Kaempferol: O que é, Onde Encontrar + 8 Benefícios

O kaempferol é um poderoso aliado da saúde, na prevenção e no tratamento de doenças. Saiba mais sobre os benefícios dessa substancia!
kaempferol o que é onde encontrar 8 benefícios

Estamos falando sobre um poderoso aliado da saúde, empregado tanto na prevenção quanto no tratamento de doenças.

Por ser um dos milhares de flavonoides já conhecidos pela ciência, ele apresenta diversas propriedades nutricionais e terapêuticas, um ponto em comum com as demais substâncias do gênero.

Esse já é um ótimo motivo para você se interessar pelo composto que vem sendo redescoberto pelas pesquisas já publicadas ou em andamento.

Como você verá ao longo deste conteúdo, o kaempferol tem propriedades surpreendentes.

E suas fontes de obtenção são diversas, de frutas a plantas.

Avance na leitura para saber mais!

Kaempferol: o que é?

Presente em diversos alimentos, o kaempferol, também conhecido como kaempferol-3 ou kaempferida, é um tipo de flavonol, uma classe de flavonoides.

Normalmente, os produtos que o contêm também apresentam outros flavonoides, como a quercetina e a luteolina.

Em estado puro, ele tem o aspecto de um pó amarelado, mais ou menos como a apigenina.

Contudo, sua característica principal é ser um agente eficaz contra certas condições e doenças.

Isso porque, entre outras propriedades, o kaempferol é um poderoso inibidor da angiogênese de células cancerosas, além de induzi-las à apoptose (morte programada).

Kaempferol: para que serve?

Pela perspectiva fisiológica, uma das funções do kaempferol é atuar como um antioxidante.

Essa é uma das razões que fazem dele um anticancerígeno, como vamos ver com mais detalhes ainda neste conteúdo.

Afinal, como os outros flavonoides, ele é considerado um composto extremamente versátil, podendo ser indicado em diversos tratamentos e dietas.

Isso acontece porque, além de antioxidante, o kaempferol também é um potente anti-inflamatório.

Tanto é que ele pode ser prescrito para tratar até de processos degenerativos em partes do corpo, como o disco intervertebral.

Além disso, é capaz de prevenir a perda óssea pós-menopausa e cuidar de lesões pulmonares agudas.

Como o kaempferol age no organismo?

Não é exagero quando nos referimos ao kaempferol como uma substância versátil.

Isso porque ele age por uma série de mecanismos e processos físico-químicos no corpo humano, operando direta e indiretamente em incontáveis reações.

Como antioxidante, por exemplo, ele atua bloqueando os radicais livres, impedindo que esses agentes danifiquem outras células.

Também pode ser apontado como responsável por inibir a oxidação de LDL, o colesterol ruim.

Além disso, o kaempferol inibe a atividade da proteína quinase C, que leva a complicações cardiovasculares, e promove a vasodilatação.

Quais são os benefícios do kaempferol?

kaempferol quais são benefícios do

A ciência já tem evidências suficientes para dizer que o kaempferol traz diversos benefícios para a saúde.

Um dos estudos que confirmam isso foi publicado narevista Experimental and Therapeutic Medicine e seu título (em português) não poderia ser mais claro: Progressos recentes em relação ao kaempferol para o tratamento de várias doenças.

Nessa revisão, o kaempferol teve suas qualidades terapêuticas estudadas, o que levou os pesquisadores a concluírem que ele inibe as proteínas quinases (que promove alterações funcionais de outras proteínas) e outros fatores de transcrição devido às suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Há ainda muito mais a descobrir a respeito desse composto, que vem sendo analisado intensivamente em virtude dos benefícios associados à sua inclusão na dieta.

Veja quais são a seguir!

Ação anticancerígena

Não chega a ser recente a descoberta das propriedades anticancerígenas dos flavonoides em geral.

No entanto, até pouco tempo, não se sabia muito sobre a maneira como eles agem mais especificamente, como é o caso do kaempferol.

Um estudo realizado por um grupo de pesquisadores de diversos países e publicado na revista do NCBI parece trazer respostas mais precisas.

