Canabidiol para Dor de Cabeça: Como é Feito o Tratamento?

Confira como o canabidiol pode ser utilizado para tratamento da dor de cabeça, os benefícios e o que dizem os médicos sobre a substância. Aprenda mais!
canabidiol para dor de cabeça

O canabidiol para dor de cabeça é um dos mais poderosos aliados no combate a esse mal que afeta seriamente a vida dos brasileiros.

Para entendermos a dimensão do problema, muito ajuda observar o que diz um estudo conduzido pela farmacêutica Novartis e publicado no The Journal of Headache and Pain.

Segundo o documento, 50% dos entrevistados brasileiros que disseram sofrer de enxaqueca (um tipo de cefaleia) se sentem impossibilitados de participar de eventos sociais por causa da doença.

Outros 30% não conseguem manter exercícios físicos regulares em função das dores.

Felizmente, há uma nova esperança para essas pessoas voltarem a ter qualidade de vida e uma rotina de atividades normal: é justamente o canabidiol, ou CBD, tema deste artigo.

Ele é um dos compostos extraídos da planta Cannabis que pode mudar para melhor o dia a dia de quem sofre com dores de cabeça das mais variadas origens.

Avance na leitura, veja como ele age no corpo humano e conheça seus muitos benefícios.

Quais são as principais causas das dores de cabeça?

Quando se trata de dores de cabeça, um aspecto importante a ser considerado é que elas não são todas iguais.

Sendo assim, é preciso diagnosticar corretamente as possíveis causas para a dor recorrente, como ela se apresenta, intermitência e outros fatores.

Dessa maneira, será viável prescrever o tratamento adequado e, se necessário, o medicamento correto.

Basicamente, existem três prováveis origens da dor de cabeça:

  • Enxaqueca: a mais comum delas, caracteriza-se por uma dor pulsante e geralmente vem acompanhada de náuseas e vômitos
  • Cefaleia cervical: tem origem em possíveis problemas nas vértebras que sustentam o crânio. Começa na parte de trás da cabeça, irradiando-se para as têmporas
  • Cefaleia tensional: tal como a enxaqueca, é um tipo de dor de cabeça comum, principalmente entre mulheres, e se caracteriza por uma sensação de aperto.

Quais são os tratamentos convencionais para dor de cabeça crônica?

canabidiol para dor de cabeça tratamentos convencionais

O recurso terapêutico para a dor de cabeça depende das causas detectadas.

A partir daí, podem ser prescritos tratamentos como:

  • Farmacoterapia, na qual o médico indicará analgésicos convencionais ou medicação específica para prevenir e aliviar as dores
  • Atacar os fatores primários que dão origem ou agravam a dor, agindo no sentido de controlá-los
  • Radiofrequência cervical
  • Aplicações de toxina botulínica (botox).

De qualquer forma, a dor de cabeça pode ser também um sintoma de alguma doença primária.

Se isso ficar comprovado por exames, então, a única saída é eliminar o mal que está levando o paciente a sentir as dores.

Em alguns casos, pode ser até mesmo necessária a intervenção de mais de um especialista para que o quadro seja diagnosticado corretamente.

Assim, vale consultar um médico habilitado a prescrever medicamentos à base de CBD.

Para encontrar um médico prescritor de Cannabis medicinal, nesta página, você pode agendar uma consulta.

CBD para dor de cabeça e enxaqueca: o que dizem os médicos?

canabidiol para dor de cabeça o que falam os medicos

Médicos e cientistas já sabem que o canabidiol é um composto eficaz para tratar da dor de cabeça em suas várias formas de manifestação.

Inclusive, um estudo publicado pela Academia Europeia de Neurologia diz que os canabinoides seriam mais efetivos em diminuir a frequência das dores de cabeça do que os remédios alopáticos.

Outra pesquisa, esta publicada no site da Revista Forbes, mostra que os compostos ativos da Cannabis são mais eficientes para reduzir a quantidade de episódios de dor aguda da enxaqueca do que os fármacos comuns.

De quebra, eles ainda produzirem menos efeitos adversos.

O canabidiol pode ser usado para aliviar dores de cabeça?

Como visto, o canabidiol é um recurso comprovadamente eficaz no combate à dor de cabeça, um mal que pode levar a pessoa à incapacitação de realizar as atividades cotidianas.

