Fibromialgia e medicamentos novos: benefícios da Cannabis medicinal

fibromialgia medicamentos novos

A fibromialgia é uma doença de causas desconhecidas e provoca diversos sintomas como dor crônica pelo corpo, rigidez muscular, cansaço, problemas no sono, entre outros sintomas que podem afetar a qualidade de vida de seus portadores. E para combater a fibromialgia, existem medicamentos novos disponíveis.

A mais famosa portadora de fibromialgia é a cantora Lady Gaga. Ela revelou no ano de 2017 que sofre com dores crônicas e outros sintomas causados pela fibromialgia, que afetam a sua rotina de apresentações.

Por isso, a cantora procura aumentar a conscientização sobre a doença e seus efeitos. A fibromialgia atinge de 2% a 5% da população mundial, com dores crônicas e fatiga.

O tratamento da doença ainda é limitado e cientistas estão em busca de soluções que consigam minimizar o sofrimento de quem sofre de fibromialgia.

Nesse sentido, a Cannabis medicinal pode ser uma ótima alternativa, visto que ela possui grande utilidade no tratamento de dores crônicas.

Por isso, saiba mais sobre: o que é a fibromialgia, quais são os sintomas da doença, causando a fibromialgia, como combater essa doença e como a Cannabis medicinal pode ser essencial no tratamento da fibromialgia. Confira!

O que é a fibromialgia?

fibromialgia medicamentos novos remedio que emagrece
Fibromialgia – medicamentos novos: mulher com dor.

A fibromialgia é uma doença reumatológica, silenciosa e de difícil detecção em exames de laboratório, tanto que muitas vezes é vista como um transtorno apenas psicológico.

A doença atinge a musculatura e provoca fortes dores, além de outros sintomas que afetam o dia a dia daqueles que sofrem da condição.

No Brasil cerca de 2,5% da população sofre de fibromialgia, que ainda tem suas causas desconhecidas. A maioria dos acometidos por essa doença são mulheres, cerca de 90% dos casos.

Quais são os sintomas da fibromialgia?

A fibromialgia é uma condição que exibe diversos sintomas, mas o mais clássico deles é a dor intensa no corpo.

No entanto, além da manifestação mais comum, a lista e sintomas pode incluir:

  • Sensibilidade ao toque;
  • Cansaço excessivo;
  • Músculos enrijecidos, em especial ao acordar;
  • Dificuldade para dormir;
  • Dores de cabeça;
  • Sensação de formigamento nos membros;
  • Dificuldade de concentração e memorização;
  • Sensação de inquietude nos membros inferiores.

Os pacientes que sofrem dessa condição relatam a piora dos sintomas após algumas situações, como esforços físicos, exposição ao frio e, principalmente, estresse.

A fibromialgia pode acarretar outras condições associadas à doença, como síndrome do cólon irritável, que apresenta problemas intestinais que causam dor no abdômen.

A ocorrência de transtornos de ansiedade e depressão também é comum em pacientes de fibromialgia.

O que causa a fibromialgia?

fibromialgia medicamentos novos remedio para fibromialgia
Fibromialgia – medicamentos novos: causas da doença.

As causas da fibromialgia, assim como de grande parte das doenças reumatológicas, ainda não são entendidas de forma clara pela comunidade médica e científica.

Dessa forma, não se sabe exatamente o que causa a fibromialgia, apenas que as pessoas acometidas por essa doença possuem uma sensibilidade maior à dor, fator ligado diretamente ao sistema nervoso.

No entanto, alguns estudos, demonstram que existe uma conexão entre a fibromialgia e o desequilíbrio do sistema endocanabinoide, responsável por inspecionar diversos processos vitais no corpo humano, o equilíbrio e as condições ideais.

O que uma deficiência no sistema endocanabinoide causa?

Esse é o sistema responsável pela regulação de alguns processos fisiológicos, como dor, controle muscular, apetite, inflamação, metabolismo, humor, ansiedade, qualidade do sono, entre outros.