Sua conclusão não poderia ser mais animadora:

“Os estudos são promissores, especialmente porque o kaempferol inibe seletivamente as células cancerosas sem afetar as saudáveis. Estudos in vitro revelaram o amplo espectro anticâncer do Kaempferol, incluindo apoptose, metástase, inflamação e angiogênese. Portanto, as células cancerosas(…), após o tratamento com kaempferol, podem ter suas ações prejudiciais bloqueadas por este flavonoide natural.”

Evita doenças cardiovasculares

Também não é novidade que uma alimentação saudável protege o coração e que uma dieta nesse sentido deve incluir alimentos ricos em flavonoides.

Mas e o kaempferol, como fica nessa história?

Sobre isso, uma pesquisa publicada no jornal Oxidative Medicine and Cellular Longevity traz importantes conclusões a respeito das propriedades desse composto:

“(…) Fornecemos evidências de que o kaempferol melhora a recuperação da função cardíaca, reduz o estado de oxidação intracelular e SI do miocárdio e inibe a apoptose miocárdica.

Ajuda a combater a osteoporose

Doença óssea que atinge principalmente mulheres, a osteoporose é um mal silencioso e, por isso, é comum que seja detectada tardiamente.

Para se ter uma ideia, estima-se que, no Brasil, cerca de 33% das mulheres acima dos 50 anos tenham a condição.

Conforme a idade, o risco de desenvolver essa enfermidade só aumenta, portanto, quanto mais cedo agir para prevenir, menores são as chances de sofrer seus efeitos.

Novamente, a capacidade do kaempferol em modular a apoptose parece ser eficaz para evitar que os ossos se degenerem em virtude da osteoporose.

É o que sugere uma pesquisa publicada na revista do NCBI, na qual os cientistas envolvidos comprovaram que a substância é eficaz como fator osteogênico, ou seja, de renovação óssea.

Melhora o metabolismo

A ciência também já sabe que o kaempferol é indicado para melhorar o quadro em doenças metabólicas, como diabetes e obesidade.

Além dessas enfermidades, o KPF (acrônimo usado em pesquisas) é ainda um poderoso aliado para evitar os danos causados ao fígado pelo consumo de bebidas alcoólicas.

Essa é uma das conclusões a que chegaram os pesquisadores no estudo citado no tópico em que comentamos sobre os benefícios do kaempferol:

“(…) o KP atenua a atividade e expressão do CYP2E1, aumenta o efeito protetor do sistema de defesa antioxidante e pode, assim, proteger o fígado de lesões hepáticas alcoólicas.”

Ação antioxidante

Provavelmente, o benefício do KPF mais documentado pela ciência seja a ação antioxidante. Por isso, vamos destacar dois estudos que comprovam tal fato.

O primeiro, realizado por pesquisadores brasileiros, teve como alvo as propriedades antioxidantes do kaempferol, da quercetina e da isoquercetina.

Sobre o primeiro composto, eles concluíram:

“Suas propriedades antioxidantes e de eliminação de radicais podem ter aplicações potenciais na indústria de alimentos e saúde.”

Novamente na revista da NCBI, um outro estudo confirma as características antioxidantes do “kae”, como também é chamado pelos pesquisadores:

“Em comparação com os outros compostos, o kae inibiu significativamente a proliferação de células T e a liberação de NO, o que confirmou nossa hipótese. Assim, a kae aglicona possui as mais fortes atividades antitumorais, antioxidantes e anti-inflamatórias.”

Auxilia no controle ao diabetes

Um estudo interessante conduzido por pesquisadores orientais estabelece um vínculo entre diabetes e obesidade.

Isso acontece, segundo os autores, porque a obesidade está altamente associada à resistência à insulina, tornando pessoas obesas mais propensas a desenvolver diabetes.

Nesse aspecto, depois de realizar testes em camundongos, eles concluíram que o kaempferol pode reduzir a obesidade diminuindo o depósito de tecido adiposo e os níveis de lipídios.

Assim, ele também pode ser eficaz para tratar do diabetes, já que melhora a resistência à insulina e à leptina.

Atua na regulação do estrogênio

Acredita-se que um dos fatores de risco e que, portanto, aumenta as chances de desenvolver câncer de mama, seja a exposição em excesso ao estrogênio.

