Novas evidências reafirmam existência do efeito comitiva na Cannabis

123RF | Rede CannaLatan reunirá pesquisadores de 8 países na pesquisa sobre canabinoides

Em estudo, indivíduos que consumiram amostras com THC e CBD em iguais proporções foram menos propensos a relatar quaisquer efeitos negativos

Efeito entourage, ou efeito comitiva como é chamado no português, é uma teoria desenvolvida pelo israelense Raphael Mechoulam, considerado o “pai da Cannabis medicinal” por ter ajudado a decifrar o mecanismo do sistema endocanabinoide no organismo humano.

Em sua teoria, quando se trata dos canabinoides, um mais um dá mais que dois. Tanto THC, CBD e diversos outros dos mais de 120 fitocanabinoides presentes na planta da Cannabis possuem efeitos medicinais terapêuticos. No entanto, quando combinados, o efeito dos canabinoides no organismo são ainda mais potentes e assertivos que quando administrados individualmente.

É o que explica o predomínio cada vez maior de medicamentos de Cannabis Full Spectrum. Nesses medicamentos de espectro total, apesar de haver a predominância de um ou outro fitocanabinoide (em geral, THC ou CBD), todos os mais de mil compostos químicos naturalmente presente na planta são incluídos e, como resultado, proporcionam benefícios terapêuticos maiores e demandam doses menores para obter resultado.

Apesar de aplicada por diversos especialistas em medicina canabinoide na prática clínica, a teoria de Mechoulam ainda carece de evidências que comprovem cientificamente sua real existência.

Nova pesquisa sobre efeito comitiva

Um estudo recém publicado na revista Addiction Biology buscou contribuir para confirmar a teoria do efeito comitiva. Uma equipe de pesquisadores associados ao Anschutz Medical Campus da Universidade do Colorado (EUA) examinou os efeitos subjetivos associados ao consumo de Cannabis contendo várias proporções de THC/CBD. 

Os indivíduos do estudo foram aleatoriamente designados fazerem uso da Cannabis com THC dominante (24 por cento de THC e um por cento de CBD), com domínio de CBD (23 por cento de CBD e um por cento de THC) ou contendo proporções quase iguais de THC e CBD (10 por cento de THC e nove por cento de CBD). Os participantes inalaram Cannabis e descreveram os efeitos uma hora depois. 

Os participantes que consumiram a Cannabis dominante em THC e aqueles que consumiram amostras contendo porcentagens iguais de THC e CBD relataram efeitos positivos semelhantes. No entanto, os indivíduos que consumiram amostras com THC e CBD em iguais proporções foram menos propensos a relatar quaisquer efeitos negativos, como sentimentos de ansiedade e paranoia. 

Este é um dos primeiros estudos a examinar os efeitos diferenciais de várias proporções de THC para CBD.” Os presentes achados sugerem que o CBD pode estar associado a uma redução geral da exposição ao THC e pode mitigar os efeitos psicotomiméticos negativos do THC sem diminuir os efeitos do THC que os indivíduos relatam gostar”, escreveram os autores. 

Conclusão

Os resultados do presente estudo sugerem que os participantes que usaram o quimiovar THC + CBD apresentaram níveis plasmáticos de THC significativamente mais baixos e relataram menos paranoia e ansiedade em comparação com os participantes que usaram o quimiovar dominante de THC. 

“É importante ressaltar que, apesar dessas diferenças, os participantes das condições THC + CBD e THC relataram efeitos subjetivos positivos semelhantes”, concluíram. “A implicação de redução de danos dessas descobertas é que os quimiovar de Cannabis contendo CBD podem resultar em menos exposição geral ao THC e, posteriormente, menos potencial de dano, particularmente no que diz respeito aos efeitos psicotomiméticos do THC.”

Se você está em busca de um médico para iniciar o seu tratamento com derivados de Cannabis, acesse agora a nossa plataforma de agendamento de consultas!

Mas se você é um médico que deseja integrar à rede de profissionais, preencha este cadastro.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email