A deficiência no sistema endocanabinoide ocorre quando existe algum tipo de problema ou desequilíbrio no sistema, que pode ser causado pela produção insuficiente de canabinoides ou pela existência de receptores defeituosos.

Assim, segundo alguns pesquisadores, uma deficiência nesse sistema poderia causar diversas condições médicas, como enxaqueca, síndrome do intestino irritável e a fibromialgia.

Afinal, os receptores endocanabinoides estão presentes em todo o nosso sistema imune e nervoso central, assim como em partes do cérebro e órgãos vitais.

O que desencadeia uma crise de fibromialgia?

Assim como a causa da doença, os fatores que desencadeiam uma crise de fibromialgia ainda não são definidos com precisão. No entanto, existem algumas hipóteses.

A primeira observação importante é a doença ser mais comum entre familiares que possuem a condição, fato que pode apontar para um fator genético na doença.

Outro ponto importante é a patologia ser encontrada em pessoas que sofreram traumas físicos ou psicológicos.

Portanto, há a discussão de que essas situações desencadeiam a liberação de hormônios no organismo que podem contribuir para causar certos desequilíbrios.

Como combater a fibromialgia?

fibromialgia medicamentos novos remedio para fibromialgia 2
Fibromialgia – medicamentos novos: como combater a doença.

Existem algumas recomendações para os pacientes que sofrem de fibromialgia, como dormir 8 horas por dia, evitar alimentos calóricos antes de dormir, para conseguirem manter um bom hábito de sono.

Assim como praticar exercícios físicos, à medida do possível, e fazer acompanhamento psicológico. No entanto, a eficácia dessas recomendações pode variar de caso a caso.

Além disso, a Cannabis pode ser uma alternativa segura e bastante eficaz para pacientes que convivem com as dores crônicas.

Existe um longo histórico do uso da Cannabis para tratamento de dores e inflamações.

É o caso do livro chinês “Pen-Tsao”, um dos mais completos da medicina chinesa, escrito em 1578, e que cita a Cannabis como uma forma de tratamento.

Hoje em dia, à vista do método científico, existem estudos sobre o poder da Cannabis em diversas doenças, em especial a fibromialgia e doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer.

O que fazer em uma crise de fibromialgia?

Considerando que o sistema endocanabinóide ajuda o corpo a manter a homeostase, por meio de diversas reações químicas, a fibromialgia pode ser resultado de problemas nesse sistema.

Os desequilíbrios no sistema endocanabinoide podem decorrer de alguns fatores, como explica Ethan Russo, pesquisador pioneiro nesta área.

Segundo ele são dois os principais fatores para o desequilíbrio: receptores defeituosos ou a produção insuficiente de endocanabinoides pelo corpo.

Assim, haveria um desequilíbrio fisiológico no corpo que pode ser a causa de crises de fibromialgia e outras doenças, em especial algumas ligadas ao sistema imune.

A enxaqueca, por exemplo, também é alvo de diversos estudos e investigações, que mostraram que a serotonina pode ter um papel significativo na enxaqueca e na fibromialgia, assim como outras canabinóides.

Além disso, os mesmo estudos demonstraram que os canabinóides têm a habilidade de bloquear alguns mecanismos gastrointestinais, periféricos e do sistema nervoso que promovem a dor.

Dessa forma, os pacientes em crise de enxaqueca, síndrome do intestino irritável e fibromialgia podem ter benefícios consideráveis com o auxílio da Cannabis medicinal.

Ausência de tratamento específico para fibromialgia

Os tratamentos para a fibromialgia têm o objetivo de aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem com esta doença.

Dessa forma, muitas vezes analgésicos e relaxantes musculares são prescrevidos ao paciente.

Também é recomendado que o paciente mantenha um acompanhamento com psicólogo, psiquiatra ou neurologista como parte do tratamento, visto que existem diversos sintomas psicológicos.