No caso da enxaqueca, cabe destacar que se trata de uma doença incurável e que é apontada como a sexta mais incapacitante em todo o mundo.

Outro aspecto a ser destacado é que, diferentemente dos demais fármacos, o CBD apresenta raros efeitos adversos.

E, quando apresenta, eles são causados principalmente pela interação com outros tipos de medicamentos.

Quais são os efeitos do CBD no cérebro?

A ciência já conhece uma parte significativa dos efeitos do canabidiol no cérebro e demais sistemas e tecidos do corpo humano.

A maioria deles está relacionada às interações do CBD com o sistema endocanabinoide.

Embora haja muito a se descobrir, há numerosas pesquisas para comprovar os benefícios do canabidiol à saúde e seus efeitos terapêuticos ao tratar da dor de cabeça.

Contudo, existem ainda outras reações associadas ao seu uso e que o qualificam como um poderoso aliado para o bem-estar em geral.

Veja quais são eles.

Anti-inflamatório

Uma das propriedades do canabidiol é o efeito anti-inflamatório que ele proporciona no tratamento de doenças ligadas ao sistema musculoesquelético e às articulações.

Um exemplo disso vem do estudo Cannabidiol (CBD) and its analogs: A review of their effects on inflammation.

Nessa revisão de literatura, os autores são conclusivos ao apontar as vantagens do tratamento combinando CBD e THC.

Além disso, você pode ver aqui no Portal Cannabis & Saúde que até mesmo atletas de alto nível usam o canabidiol para reduzir os processos inflamatórios.

Entre os defensores da substância, está o lutador de MMA Ralph Gracie, um entusiasta da Cannabis medicinal.

Impede espasmos musculares

Portadores de fibromialgia sofrem com as dores causadas pela doença, que também provoca tensão e espasmos musculares.

Nesse caso, o CBD é um aliado poderoso, já que atua diretamente, bloqueando as contrações involuntárias típicas dessa enfermidade.

Para esse tratamento, o canabidiol pode ser administrado na forma de pomada, sendo aplicado diretamente na pele e agindo sobre a musculatura.

Em nosso portal, contamos a história de Giovanna Luz, que, durante muito tempo, sofreu com as dores agudas causadas pela fibromialgia.

Depois de usar a pomada de canabidiol, ela abandonou definitivamente os fármacos convencionais que, no seu caso, já não surtiam mais efeito.

Neuroprotetor

As plantas do gênero Cannabis são compostas por flavonoides e antocianinas, substâncias bastante pesquisadas por conta das suas características anti-inflamatórias, pró-cognitivas e neuroprotetoras.

É por essa razão que medicamentos com CBD vêm sendo prescritos com cada vez mais frequência no tratamento dos sintomas da epilepsia.

A propósito, o uso da Cannabis nesse tipo de recurso terapêutico mereceu uma abordagem toda especial aqui no portal em um material gratuito exclusivo sobre o assunto — não deixe de fazer o download para ler depois deste conteúdo.

Cabe destacar, ainda, que a reação neuroprotetora do canabidiol é potencializada quando se aplica o chamado efeito entourage.

Por meio dele, a combinação de outros canabinoides faz com que os impactos terapêuticos sejam otimizados pelo princípio da sinergia botânica.

Analgésico

Além de neuroprotetor, a essa propriedade do CBD se junta o efeito analgésico.

Quando combinados, agem no organismo para conter dores de diversos tipos, como a neuropática.

Sendo assim, ao proteger o sistema nervoso, o canabidiol exerce uma dupla ação, impedindo processos degenerativos e o avanço da dor.

Esse efeito está, inclusive, documentado no estudo Cannabinoids suppress inflammatory and neuropathic pain by targeting α3 glycine receptors.

De acordo com a pesquisa, as propriedades analgésicas não são vinculadas às ligações do CBD com os receptores CB1, mas a um receptor de glicina conhecido como α3 GlyR.

Estabilizador de humor

Doenças como depressão, transtorno bipolar e ansiedade afetam milhões de brasileiros que, por sua vez, ainda sofrem com a falta de alternativas para tratá-las.

