Destaques

Como a Cannabis medicinal auxilia no tratamento da ansiedade e insônia

Muitas pessoas vivem quadros severos de ansiedade e insônia em todo o mundo. Esse cenário se agravou ainda mais com a pandemia da Covid-19, que contribuiu para que inúmeros tipos de distúrbios aumentassem na população.

Quem sofre de ansiedade e insônia deve encontrar um método seguro e eficiente para tratar os sintomas e retomar a qualidade de vida. A Cannabis medicinal é uma excelente alternativa para os medicamentos químicos existentes, que muitas vezes geram efeitos colaterais tão prejudiciais quanto as próprias doenças.

Há cada vez mais evidências de que a Cannabis medicinal é eficaz no tratamento da ansiedade e da insônia, atuando como um poderoso ansiolítico. Acompanhe o texto a seguir e descubra quais são as maiores vantagens de utilizar a Cannabis para aliviar os sintomas!

Confira qual a composição da Cannabis medicinal

A Cannabis é uma das plantas mais utilizadas na história da humanidade. Com mais de 400 substâncias, a espécie conta com aproximadamente 60 tipos de canabinoides com finalidades terapêuticas, dentre eles o THC e o CBD.

O CBD vem recebendo expressiva atenção da medicina por conta de seus excelentes benefícios para amenizar sintomas de inúmeras patologias e principalmente por não gerar dependência química. Hoje, há uma série de pacientes que buscam o direito de importar e cultivar a Cannabis em busca de uma melhor qualidade de vida.

No Brasil, o canabidiol é liberado pela Anvisa desde 2015, quando se tornou uma substância controlada por receita médica. O THC, igualmente, foi liberado em 2017. Ambos podem ser importados.

Os produtos que contém esse princípio ativo só podem ser receitados e prescritos para casos específicos e com fins medicinais, seguindo as regras da Anvisa. A liberação dos medicamentos só valem para substâncias produzidas fora do país, uma vez que o cultivo da planta permanece proibido.

A Cannabis medicinal é composta por uma série de componentes, como THCA, THC, CBD, CBDA, CBC, THCV, entre outros. As substâncias ativas da planta são extraídos das folhas, flores e dos caules. Os substratos da Cannabis podem ser administrados de diversas formas, sendo uma planta versátil e de fácil ingestão.

Óleo, chá, cápsula, uso tópico, supositório, vaporizador, bebida, entre outros, são algumas das maneiras de utilizar e obter todos os benefícios medicinais da Cannabis. Um dos usos mais comuns e disseminados é o extrato da planta, que reúne todos os princípios ativos, responsáveis por promover a sensação de bem-estar aos pacientes.

Mesmo que o assunto ainda seja um tabu, sobretudo no Brasil, existem cada vez mais pessoas interessadas nos efeitos terapêuticos da Cannabis. Ao contrário do que se pensa, o uso adulto da planta é diferente do uso medicinal, sendo que este último não causa nenhum tipo de dependência ou efeitos colaterais.

Conheça as principais causas da ansiedade e insônia

A ansiedade e a insônia são condições que causam sintomas físicos e psicológicos, afetando como um todo a saúde e a qualidade de vida do paciente e familiares. Em um transtorno de ansiedade, por exemplo, a pessoa pode gerar uma preocupação excessiva, exagerada e contínua, desencadeando crises que geram aumento da tensão e do estresse.

A origem desse tipo de transtorno varia bastante, podendo surgir por conta de uma mistura de fatores, como desequilíbrios químicos do cérebro, traumas, falta de suporte familiar, problemas pessoais e profissionais, entre outros. Muitos pontos podem contribuir para o surgimento da ansiedade e da insônia.

Sedentarismo, falta de lazer, abuso de drogas, fobias e distúrbios psiquiátricos também comprometem como um todo a saúde de um indivíduo. Hoje, não há comprovações que garantem a cura para tais condições, mas há algumas alternativas que podem auxiliar significativamente no tratamento da ansiedade e da insônia.

A terapia, por exemplo, é essencial. No decorrer das sessões, o paciente aprende a ter um melhor controle da situação e a reconhecer quais são os gatilhos para o surgimento das crises. A ideia é que a pessoa consiga estimular mecanismos internos de resiliência, como relaxamento e meditação.