Além disso, as práticas de relaxamento, certos exercícios físicos e sessões de massagem são incentivadas, como técnicas alternativas de tratamento.

No entanto, não existe um tratamento específico para a fibromialgia e o tratamento farmacológico muitas vezes é ineficaz e possui muitos efeitos colaterais.

Portanto, existem diversos estudos indicando os benefícios do uso da cannabis, isoladamente ou associada aos tratamentos convencionais, para melhorar a qualidade de vida de pacientes com fibromialgia.

Medicamentos novos que agem contra a fibromialgia

fibromialgia medicamentos novos fibromialgia medicamentos novos fibromialgia medicamentos novos
Fibromialgia – medicamentos novos: homem com dor.

Os medicamentos comuns para o tratamento da fibromialgia são antidepressivos, relaxantes musculares, como a ciclobenzapina.

Além de medicamentos neuromoduladores, que atuam na regulação da área neuronal, assim eles inibem ou estimulam neurotransmissores responsáveis por alguma função, ou algum comportamento.

As terapias alternativas também são estimuladas para ajudar a controlar os sintomas, no entanto, a eficácia de todo o tratamento pode variar conforme o caso, assim como a adaptação do paciente, que pode relatar efeitos adversos dos medicamentos.

Nesse sentido, estudos recentes apresentam a importância da Cannabis no tratamento de patologias que apresentam a dor crônica como um dos sintomas, obtendo resultados excelentes e o relato de poucos efeitos colaterais.

A Cannabis medicinal entre os medicamentos novos contra a fibromialgia

fibromialgia medicamentos novos duloxetina fibromialgia
Fibromialgia – medicamentos novos: Cannabis medicinal.

A Cannabis é uma alternativa de tratamento novo e eficaz contra a fibromialgia. Hoje em dia já existem diversos estudos que comprovam a eficácia da planta para fins terapêuticos, em especial para pacientes com fibromialgia.

Nos estudos observa-se um alívio significativo da dor muscular e da rigidez. Além de promover relaxamento, percepção de bem-estar e sonolência, melhorando a qualidade de vida de pacientes que possuem dificuldades no sono por conta da doença.

Essas evidências de estudos, alinhadas aos conhecimentos atuais sobre o papel do sistema endocanabinóide no equilíbrio do corpo sugerem um novo tipo de tratamento para melhorar a qualidade de vida de pessoas que sofrem com a condição.

Visto que os novos medicamentos à base de Cannabis atuam no sistema endocanabinoide.

Eles são capazes de promover o alívio da dor e essa melhora esperada na qualidade de vida do paciente, demonstrando que essa é uma alternativa viável para o tratamento da fibromialgia.

Estudos que apontam benefícios da Cannabis medicinal contra a fibromialgia

Existem diversos estudos hoje em dia que apontam os benefícios da Cannabis medicinal contra a fibromialgia.

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e divulgado no ano de 2020 demonstra evidências obtidas sobre a eficácia do uso de fitocanabinoides no tratamento de dores crônicas na fibromialgia.

A pesquisa foca no uso do THC no tratamento e obteve dados significativos acerca da redução da gravidade da doença, de 75 para 30 pontos, na escala de 0 a 100, segundo o Questionário de Impacto da Fibromialgia respondido pelos participantes do estudo.

Além disso, um estudo do Departamento de Anestesiologia da Escola de Medicina da Universidade de Michigan mostrou que o uso do CBD é comum entre portadores de fibromialgia.

De um grupo de 2.701 pessoas que possuem a patologia, 32% fazia uso do CBD para combater sintomas como ansiedade, insônia e dores crônicas.

Dessa forma, se comprova que esse é um tratamento complementar que pode beneficiar em especial aqueles que não se adaptaram ao tratamento farmacológico regular.

A terapia convencional para a fibromialgia é complicada e, em geral, baseada em diversas abordagens e combinações de intervenções farmacológicas (como a combinação de antidepressivos, analgésicos e até opioides) e terapias alternativas.