Por isso, o CBD surge para preencher um vácuo de opções medicamentosas seguras e que não produzam efeitos adversos deletérios como a dependência.

Já contamos aqui no portal o caso da dona Maria Aparecida Portella, que sofre de transtorno bipolar e que encontrou no canabidiol a solução para os seus problemas de saúde.

Como muitos pacientes que recorreram ao CBD, antes da cura, ela teve dificuldades com medicamentos convencionais de pouca efetividade e tratamentos sem respostas.

Como o canabidiol pode ser usado no tratamento de dor de cabeça?

como o canabidiol para dor de cabeça é usado

A versatilidade da Cannabis não se percebe apenas pela quantidade de doenças que ela ajuda a tratar ou curar.

Afinal, diferentemente da maioria dos fármacos convencionais, o CBD extraído pode ser administrado das mais variadas maneiras.

Desse modo, ele se torna ainda mais efetivo, já que pode ser prescrito até mesmo para pessoas que porventura não se sintam bem ingerindo comprimidos em demasia.

Na sequência, conheça algumas das muitas vias de administração do canabidiol medicinal e quais são suas principais vantagens.

Óleo de CBD

Em forma de óleo, recomenda-se que o CBD seja administrado por via oral ou, em alternativa, sublingual.

Tudo vai depender do tipo de tratamento feito, de eventuais restrições do paciente ou da opção que o médico achar mais indicada.

Quando comercializado nesse formato, o CBD geralmente é acondicionado em um pequeno frasco com dosador ou conta-gotas para que o produto seja aplicado embaixo da língua.

Tal como nas cápsulas, a concentração de canabidiol e demais componentes pode variar, e o que muda é o controle da dosagem do número de gotas por parte do paciente.

Cápsula

Sendo um medicamento, nada mais natural que o canabidiol seja também vendido como cápsula ou em forma de comprimido.

Nesse caso, cada cápsula tem uma dosagem predeterminada de CBD, que pode ser produzida a partir do extrato de canabidiol ou com o componente isolado.

Também podem ser adicionados outros elementos que não estão presentes na Cannabis, desde que prescritos pelo médico especialista.

Supositório

Uma das tantas indicações de uso do CBD é no sentido de auxiliar no tratamento de sintomas e distúrbios do trato digestivo, como a síndrome do intestino irritável.

Para esse tipo de condição, é recomendada a administração por supositórios, que apresentam a vantagem de serem gradualmente liberados na corrente sanguínea.

Produtos de uso tópico

O CBD também interage com o sistema endocanabinoide por receptores cutâneos.

É por esse motivo que ele pode ser prescrito na forma de pomadas e cremes para aplicação direta, sendo recomendado para tratar de condições leves, como desconfortos musculares e irritações na pele.

Produtos de beleza

Nesse caso, não se trata de Cannabis medicinal, mas vale a pena destacar a popularidade do canabidiol na indústria dos cosméticos.

Comercializado em outros países como máscaras, cremes hidratantes, óleos, sabonetes, xampus etc., ajuda a combater a acne e relaxar a pele e os cabelos.

Comestíveis

O canabidiol também pode aparecer em alimentos.

É o caso dos doces, chocolates, balas e outras guloseimas feitas a partir do extrato da Cannabis.

Vaporizador

O óleo de canabidiol pode, ainda, ser usado para inalações, com a vantagem da absorção mais rápida proporcionada por essa via.

Desse modo, trazem alívio para as dores de cabeça em muito menos tempo, em relação à administração por outras maneiras.

Bebida

Os óleos naturais de CBD não se misturam à água, mas avanços nas tecnologias de extração do canabidiol já permitem a produção de água engarrafada com o composto.

Assim, também é possível fabricar o produto na forma de bebidas energéticas e pós solúveis.

Riscos e efeitos colaterais do uso de CDB

O canabidiol para dor de cabeça, como você viu, pode ser administrado por diversas vias, produzindo os mesmos benefícios.

No entanto, embora sejam mínimos, existem os riscos de efeitos adversos que devem ser sempre considerados.

Nesse caso, eles estão mais associados ao uso do CBD isolado ou quando combinado com outros medicamentos convencionais.

Algumas reações possíveis são alergia, vômitos e náuseas.