A Cannabis medicinal, da mesma forma, tem sido uma interessante alternativa para amenizar os sintomas e ajudar no tratamento da ansiedade e da insônia. A planta tem o potencial de trazer resultados terapêuticos, sem gerar efeitos adversos.

Nesse caso, os pacientes fazem uso do canabidiol (CBD), uma substância encontrada na Cannabis que, quando isolada, não gera efeito psicoativo, é atóxico, não causa dependência e nem altera o raciocínio. Em níveis controlados, o THC também oferece inúmeros benefícios farmacológicos importantes para quem sofre de ansiedade e insônia.

O canabidiol conecta receptores específicos do cérebro, que atuam no humor e na disposição do organismo. O CBD, portanto, diminui as reações do sistema nervoso, sendo utilizado terapeuticamente para tratar doenças psiquiátricas e neurodegenerativas, uma vez que apresenta ação antipsicótica e neuroprotetora.

No entanto, para utilizar o CBD de forma segura, é fundamental contar com acompanhamento médico para que o paciente descubra como o seu corpo reage à Cannabis medicinal. Há pessoas, por exemplo, que precisam de doses maiores ou menores.

Tanto a insônia quanto a ansiedade, comprometem como um todo a qualidade de vida e o humor, diminuindo a disposição física e mental, e ocasionando a queda no desempenho. A Cannabis medicinal, como opção para o tratamento, tem eficiência comprovada pela ciência e por diversos pacientes, o que não ocorre com grande parte dos ansiolíticos tradicionais disponíveis atualmente no mercado.

Entenda como a Cannabis medicinal ajuda no tratamento da ansiedade e da insônia

Já está comprovado que a Cannabis medicinal oferece vantagens importantes no tratamento de uma série de doenças. A planta é eficaz no enfrentamento da ansiedade e da insônia, por conter potentes propriedades anti-inflamatórias e ansiolíticas.

Os efeitos da Cannabis medicinal sobre as pessoas dependem da dosagem, da absorção e também da qualidade do medicamento. Grande parte dos extratos de Cannabis administrados em doses comuns promove relaxamento e, consequentemente, a redução de crises e transtornos de ansiedade.

Ainda há relatos científicos de que a Cannabis medicinal gera sonolência, sendo extremamente recomendada para quadros de insônia mais graves. Além disso, o CBD possibilita a redução do comprometimento cognitivo, ou seja, diminui significativamente o desconforto causado pelas doenças.

Diante disso, a Cannabis medicinal tem sido considerada um imponente medicamento, tanto para amenizar a dor quanto para combater os sintomas mais comuns e recorrentes da ansiedade e da insônia. Por outro lado, os medicamentos químicos e convencionais, embora auxiliem pontualmente, não são medicações seguras para uso contínuo, além de que ocasionam efeitos adversos relevantes.

Tanto o CBD quanto o THC, componentes da Cannabis, atuam em receptores do sistema endocanabinoide. Com isso, o extrato da planta aumenta a biodisponibilidade da anandamida, que consiste em um neurotransmissor relacionado à felicidade.

O conjunto de endocanabinoides, receptores e enzimas geram a homeostase, que promove o equilíbrio e favorece a modulação dos diferentes neurotransmissores, como dopamina, endorfina, serotonina, entre outros. Além disso, outros processos fisiológicos são igualmente favorecidos, como memória, humor, inflamação, qualidade do sono, estresse e apetite.

Cada pessoa tem um sistema endocanabinoide diferente e único, portanto, a dosagem é exclusiva para cada paciente de Cannabis medicinal. Antes de iniciar o tratamento, o médico deve avaliar a condição do indivíduo e reconhecer as causas da ansiedade e da insônia.

A depender da condição de saúde, o especialista pode incluir a administração de substâncias isoladas ou combinadas. É essencial realizar a titulação da dose e perceber se ocorrem reações adversas e interações medicamentosas com a Cannabis medicinal.

Em casos de insônia, por exemplo, o uso de THC isolado pode render o efeito contrário, ou seja, gerar ansiedade. Em outros contextos, o efeito entourage, que combina os compostos fitoterápicos da planta, como CBD e THC, representa um grande aliado para quem sofre com a ansiedade e a insônia.