Portanto, o uso de derivados da Cannabis pode ser um complemento importante ao tratamento convencional e proporcionar maior qualidade de vida para aqueles que sofrem com essa doença.

Ação do THC como relaxante muscular

O CBD (canabidiol) e o THC (tetrahidrocanabinol) são os principais ativos presentes na Cannabis, além de serem os mais estudados até o momento.

No entanto, apesar de serem compostos extraídos da mesma planta, existem algumas diferenças importantes entre esses dois ativos, que podem determinar a categoria de tratamento em que cada um deve ser aplicado.

O THC teve uma fama ruim por muito tempo, principalmente por estar relacionado aos efeitos psicoativos da planta, que ainda são um tabu.

Porém, hoje em dia é comprovada a eficácia desse ativo ao tratar dores, náuseas e vômitos, sendo orientado a pacientes com câncer para tratar os efeitos colaterais da quimioterapia.

Além disso, o ativo também pode atuar em doenças autoimunes, ajudar no tratamento da depressão e proporcionar alívio para o estresse e bem-estar ao paciente, fator importante no tratamento da fibromialgia.

Nesse sentido, o efeito relaxante muscular e anti-inflamatório do THC é conhecido e comprovado por estudos.

O que pode beneficiar principalmente pacientes que sofrem de fibromialgia, visto que os sintomas mais relatados são dores musculares, tensão muscular, fadiga extrema e dificuldades para dormir.

Portanto, uma abordagem que inclua o uso do THC pode ajudar a melhorar esses aspectos da vida de pacientes que sofrem com a condição.

fibromialgia medicamentos novos alimentos que inflamam a fibromialgia
Fibromialgia – medicamentos novos: tratamentos.

Canabidiol (CBD) no combate à dor crônica

Outro composto bastante popular da Cannabis é o CBD, ou canabidiol. Esse ativo se popularizou devido ao uso eficaz de óleos de CBD no tratamento de doenças como epilepsia.

No entanto, esse ativo é promissor também no tratamento de outras patologias, como ansiedade e doenças neurodegenerativas, como o Parkinson e o Alzheimer.

Isso acontece porque o ativo possui diversas propriedades anticancerígenas, anti psicóticas, anticonvulsivas, antiespasmódicas e neuroprotetoras.

Pode ser usado como auxiliar no tratamento de diversos transtornos, porque produz efeitos semelhantes aos antidepressivos.

Assim como também existem diversos estudos atestando a segurança do CBD em dosagens corretas para humanos e até animais.

Dessa forma, fica claro que se trata de um ativo seguro e que possui uso medicinal comprovado para diversas funções.

Nesse sentido, estudos recentes mostram que o CDB também pode ser eficaz no combate à dor crônica, um dos sintomas principais da fibromialgia.

Após diversas revisões nos estudos e na literatura sobre o uso do CBD para bloquear mecanismos espinhais, periféricos e gastrointestinais que causam a enxaqueca, a síndrome do intestino irritável e a fibromialgia, exames clínicos foram conduzidos.

Dessa forma, detectou-se que as deficiências endocanabinoides desempenham um papel nessas doenças e constatou-se a eficácia do ativo nesses casos.

CBD e THC propiciam melhora do sono de pacientes com fibromialgia

Os canabinóides são bastante conhecidos e estudados acerca dos efeitos que possuem sobre o sono, fator fundamental para pacientes com fibromialgia.

Nesse sentido, existem diversas comprovações científicas de que o CBD promove o relaxamento e possui a capacidade, inclusive, de reduzir a ansiedade e aliviar a dor.

Além disso, se tratando dos efeitos desse ativo no sono, o CBD é auxiliar na manutenção do sono REM, aquele estado de adormecimento profundo, o que melhora a qualidade do sono em geral.

Além do CBD, outro ativo encontrado na Cannabis, o THC pode melhorar a respiração durante a noite, o que também pode contribuir com a melhora do sono de diversos pacientes, mas que ainda necessita de maiores estudos.

