Odontologia é incluída na plataforma de importação de Cannabis da Anvisa

odontologia-cannabis-anvisa

A Anvisa atualizou sua plataforma de importação de produtos de Cannabis incluindo a Odontologia. No passo 3 do “Cadastro para importação de canabidiol” a alteração consta no espaço destinado aos “Dados do prescritor”. 

O que significa a atualização da Anvisa para a odontologia

Profissionais da odontologia já podiam prescrever Cannabis medicinal, mas a alteração na plataforma aconteceu apenas agora. Logo, a partir de hoje os pacientes já podem importar diretamente com a Anvisa produtos à base de Cannabis medicinal com a prescrição do correspondente do dentista. Ou seja: agora profissionais da odontologia e as receitas odontológicas são aceitas na plataforma da Anvisa para importação de produtos à base de Cannabis. 

Indicações de uso na Odontologia

Já falamos aqui nesta matéria sobre como a Cannabis pode atuar em casos odontológicos como dor orofacial, bruxismo, síndromes miofascial, anti-inflamatório e cicatrizante. As aplicações da Cannabis na odontologia são muitas. 

Como fazer a prescrição da Cannabis?

Para prescrever a Cannabis para seus pacientes o dentista precisa estar cadastrado na plataforma do Conselho Federal de Medicina. Além disso, é essencial fazer uma especialização em Medicina Canabinoide, para saber como trabalhar com os princípios ativos da planta, personalizando o tratamento para cada paciente.

Afinal, é possível utilizar tanto o CBD quanto o THC de forma isolada ou combinada, dependendo dos resultados esperados. E ainda, devemos adequar a dosagem como qualquer outro medicamento, conforme as respostas do organismo da pessoa.

Quanto aos medicamentos, existem produtos nacionais e importados. No primeiro caso, para adquirir o produto o paciente precisa estar em posse da receita emitida pelo especialista e deve preencher o formulário da Anvisa.

Para os importados, é possível contar com o suporte de empresas especializadas que se responsabilizam por todo o processo legal de importação e de aprovação da Anvisa, observando a legislação brasileira vigente referente ao uso dos medicamentos à base de canabinoides. Isso facilita o trabalho do especialista e traz praticidade e satisfação para o paciente.

De toda forma, hoje em dia a prescrição e aquisição da Cannabis, seja para tratamento odontológico ou médico, estão mais fáceis devido à liberação dos medicamentos pela Anvisa. Cabe agora aos profissionais buscar especialização e se informar melhor acerca da medicina canabinoide, para disponibilizar mais essa alternativa para os pacientes.

Por tudo isso, a Cannabis também é eficiente no tratamento odontológico e um recurso que ajuda a melhorar o atendimento aos pacientes, personalizando ainda mais os procedimentos e modernizando a atuação do profissional. Porém, não se esqueça de que para prescrever os medicamentos é fundamental fazer um Curso de Introdução à Medicina Canabinoide.

odontologia-cannabis-anvisa

Alterações da Anvisa 

Há poucos dias a Anvisa também divulgou uma nova Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) que consolida as anteriores 335 e a 570. Trata-se da RDC nº 660/22, que entra em vigor em maio e define os critérios e os procedimentos para a importação de produto derivado de Cannabis, por pessoa física, para uso próprio, mediante prescrição de profissional legalmente hvabilitado, para tratamento de saúde.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email