabis para fins terapêuticos no país.

Todas essas normas só se tornaram possíveis porque, em 2015, a Anvisa publicou a primeira lei legalizando a Cannabis medicinal, no caso, a RDC Nº 17/2015.

Vale destacar o seu artigo, 4º, segundo o qual:

“Os produtos de Cannabis contendo como ativos exclusivamente derivados vegetais ou fitofármacos da Cannabis sativa, devem possuir predominantemente, canabidiol (CBD) e não mais que 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC).

Parágrafo único. Os produtos de Cannabis poderão conter teor de THC acima de 0,2%, desde que sejam destinados a cuidados paliativos exclusivamente para pacientes sem outras alternativas terapêuticas e em situações clínicas irreversíveis ou terminais.”

Como conseguir óleo de Cannabis?

No Brasil, existem três formas de se conseguir óleo de CBD.

Uma é via importação, procedimento que precisa ser previamente autorizado pela Anvisa e que deve contar com o aval de um médico.

Outra é a compra de um dos poucos medicamentos à base de canabidiol com venda autorizada nas farmácias brasileiras.

Nesse caso, basta comparecer ao estabelecimento com duas vias da receita médica e fazer a compra.

Uma terceira maneira, essa um pouco mais demorada e custosa, é obter autorização para cultivar Cannabis e, com isso, extrair o óleo por conta própria. 

Embora a justiça tenha se manifestado favoravelmente em muitos casos, há sempre o risco de insucesso, portanto, essa é uma alternativa mais extrema, indicada apenas quando as outras falham.

A via geralmente utilizada, até por permitir o uso do CBD no tratamento de mais doenças, é a da importação.

Nesse caso, há todo um processo a atender, que começa com a prescrição médica e passa por trâmites de autorização pela Anvisa.

Para sua comodidade, é possível utilizar o serviço de concierge da CanTeraMed, que realiza todo esse trabalho para o paciente.

Clique e veja como importar produtos à base de Cannabis medicinal no Brasil.

O que observar antes de comprar o óleo de Cannabis extração full spectrum?

Óleos full spectrum, por serem completos e mais eficazes, custam mais caro que os outros tipos.

Por isso, vale ficar de olho na concentração de canabidiol do medicamento, que deve estar indicada na embalagem em valores percentuais ou em mg/ml.

Em um frasco de 30ml que indique 500mg de CBD, você pode conhecer a quantidade presente fazendo uma simples operação:

  • 500 ÷ 30 = 16,6%
  • 16,6 ÷ 1000 × 100 = 1,66%.

Não deixe de conferir, ainda, o teor de THC contido, já que essa é uma substância controlada e que não pode estar presente em concentrações maiores que 0,2%, a não ser que haja indicação médica.

Como saber qual tipo de óleo de CBD usar?

Seja qual for o tipo de óleo, somente um médico prescritor de CBD pode indicar com segurança qual deles você deverá usar.

Isso compreende o tipo de medicamento, seu formato e dosagem.

Caso precise de um médico prescritor, você pode agendar uma consulta neste link.

Como encontrar médico para tratamento com óleo de Cannabis?

Por mais que a Cannabis medicinal tenha muitos benefícios, vários comprovados cientificamente, há uma parcela de profissionais que ainda não prescreve o canabidiol.

É como falamos logo no início deste texto: ainda existe muita desinformação em torno do assunto.

Isso sem falar no preconceito, já que o CBD é costumeiramente associado ao uso recreativo e ilegal da maconha.

A dica, então, é utilizar os conteúdos do portal Cannabis & Saúde, acompanhar os casos de sucesso e inúmeros estudos citados em nossos textos para argumentar com seu médico.

Sempre lembrando que também disponibilizamos um canal direto entre pacientes e médicos, bastando para isso preencher um simples formulário online para marcar uma consulta.

Conclusão

O óleo de Cannabis extração full spectrum vem sendo exaltado não por acaso, já que possui uma série de benefícios à saúde.

Neste texto, você conheceu quais são eles e também doenças e outras condições que podem ser tratadas a partir do CBD.

Não deixe de se informar a respeito dos últimos avanços nessa área, lendo regularmente os artigos publicados aqui no portal Cannabis & Saúde, sua fonte de informação sobre Cannabis medicinal.

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

Agência Mundial Antidoping revisará proibição da maconha no atletismo

Uma nova análise sobre os efeitos da erva no desempenho dos atletas será realizada em…

2 dias agora

Empresas de Cannabis do Canadá só venderam 20% da produção

O restante da erva foi incinerada ou está apodrecendo estocada desde a legalização, em 2018,…

5 dias agora

Jardineiro preso ao levar Cannabis a paciente é solto após quase 3 anos

Márcio Pereira conversou com o Cannabis & Saúde sobre o período detido e garantiu que…

5 dias agora

Clínica especializada em Cannabis medicinal se expande pelo Brasil

Gravital vê a demanda cada vez maior de pacientes em busca dos benefícios medicinais da…

1 semana agora

Atleta Cannabis inaugura 1º coletivo canábico de corrida do Brasil

Objetivo é fomentar as comunidades de corrida de rua, trazendo esporte, Cannabis e qualidade de…

1 semana agora

Dia do Veterinário: LIVE abordou uso da Cannabis

Quatro profissionais que pesquisam e prescrevem canabinoides para animais de estimação responderam dúvidas de tutores…

1 semana agora