No Brasil, os produtos à base de Cannabis medicinal podem ser adquiridos e consumidos com prescrição médica. A Anvisa tornou a Cannabis legal em 2015, estabelecendo normas para a importação de extratos e medicamentos de Cannabis.

Desde 2020, as farmácias e drogarias de todo o país podem comercializar, de forma legal, produtos derivados da planta e autorizados pela Anvisa. Essa é uma notícia excelente para quem está em busca de ter maior qualidade de vida, mesmo convivendo diariamente com os sintomas da ansiedade e da insônia.

Descubra os benefícios da Cannabis medicinal no tratamento de diferentes doenças

O uso dos componentes da Cannabis medicinal são eficientes para tratar uma série de problemas de saúde. No entanto, o tema ainda enfrenta uma grande resistência do meio médico e da sociedade como um todo. O que ocorre, na verdade, é que há uma associação distorcida em relação aos efeitos da Cannabis no organismo humano.

Existem inúmeras evidências científicas que comprovam que a Cannabis medicinal é adequada para tratamentos de doenças crônicas e neurológicas graves. A utilização da planta como meio alternativo já vem sendo estudado há decadas, com o objetivo de analisar os reais efeitos dos componentes da Cannabis em pacientes.

Desde 2019, a Anvisa regulamentou a fabricação de produtos à base de Cannabis para o tratamento de inúmeras doenças graves, entre elas, a ansiedade e a insônia. Com isso, o acesso aos medicamentos se tornou facilitado e menos burocrático, garantindo maior disponibilidade em prateleiras de drogarias e farmácias em todo o país.

O THC e o CBD são os elementos mais abundantes e mais evidenciados nas diversas pesquisas sobre o tema em todo o mundo. Tais substâncias interagem com o sistema endocanabinoide, responsável por regular uma série de funções vitais do organismo humano.

No entanto, ao contrário do uso recreativo, que pode, na verdade, desempenhar um efeito contrário e, até mesmo, piorar os sintomas da ansiedade e da insônia, a Cannabis medicinal é completamente indicada para o tratamento de pacientes de todas as idades. Desde crianças até idosos podem consumir medicamentos à base de Cannabis, desde que apresentem comprovação médica para o uso da planta.

Vale destacar ainda que os benefícios da Cannabis vão muito além do tratamento de doenças. Os pacientes podem ganhar maior autonomia para realizar as atividades cotidianas, ter melhora no sono, na qualidade de vida e no aumento da percepção de felicidade.

Cada pessoa tem uma dosagem específica de concentração das substâncias da Cannabis medicinal. Por exemplo, o ideal é iniciar com doses baixas e, gradualmente, ir avançando na dose conforme a finalidade de cada tratamento.

O produto, sem dúvidas, garante inúmeros benefícios, proporcionados pelas substâncias que não apresentam efeitos colaterais. O óleo de Cannabis, que consiste no extrato puro da planta, tem uma fórmula controlada e conta com concentrações ideais dos componentes, visando a melhora significativa dos pacientes.

Confira a seguir mais sobre os principais benefícios que a Cannabis oferece para o tratamento e prevenção de diferentes doenças.

Efeito ansiolítico

Diversos relatos científicos apontam que os compostos presentes na Cannabis podem aliviar significativamente os sintomas da ansiedade, atuando como um ansiolítico natural. O medicamento tem garantia de segurança e eficácia, oferecendo alívio quase instantâneo para crises e transtornos mais graves.

A inexistência de efeitos psicoativos na Cannabis medicinal faz com que esse composto seja bem tolerado em situações de ansiedade e insônia. O CBD, por exemplo, é um fármaco e um recurso terapêutico inovador para o tratamento dessas patologias, evitando que os pacientes tenham que utilizar medicamentos químicos.

Estímulo do apetite

Outra interessante capacidade da Cannabis medicinal é a de estimular o apetite. Algumas gotas do extrato da planta podem ajudar os pacientes a reconstituírem hábitos alimentares contínuos e saudáveis, uma vez que o organismo se mantém em um estado equilibrado.

Diversos fatores psicológicos afetam diretamente o apetite, e isso é ainda mais recorrente em pessoas que sofrem de doenças graves. Existem outras atividades importantes de serem integradas com o uso da Cannabis medicinal para que o estímulo ao apetite seja ainda mais potencializado, como a prática de atividades físicas e horários regulares para a alimentação.

