Universidade busca voluntários para estudo sobre CBD e enxaqueca 

Universidade busca voluntários para estudo sobre CBD e enxaqueca

A pesquisa, inédita no Brasil, está recrutando voluntários para saber sobre o uso de medicamentos com CBD para pessoas com enxaqueca crônica. 40 pessoas serão selecionadas para o estudo, que irá avaliar os benefícios e eventuais efeitos adversos da administração do óleo de canabidiol por três meses. Podem participar pessoas de qualquer região do país e as inscrições podem ser feitas pelo link.  

O estudo será conduzido pelo LabNeC, Laboratório de Neurociência Comportamental da Unisul e realizado pela clínica Uidi, com apoio da Natyva e da associação Santa Cannabis. Para participar da seleção, os candidatos precisam ser residentes no Brasil, ter de 18 a 59 anos e apresentar sintomas de enxaqueca crônica. O neurocientista Rafael Bittencourt, coordenador do LabNeC e responsável pela pesquisa, disse que os pacientes serão avaliados periodicamente durante o período. 

“Para se inscrever é necessário preencher um questionário de seleção, de onde serão cruzados os dados para escolha dos participantes de acordo com os critérios de saúde e socioeconômicos. Os selecionados serão acompanhados ao longo de 3 meses por uma equipe multidisciplinar e responderão a uma série de questionários auto aplicáveis.”

Sobre isso, grupos de cientistas e médicos nos EUA já identificaram a Cannabis como uma opção para tratar a enxaqueca. Assim como foi comprovado que o CBD auxilia também para atenuar efeitos colaterais, como depressão e sensação de isolamento.  

 O que é enxaqueca? 

 A enxaqueca é diagnosticada quando o indivíduo sofre cefaleias recorrentes. Além disso, junto com a dor outros efeitos podem ser percebidos como a incapacidade para o trabalho e o prejuízo na qualidade de vida. O uso da Cannabis para tratar esse mal também para a diminuir a dose de medicamentos prescritos com efeitos adversos, como analgésicos e opioides. 

Entre os distúrbios que afetam o sistema nervoso, as dores de cabeça são os mais comuns. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, cerca de 30 milhões de pessoas sofrem com enxaqueca no Brasil. E, ainda, segundo a OMS, quase metade da população adulta teve dor de cabeça pelo menos uma vez nos últimos anos.  

Na próxima terça-feira, 24/05, vai acontecer um painel online com pesquisadores e médicos envolvidos no estudo pelo Instagram para tirar dúvidas e esclarecer os voluntários.  

Caso você sofra com enxaquecas e queira iniciar um tratamento agora, basta agendar uma consulta na nossa plataforma de agendamentos e recuperar de vez seu bem-estar e qualidade de vida. 

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email