Frente parlamentar da Cannabis recebe pacientes na Assembleia de SP

alesp
A Frente Parlamentar em Defesa da Cannabis Medicinal e do Cânhamo Industrial, criada em outubro por deputados de 12 partidos diferentes na Assembleia Legislativa de São Paulo dá seguimento à segunda de uma série de oito audiências públicas. Desta vez, dedicada aos pacientes. O evento será na próxima terça (08) de forma virtual. A transmissão será da TV Alesp. As inscrições podem ser feitas pelo Sympla.O objetivo da iniciativa é sensibilizar a sociedade sobre a importância e eficácia do uso terapêutico e medicinal e promover políticas públicas para ampliar o acesso aos medicamentos.

Os avanços no tratamento de doenças crônicas e dificuldades enfrentadas para chegar ao tratamento e acesso a medicamentos serão relatados por quatro palestrantes na audiência “Pacientes e o tratamento com Cannabis Medicinal”.

O ciclo de debates seguirá até agosto. A ideia é levantar um diagnóstico, debater a eficácia e soluções para os problemas apontados por especialistas, médicos, pacientes. Também serão temas dos próximos encontros o cultivo, a indústria médica, aspectos jurídicos, tecnologia e inovação e importância do cânhamo para a indústria.

O Brasil conta com mais de 50 mil pacientes que fazem tratamento à base de Cannabis, segundo relatório da Kaya Mind, empresa de inteligência de mercado para o setor, após levantamento de registros da Anvisa e da FACT, federação que reúne associações de cannabis terapêutica.

Participam do evento

  • Márcia Guerra, psicóloga aposentada e ativista da causa cannabis medicinal e ligada à associação Cultive. Faz uso de medicamento à base de Cannabis pelo diagnóstico de artrite reumatoide, desde os 16 anos, e síndrome de Sjogren, com quadro epiléptico.
  • Bruno Taioli Jr, teólogo e educador social no Instituto Humanitas360, é pastor na Igreja Presbiteriana em Alphaville e capelão prisional, e sua mulher Patrícia Taioli faz uso de medicamento pelo diagnóstico de trombociteumia essencial e pelos efeitos de quimioterapia diária. A filha Anna, de 9 anos, que é autista, também faz uso de medicação à base de CBD;
  • Patrícia Boscatto, administradora, acolhe famílias no tratamento com cannabis medicinal. A filha Isadora, de 13 anos, faz uso de medicamento pelos diagnósticos de Síndrome de Down, TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) impulsivo agressivo, TOD (Transtorno Opositor Desafiador) e Autismo;
  • Ana Cristina P. Neves, economista pela Unicamp, é mestre em economia pelas Universidades de Cambridge e UFRJ. Professora e tradutora, tem dores crônicas há 15 anos, com diagnóstico de endometriose, em 2009, e fibromialgia, em 2015. Iniciou o tratamento com Cannabis em 2020, possibilitando a interrupção do uso contínuo de opiáceos em fevereiro deste ano.

Frente Parlamentar

Inédita no país e formada por 21 deputados de doze partidos, a frente parlamentar coordenada pelo deputado Sérgio Victor (Novo) pretende ampliar a discussão, o aprimoramento da legislação e de políticas públicas para o estado referentes à regulamentação da cannabis e do cânhamo, combater o preconceito e democratizar o uso de medicamentos à base de cannabis por meio do SUS.

SERVIÇO

  • EVENTO: Audiência pública com o tema “Pacientes e o tratamento com Cannabis Medicinal”
  • QUANDO: terça-feira, 08 de fevereiro de 2022
  • HORÁRIO: 19h às 21h
  • ONDE: em ambiente virtual, via Zoom, ao vivo
  • TRANSMISSÃO: Rede Alesp, no Youtube,
  • Vagas limitadas e inscrições pelo Sympla

Leia também

Lançada Frente Parlamentar da Cannabis em SP

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email