Cannabis e a Síndrome pós-Covid ou Covid longo, por Dra. Maria Teresa Jacob

cannabis-pos-Covid

Apesar dos esforços para formulação de vacinas contra o Covid-19 e a diminuição das taxas de mortalidade secundárias à doença, as consequências nos sobreviventes à contaminação são frequentes e comprometem significativamente a qualidade de vida.

Síndrome Pós-Covid-19 ou Covid Longo

A Síndrome Pós-Covid-19, também conhecida como Covid Longo, é uma ocorrência comum após a infecção pelo vírus. As manifestações e a intensidade dos sintomas variam bastante de um indivíduo para outro. 

No entanto, queixas como fadiga, dor, alterações do sono, falta de ar, crises de ansiedade, e outros danos a múltiplos órgãos são relatos frequentes. 

A necessidade de opções terapêuticas para o controle desta síndrome tem atraído a atenção da comunidade científica internacional. Diferentes opções de tratamento têm sido investigadas, entre elas o uso da Cannabis Medicinal. 

Tratamento com Cannabis medicinal

Estudos in vitro e in vivo em humanos estão sendo conduzidos para avaliar o uso da Cannabis nesta síndrome, observando além da eficácia, a segurança e a tolerabilidade. 

Um estudo realizado in vitro demonstrou que 2 canabinóides presentes na planta, o CBD (Canabidiol) e o CVN (Canabivarina) podem ser importantes aliados no tratamento. 

Estes fitocanabinóides podem se ligar a proteínas do Sistema Nervoso Central relacionadas aos sintomas pós Covid, regulando-as, e assim restaurando o equilíbrio com melhora do quadro. 

Outro estudo em humanos, iniciado em janeiro de 2022 que deverá ser finalizado em dezembro do mesmo ano, avalia os benefícios de produtos com predominância de CBD para controle da síndrome. 

Existem evidências do uso do CBD na infecção causada pelo Covid e também em sintomas semelhantes aos presentes na Síndrome pós-Covid. 

Portanto, a Cannabis pode representar um importante coadjuvante terapêutico nos sintomas presentes na Síndrome pós-Covid, ajudando na recuperação da qualidade de vida de inúmeras pessoas acometidas pelo vírus.

Conheça a Dra. Maria Teresa Jacob

Especialização em Dor, na Clinique de la Toussaint, na França, Cannabis Medicinal e Saúde, na Universidade do Colorado, Cannabis Medicinal no Uruguai. Pós Graduanda em Endocanabinologia e Cannabinoides pela Universidade de Rosário, Argentina.

Atua no tratamento de Dor Crônica desde 1992 e há alguns anos em Medicina Canabinóide para diversas patologias em sua clínica privada localizada em Campinas. Formada pela Faculdade de Medicina de Jundiaí em 1982, com residência médica em Anestesiologia no Instituto Penido Burnier e Centro Médico de Campinas. Pós Graduanda em Endocanabinologia, Cannabis e Cannabinoides pela Universidade de Rosário, Argentina. Possui Título de Especialista em Anestesiologia, Acupuntura e Dor. Especialização em Dor, na Clinique de la Toussaint em Strassbourgo, França em 1992, Cannabis Medicinal e Saúde, na Universidade do Colorado, Cannabis Medicinal, em curso no Uruguai, com médica referência mundial na área. Membro da Sociedade Internacional para Estudo da Dor (IASP), da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), da Sociedade Internacional de Dor Musculoesquelética (IMS), da Sociedade Européia de Dor (EFIC), da Society of Cannabis Clinicians (SCC) e da International Association for Canabinoid Medicines (IACM).

Marque sua consulta com a Dra. Maria Teresa aqui.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email