Logo, uma dieta que seja efetiva no sentido de controlar a produção do hormônio pode ajudar a prevenir esse tipo de câncer, que é o mais comum entre as mulheres brasileiras, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Sobre isso, a pesquisa Kaempferol is an estrogen-related receptor α and γ inverse agonist, publicada na revista Science Direct, traz importantes revelações acerca do papel do kaempferol como regulador do estrogênio:

“Nossa observação é que o kaempferol funciona como um agonista inverso de ERRα e ERRγ e que um nível mais alto de expressão de ERRα está positivamente relacionado ao resultado clínico adverso, o que levanta uma possibilidade interessante de que o kaempferol pode exercer atividade anticâncer.”

Efeito analgésico

Até aqui, focamos na administração do kaempferol na dieta para que ele possa promover os benefícios esperados.

No entanto, as pesquisas a respeito do uso farmacêutico do KPF também estão caminhando a todo vapor e os resultados parecem promissores.

Isso porque, segundo um estudo realizado por um grupo de pesquisadores brasileiros há evidências de que o kaempferol , especialmente contra a dor.

Eles concluíram que os flavonoides em geral exercem efeito anti-inflamatório e analgésico por mecanismos que levam à inibição do estresse oxidativo.

Embora não seja um estudo conclusivo, ele mostra um caminho a seguir e tudo indica que, dentro de poucos anos, teremos mais remédios contra a dor levando o kaempferol.

Previne a aterosclerose

Além de tudo o que você já viu, o kaempferol também se mostrou de grande valor para prevenir e aliviar a aterosclerose, enfermidade que provoca a inflamação da parte interna das artérias.

A esse respeito, uma pesquisa publicada na revista do NCBI é bastante elucidativa sobre os efeitos positivos do KPF no tratamento dessa doença vascular.

Depois de dez semanas realizando testes em coelhos, os cientistas envolvidos concluíram que as lesões arteriais nos animais que foram tratados com o kaempferol diminuíram significativamente em comparação com os que não receberam o composto.

Como funciona o kaempferol para o tratamento de doenças?

kaempferol quais são benefícios do

Como vimos, o que não faltam são doenças e condições que podem ser tratadas ou evitadas com a ajuda do kaempferol.

Nesse caso, existem basicamente duas maneiras de realizar o tratamento tendo essa substância como base.

Uma é incluir na dieta alimentos ricos nesse nutriente.

Se essa for a opção, então, o ideal é consultar um médico nutrólogo ou um nutricionista para que a dieta adequada seja prescrita.

Outra opção é ingerir o kaempferol na forma de cápsula, o que pode ser feito pela administração de fitoterápicos.

É o caso de certos produtos que têm a substância ginkgo biloba, que contém flavonoides – entre eles, o KPF.

Nessa situação, obviamente o fitoterápico deve ser prescrito por um médico, porque, como todo medicamento, seu uso incorreto pode trazer prejuízos à saúde.

Também vale destacar que o kaempferol é um dos flavonoides encontrados em plantas do gênero Cannabis, da qual se extrai o canabidiol (CBD), que dá origem a medicamentos em óleo, cápsulas e outros formatos.

Quais doenças podem ser tratadas com o kaempferol?

A lista de doenças que podem ser prevenidas ou tratadas com a ajuda do KPF não para de crescer.

Afinal, como você já viu, só o fato de ser um flavonoide já o credencia como solução terapêutica para problemas de saúde de diversos tipos.

Por outro lado, também é consenso que a ciência precisa evoluir mais a respeito do uso medicinal do kaempferol que, até o momento, mais do que um remédio, é um nutracêutico (componente alimentar capaz de promover benefícios à saúde isoladamente quando ingeridos na alimentação).

Isso, no entanto, não diminui seus méritos enquanto opção de tratamento – pelo contrário, pode ser até um trunfo, já que ele continua sendo uma alternativa natural.

Conheça, então, algumas das doenças que podem ser tratadas, evitadas ou ter seus sintomas aliviados com essa poderosa substância.

Doenças respiratórias

Flavonoides são, essencialmente, compostos anti-inflamatórios e antialérgicos, e é por isso que eles são indicados para o tratamento de doenças respiratórias, como asma e bronquite alérgica.

Vale citar um estudo no qual foram investigadas as propriedades do KPF para impedir a inflamação das vias aéreas em camundongos com asma.

Seus autores concluíram que:

“(…) o kaempferol é eficaz na melhora de doenças alérgicas e inflamatórias das vias aéreas através da sinalização NF-kB.”

Doenças cardíacas

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), hoje, as doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil.