Como a fibromialgia é uma doença que causa alterações no sono em cerca de 95% dos pacientes, que possuem dificuldade em manter o sono profundo.

Os ativos derivados da Cannabis podem ser uma alternativa para tratar esse incômodo sintoma.

Pacientes com fibromialgia apresentam melhora na qualidade de vida após tratamento com Cannabis medicinal

A fibromialgia é uma doença que não possui um tratamento específico, que pode variar, sendo esse individualizado e conforme a adaptação do paciente. O tratamento procura diminuir os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Visto que o tratamento não é comum a todos os pacientes, é necessário a busca pelo desenvolvimento de novos tratamentos e medicamentos contra essa doença.

Assim, a Cannabis se mostra como uma alternativa eficaz, ao contribuir significativamente para a melhora da qualidade de vida dos pacientes, com poucos efeitos colaterais.

A cannabis promove o alívio da dor, pois possui efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, assim como promove o relaxamento muscular e a melhoria da qualidade do sono.

Todos esses fatores colaboram para diminuir os sintomas principais da fibromialgia e melhora a qualidade de vida de todos que convivem com essas ocorrências.

Como mencionado anteriormente, o desequilíbrio do sistema endocanabinoide pode desencadear diversos desequilíbrios corporais e resultar em manifestações como a enxaqueca, a síndrome do intestino irritável e a fibromialgia.

Dessa forma, os pacientes que convivem com fibromialgia frequentemente possuem essas manifestações, o que também compromete a qualidade de vida do paciente.

Assim, os ativos extraídos da Cannabis ajudam a regular as funções corporais e a melhorar sintomas provenientes desses distúrbios também.

Ausência de efeitos colaterais no tratamento com Cannabis medicinal

Como mencionado, muitos pacientes não se adaptam bem ao tratamento convencional da fibromialgia com os remédios prescritos, seja por não apresentarem melhora significativa ou pela presença de efeitos colaterais insuportáveis.

Assim, um número muito grande de pacientes não responde adequadamente ao tratamento, o que demonstra a necessidade de novos medicamentos e uma nova orientação para o tratamento.

Nesse sentido, os estudos com o uso da Cannabis contra os sintomas da doença demonstraram poucos efeitos colaterais e poucas contraindicações. O que pode fazer com que este seja um tratamento mais vantajoso para grande parte dos pacientes.

Como buscar o tratamento contra fibromialgia com medicamentos novos à base de Cannabis medicinal?

fibromialgia medicamentos novos fibromialgia medicamentos novos
Fibromialgia – medicamentos novos: como buscar tratamento.

Se você se interessou pelo tratamento de fibromialgia à base de canabis medicinal, o primeiro passo é procurar por médicos que tenham experiência nesse tratamento.

Para isso nós do Portal Cannabis e Saúde temos uma plataforma que cria conexões entre os médicos com experiência em prescrição de cannabis e pacientes que desejam investir no tratamento.

Temos médicos em diversas especialidades, que irão dar o parecer final sobre o tratamento com Cannabis e canabinoides, de acordo com o seu caso.

Por isso é importante a consulta com nossos profissionais, para que você entenda melhor sobre o tratamento, a sua duração e os medicamentos indicados. Além disso, será possível tirar todas as suas dúvidas direto com o médico.

Clique aqui para conhecer nossos profissionais e escolher se prefere se consultar presencialmente ou por meio da telemedicina.

Conclusão

Agora você sabe como os ativos presentes na cannabis podem atuar no tratamento de diversas doenças, em especial a fibromialgia que não possui um tratamento convencional efetivo para todos os pacientes.

Confira a história de diversos pacientes que usam o tratamento à base de cannabis medicinal e como ela revolucionou seus tratamentos e proporcionou uma melhor qualidade de vida para essas pessoas.

Mais pesquisas e ensaios clínicos futuros deverão atestar a utilidade da cannabis medicinal, à medida que o preconceito científico e os tabus desaparecerem.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email