Diminuição da pressão intraocular

Estudos indicam que a Cannabis medicinal é capaz de reduzir a pressão intraocular, responsável por causar dor intensa nos olhos, dor de cabeça, náuseas e cegueira. A planta, portanto, é benéfica para tratar o glaucoma, uma doença silenciosa que, no pior dos casos, causa a perda de visão permanente.

Isso é possível pois a Cannabis conta com um agente hipotensor ocular bastante eficaz para o tratamento do glaucoma. Em geral, os pacientes fazem uso do CBD, justamente por não ter os efeitos indesejados dos canabinoides psicoativos, como o THC.

Relaxamento muscular

Os medicamentos à base de Cannabis medicinal também são excelentes por promoverem o relaxamento muscular e reduzir dores. O CBD promove efeitos fisiológicos, bioquímicos e psicológicos que ajudam a diminuir a dor e a acelerar a recuperação muscular, graças às propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e regeneradoras da planta.

O extrato de Cannabis medicinal, portanto, é ideal para quem sofre de insônia. Ao ter melhora no sono, o paciente também passa por uma redução significativa do estresse, que é causado, muitas vezes, pela tensão de não conseguir manter uma rotina de sono adequada e equilibrada.

Analgesia da dor

A ciência já comprovou que a Cannabis medicinal pode ser 30 vezes mais poderosa do que medicamentos convencionais utilizados para combater dores e inflamações. Pacientes que sofrem de fibromialgia, esclerose múltipla, lesão medular, entre outras, se beneficiam significativamente de seus efeitos terapêuticos.

Ao contrário de remédios químicos, a Cannabis medicinal é segura e apresenta baixas taxas de dependência. Além de tudo, o extrato da planta não tem nenhum tipo de risco de morte por overdose, por isso, caso ocorra uma alta ingestão do medicamento, o paciente não terá efeitos colaterais graves.

Atividade antitumoral e anti-inflamatória

Em diversos estudos, foi evidenciado que a Cannabis ajuda no alívio de diversos sintomas do tratamento de câncer. Os pacientes aproveitam as atividades antitumorais e anti-inflamatórias da planta, apresentando melhora na ansiedade, depressão, dor, falta de apetite e náusea.

Os canabinoides atuam como supressores dos tumores, bloqueando o sistema de resposta do organismo ao câncer. A Cannabis medicinal, portanto, funciona tanto no tratamento do paciente oncológico quanto para prevenir o surgimento de novos tumores. É importante que o médico esteja ciente do uso, uma vez que pode ocorrer interação medicamentosa entre a Cannabis com remédios anticoagulantes.

Conheça médicos que tratam ansiedade e insônia com Cannabis medicinal e agende uma consulta: CLIQUE AQUI.

Saiba como obter Cannabis medicinal para aliviar os sintomas da ansiedade e insônia

A cada ano, cresce a quantidade de solicitações de pacientes à Anvisa para importar medicamentos à base de Cannabis medicinal. A crescente demanda é reflexo dos resultados terapêuticos que o extrato da planta oferece para o tratamento de diferentes e variadas doenças.

Para realizar a importação, no entanto, é necessário que o paciente seja examinado por um médico legalmente habilitado. O profissional pode fazer a prescrição, com base no quadro clínico e em outros tratamentos já realizados pelo indivíduo.

Hoje, não há nenhum tipo de restrição para especialidades médicas que podem prescrever a Cannabis medicinal. A procura por médicos com formação especializada na área, no entanto, vem aumentando consideravelmente.

No Brasil, já existem cursos exclusivos voltados para médicos, possibilitando maior qualificação dos profissionais para atuar com responsabilidade e conhecimento, fornecendo aos pacientes um tratamento mais seguro e eficaz. A comunidade médica já está preparada para diagnosticar, prescrever e realizar tratamentos de potencial terapêutico em pacientes portadores de doenças graves.

Para conseguir a prescrição médica para fazer uso da Cannabis medicinal, o paciente deve buscar por um médico prescritor e realizar uma consulta, que pode ser online ou presencial. Com a prescrição em mãos, o paciente deve realizar o pedido de importação na Anvisa. Após a autorização, basta comprar o produto e começar o tratamento com a Cannabis medicinal.

