NBA e WNBA se unem para libertar Brittney Griner

NBA e WNBA se unem para libertar Brittney Griner

As ligas de basquete masculino e feminino dos EUA, NBA e WNBA, estão atuando juntas com a Casa Branca para tirar a jogadora Brittney Griner da prisão na Rússia. A atleta foi presa em fevereiro deste ano em um aeroporto de Moscou por ter um vaporizador e óleo a base de Cannabis na bagagem. É importante lembrar que as ligas não testam Cannabis nos exames antidoping.

Em entrevista para a ESPN, o comissário da NBA, Adam Silver, afirmou que as ligas e órgãos federais estão atuando juntos para tirar da cadeia a maior estrela do basquete feminino de todos os tempos.

“Estamos em contato com a Casa Branca, o Departamento de Estado, negociadores de reféns, todos os níveis de governo e também através do setor privado”

Silver apontou que o caso teve pouca repercussão por recomendação do governo dos EUA, uma estratégia que vem no contexto da tensão diplomática entre EUA e Rússia e também da guerra na Ucrânia.

“Parte de nossa decisão de não se pronunciar veio por meio de uma sugestão de especialistas de dentro e fora do governo que acreditam que o melhor jeito de libertar Brittney era não amplificar o caso”

Insegurança ao viajar com medicamento a base de Cannabis

No estado do Arizona, onde Griner atuava pelo Phoenix Mercury, a Cannabis é regulamentada para uso medicinal e adulto. Do mesmo modo, para concentrados como os que ela levava o limite permitido é de 5 gramas por pessoa. Já na Rússia, onde ela atuava no período de férias da WNBA, a Cannabis é proibida com pena que pode chegar a 10 anos de detenção. Mas não é preciso ir tão longe para percebermos essa insegurança.

Esse risco atormenta pacientes que precisam viajar, seja entre países, seja entre estados nos EUA, obrigando-os a viajar com uma receita médica junto aos documentos. Um exemplo disso é que caso Brittney cruzasse a fronteira do Arizona para Utah, estados vizinhos, ela poderia ser condenada a pagar multa de até U$1 mil.

Assim, caso alguma pessoa que usa medicamentos com Cannabis queira visitar os EUA, é importante pesquisar a legislação dos estados que pretende permanecer para evitar problemas. Uma boa ferramenta é a plataforma da NORML (Organização Nacional para a Reforma das Leis da Cannabis, na tradução livre), que mostra as leis de cada estado para o uso medicinal e também para o uso adulto.

WNBA presta homenagens à Brittney

Enquanto o governo norte-americano recomenda o silêncio, a WNBA e as equipes femininas de basquete têm se mostrado solidárias à atleta e feito homenagens nesse início da temporada. No ginásio de todos os times as iniciais BG42 foram pintadas no chão, fazendo alusão ao número que ela utilizava no uniforme. A equipe que Brittney jogava, Phoenix Mercury, expôs nas suas redes sociais a homenagem.

NBA e WNBA se unem para libertar Brittney Griner
Twitter @PhoenixMercury

O fato de Griner jogar nos EUA e na Europa simultaneamente expõe a disparidade entre as ligas masculina e feminina. Não podemos imaginar uma estrela como Kevin Durant indo disputar outro torneio enquanto está de férias, ao mesmo tempo que Brittney jogava pela equipe UMMC Ekaterinburg, desde 2014, na liga europeia enquanto estava de férias da equipe do Arizona para complementar a renda.

Muitos atletas do basquete e de outras modalidades utilizam Cannabis para melhorar sua performance e você pode aproveitar esses benefícios legalmente aqui no Brasil. O caminho é agendar uma consulta com um profissional prescritor e seguir as recomendações dele. Na plataforma de agendamentos do Portal Cannabis & Saúde há especialistas na área que podem te ajudar.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email