São mais de 1.100 mortes por dia, cerca de 46 por hora e 1 morte a cada 1,5 minuto (90 segundos).

Números impressionantes e que só fazem aumentar a necessidade de cuidados com tais doenças, que matam mais do que todos os tipos de câncer juntos.

Diante de tal perigo, os flavonoides mais uma vez surgem como alternativa para ajudar a evitar as enfermidades que atingem o coração, um dos órgãos mais importantes do corpo humano.

Câncer de mama (e outros tipos)

Você viu há alguns tópicos que o KPF pode ser utilizado para regular os níveis de estrogênio em mulheres.

Dessa forma, ele entra para a lista dos aliados no combate ao câncer de mama que, como já foi destacado, é o que mais mata mulheres no Brasil.

Mas não é apenas esse tipo da doença que pode ser combatido ou evitado com a ingestão desse nutracêutico.

Sobre isso, um estudo ilumina o debate acerca do uso terapêutico do KPF no tratamento de outras modalidades de câncer.

Em sua conclusão, os autores destacam:

“(…) o kaempferol pode estar envolvido na indução de apoptose em muitos tipos de células cancerosas, o que implica que pode ter atividade anticâncer por vias apoptóticas intrínsecas e extrínsecas.”

Obesidade

Provavelmente, você já deve ter lido ou, pelo menos, ouvido falar que o chá-verde ajuda a perder peso.

Isso tem relação direta com a alta concentração de flavonoides nesse tipo de chá, entre os quais está o kaempferol.

Tal fato fica comprovado, inclusive, em um estudo realizado por pesquisadores brasileiros que mediram o teor de KPF e outros flavonoides em chás comercializados em nosso país.

Diabetes

Também vimos nos tópicos anteriores que o kaempferol é uma das substâncias mais eficazes no tratamento do diabetes.

Outra prova disso é uma pesquisa na qual buscou-se saber se o KPF era eficaz em reduzir a homeostase da glicose, o que teria efeitos positivos em pessoas diabéticas.

Os testes foram realizados em ratos e tiveram resultados positivos, dentro dos objetivos aos quais o estudo se propôs.

Kaempferol alimentos: onde encontrar e como consumir?

kaempferol alimentos onde encontrar como consumir

Poderíamos estender a lista de doenças tratáveis com kaempferol quase indefinidamente, tamanha a versatilidade dessa substância.

Contudo, acreditamos que, pelo que foi mostrado, não restam dúvidas sobre suas propriedades nutracêuticas e o seu enorme valor nutricional.

Dito isso, falta destacar os alimentos nos quais você pode encontrar esse poderoso flavonoide.

Basicamente, o chá-verde e o chá-preto despontam como as bebidas com maiores concentrações de KPF, além da erva-mate.

No grupo das frutas, as brasileiríssimas pitanga e caju são aquelas em que se pode obter kaempferol em quantidades mais generosas.

Por fim, entre as hortaliças, destacam-se como fontes do composto a rúcula e a couve.

Como visto, são alimentos facilmente encontrados em supermercados, quitandas e mercearias.

Durante o preparo, procure sempre respeitar as indicações do seu nutricionista, já que ele é o profissional apropriado para prescrever uma dieta equilibrada.

Onde comprar o kaempferol?

Boa parte dos produtos contendo KPF são vendidos na forma de suplementos alimentares.

Já dissemos, mas não custa relembrar: antes de comprar esse tipo de artigo, fitofármacos e, principalmente, medicamentos, a palavra do seu médico é lei.

Nesse caso, a compra deve ser acompanhada de receita, procedimento indispensável também em farmácias de manipulação, onde normalmente se pode adquirir suplementos de KPF.

Evite a automedicação, pois esse é um risco totalmente desnecessário e que pode trazer sérios problemas à sua saúde.

Conclusão

As inúmeras vantagens e aplicações do kaempferol só reforçam a importância de uma alimentação saudável e um estilo de vida menos sedentário.

Além disso, é fundamental ir ao médico regularmente para a realização de exames preventivos e check-ups para verificar seu estado de saúde.

Uma outra forma de se cuidar é ler e se informar sobre os avanços da medicina e da pesquisa a respeito de substâncias como o KPF e a Cannabis medicinal.

Nesse quesito, sua fonte de informação de qualidade é o portal Cannabis & Saúde.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email