Em 2021, a Anvisa autorizou a comercialização de diferentes produtos à base da Cannabis em farmácias e drogarias do país. Produtos com concentrações de THC superiores a 0,2%, por exemplo, só podem ser prescritos a pacientes terminais ou que tenham esgotado as alternativas terapêuticas de tratamento.

Em junho do mesmo ano, uma Comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que libera o cultivo de Cannabis por empresas, visando os efeitos medicinais, veterinários, industriais e científicos da planta. Pelo projeto, fica liberado o cultivo, o processamento, a armazenagem, a manipulação, a importação e exportação de produtos à base de Cannabis no Brasil.

Em geral, a embalagem dos produtos informa a concentração dos principais canabinoides presentes na formulação dos medicamentos. É necessário pontuar que o uso recreativo da Cannabis é diferente do aproveitamento dos componentes do extrato da planta, utilizados para a produção dos produtos terapêuticos.

Hoje, há inúmeras empresas farmacêuticas que investem em medicamentos à base de Cannabis em todo o mundo. A Hypera Pharma, por exemplo, já oferece fitoterápicos feitos integralmente com a planta, mantendo suas principais substâncias terapêuticas, como terpenos, flavonoides e THC.

Grande parte dos pacientes de Cannabis medicinal buscam por medicamentos com CBD isolado, visando evitar os efeitos psicoativos do THC. No entanto, existem evidências científicas de que medicamentos full spectrum, ou seja, que utilizam todas as partes da planta, têm melhores resultados por promoverem o efeito comitiva, de imenso valor medicinal.

Conseguir uma prescrição médica para Cannabis medicinal é, hoje, uma tarefa simples e descomplicada. O Brasil conta com centenas de profissionais especializados no assunto que auxiliam os pacientes a obterem o extrato da planta de forma segura.

Se essa é a alternativa ideal para o seu tratamento, basta seguir os seguintes passos:

  • consulta médica: com um médico que se disponha a prescrever medicamentos à base de Cannabis medicinal;
  • solicitação à Anvisa: realizar o cadastro no site do governo e apresentar a receita médica;
  • autorização da Anvisa: em até 10 dias, a Anvisa emite a autorização para importação dos produtos à base de Cannabis medicinal;
  • compra e entrega: o paciente também pode adquirir o medicamento no exterior, de acordo com as regras da Anvisa.

Aqui no Portal Cannabis & Saúde, você tem acesso a diversos médicos prescritores de Cannabis medicinal. Basta buscar por especialidade, patologia, cidade e tipo de consulta (telemedicina ou presencial) e realizar o seu agendamento. Mais de 2.800 pessoas já agendaram consultas em nossa plataforma.

Com a prescrição médica em mãos, você poderá adquirir produtos à base de Cannabis medicinal e aproveitar ao máximo todos os seus benefícios para a saúde e bem-estar. A consulta médica é fundamental para entender qual a formulação adequada para o seu caso clínico e, também, para realizar o uso da planta de forma segura e eficiente.

Aproveite a visita e confira o passo a passo que preparamos sobre como adquirir canabidiol no Brasil!

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

Anvisa aprova 11º produto de Cannabis nas farmácias; veja lista

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, na última terça-feira (18), a autorização sanitária…

2 dias agora

O que é CBN (canabinol) e quais os benefícios deste canabinoide?

Saiba tudo sobre esta substância da Cannabis com potencial anti-inflamatório, antibacteriano, anticonvulsivo, analgésico e no…

2 dias agora

Pacientes relatam benefícios da Cannabis no tratamento de TDAH

Pesquisadores canadenses acompanharam três pacientes que utilizavam Cannabis no tratamento de Transtorno de Déficit de…

3 dias agora

Vigilância Sanitária não pode impedir farmácia de manipular Cannabis

Restrição fere o princípio da legalidade, entendeu o Tribunal de Justiça de SP. O Tribunal…

3 dias agora

“Benzodiazepínicos resolvem um problema para criar outro”

Especialista em saúde mental integrativa, Andréa Toledo explica como a Cannabis ajuda no desmame de…

4 dias agora

Guia completo sobre a síndrome de deficiência endocanabinoide

Doenças como enxaqueca e fibromialgia podem ter origem no desequilíbrio do sistema endocanabinoide. Cannabis é…

5 dias agora