Contraindicações do uso de canabidiol para o tratamento de dor de cabeça

As contraindicações do CBD seguem o padrão da maioria dos fármacos de baixo risco.

Ou seja, ele não é recomendado para gestantes, lactantes e pessoas com sensibilidade aos canabinoides em geral.

O uso de canabidiol é legal no Brasil?

A legislação brasileira contempla o uso medicinal do canabidiol desde 2015.

Foi nesse ano que a Anvisa publicou a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 17/2015, contendo as normas para a importação de medicamentos à base de CBD.

Outros dispositivos a serem seguidos pelos que desejam importar canabidiol, no Brasil, são:

  • RDC Nº 327/2019: estabelece os requisitos para a comercialização de produtos de Cannabis para fins medicinais no país
  • RDC Nº 335/2020: detalha os procedimentos para pacientes que querem comprar do exterior fármacos à base de canabidiol.

Vale destacar, ainda, as limitações a respeito das taxas de THC permitidas pela Anvisa, conforme os termos da RDC nº 327/19

“Art. 4° Os produtos de Cannabis contendo como ativos exclusivamente derivados vegetais ou fitofármacos da Cannabis sativa, devem possuir predominantemente, canabidiol (CBD) e não mais que 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC).

Parágrafo único. Os produtos de Cannabis poderão conter teor de THC acima de 0,2%, desde que sejam destinados a cuidados paliativos exclusivamente para pacientes sem outras alternativas terapêuticas e em situações clínicas irreversíveis ou terminais.”

Como comprar canabidiol no Brasil?

canabidiol para dor de cabeça como comprar

Para os que têm a receita médica, os medicamentos à base de CBD podem ser comprados nas farmácias brasileiras.

O processo de aquisição é idêntico ao de qualquer outro remédio: basta comparecer à drogaria ou pedir a entrega do fármaco e comprar normalmente.

Nesse caso, uma cópia da receita ficará retida pelo estabelecimento.

Contudo, considerando a oferta ainda restrita de canabidiol medicinal no Brasil, a via mais garantida para aquisição desse tipo de medicamento é a importação.

Assim sendo, é preciso respeitar os trâmites previstos pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Veja como fazer:

Consulta médica

A pessoa discute o tratamento com seu médico, que prescreve o produto à base de Cannabis medicinal.

Solicitação à Anvisa

O paciente preenche o formulário, com a receita, cópia da identidade e o comprovante de residência, e aguarda a análise.

Autorização da Anvisa

Caso aprove o pedido, a agência emite a autorização para importação.

Compra e entrega

De posse da autorização, o paciente compra o produto do exterior, de acordo com os critérios estabelecidos pela Anvisa.

Para maior comodidade, utilize o serviço de concierge da CanTeraMed, que realiza todo esse trabalho para o paciente.

Clique e veja como importar produtos à base de Cannabis medicinal no Brasil.

Qual é o preço do óleo de CBD?

Como todo mercado, o de medicamentos à base de canabidiol também é regulado pela lei da oferta e da demanda.

Nesse sentido, o que devemos destacar é que, no momento, há dois fármacos à venda no Brasil.

Um deles, produzido pela farmacêutica Prati-Donaduzzi, é vendido pelo preço cheio de R$ 2,5 mil.

Já o Mevatyl, da 4Bio, pode custar acima de R$ 3 mil, embora possa ser encontrado em valor promocional por R$ 2.833,74.

Os valores elevados se justificam pela necessidade de importar a matéria-prima para a produção, já que o plantio de Cannabis é ainda proibido no Brasil.

Esse é um dos entraves a serem superados, já que, se o óleo utilizado no medicamento fosse full-spectrum, ou seja, obtido da planta, sua eficácia seria maior, além de mais barato.

Conclusão

Como vimos ao longo deste texto, o canabidiol é um dos remédios mais poderosos com que se pode contar para combater a dor de cabeça.

Portanto, se você sofre de algum tipo de cefaleia e não obtém resultados com tratamentos comuns, considere desde já o uso do CBD.

Procure por um médico que possa prescrever o canabidiol, siga os passos descritos para a importação e ganhe em qualidade de vida.

Além disso, não deixe de se atualizar pelas publicações do Portal Cannabis & Saúde, sua fonte de informação segura sobre a Cannabis medicinal.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email