Selecionamos os melhores artigos para você entender tudo sobre a Cannabis Medicinal!

História

A Cannabis é uma das culturas agrícolas mais antigas conhecidas pelo homem. Existem análises de marcas deixadas por cordas feitas com a planta em peças chinesas produzidas há 10 mil anos. Por isso, arqueólogos concluíram que o ser humano interage com essa planta desde o período neolítico, época das primeiras lavouras. Ou seja: a gente usa Cannabis de alguma forma desde a Idade da Pedra.

Quem pode prescrever

Por Rogério Godinho O sul-mato-grossense Wilson Lessa levou um ano para tomar coragem e prescrever canabidiol (CBD) pela primeira vez. Descobriu em 2017, quando já havia se mudado para Roraima, mas só em 2018 receitou para o primeiro paciente. Um dos motivos para a demora é que falta informação. “Não há no Brasil boa oferta de cursos especializados ou pós-graduação, está começando agora”, diz o psiquiatra Lessa, formado na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). “Para se aprimorar, ainda tem que achar conhecimento por conta própria.”

Efeito entourage

Nem tudo se resume aos canabinoides quando se fala em maconha. Ainda que o potencial terapêutico do THC e CBD apareçam com força nas pesquisas científicas, há muito a ser estudado nos mais de 500 compostos químicos da planta, cada qual com suas propriedades terapêuticas.

Sistema-endocanabinóide

O sistema endocanabinoide também se encontra nas interseções de vários sistemas, permitindo a comunicação e coordenação entre as células. Quando os receptores canabinoides são estimulados, uma variedade de mecanismos fisiológicos ocorrem.

Compostos produzidos naturalmente pelas plantas, os terpenos são os responsáveis pelos odores característicos de cada espécie vegetal. No caso da Cannabis, suspeita-se de que eles, em sinergia com os canabinoides, potencializem ou até mesmo diversifiquem os efeitos benéficos das plantas.

Fitocanabinóides

Na resina do caule e nas flores nascem o que faz da Cannabis um sucesso terapêutico. É principalmente ali que são produzidos os canabinoides, os compostos químicos que, assim como os terpenos e os flavonoides, rendem os efeitos terapêuticos e psicoativos da planta.

As três subespécies possuem o mesmo centro de origem, mas se adaptaram a diferentes regiões do mundo, conforme explica o engenheiro agrônomo Lorenzo Rolim.

Canabinóides

Na resina do caule e nas flores nascem o que faz da Cannabis um sucesso terapêutico. É principalmente ali que são produzidos os canabinoides, os compostos químicos que, assim como os terpenos e os flavonoides, rendem os efeitos terapêuticos e psicoativos da planta.

Cultivo

Cultivar sua própria Cannabis é ilegal. Embora tenha crescido o número de médicos que encontram na planta propriedades que melhoram as condições de vida dos seus pacientes, de insônia à esclerose múltipla, a legislação ainda não permite que pessoas plantem o seu próprio remédio, embora existam algumas exceções.

Os óleos de Cannabis se popularizaram com o alto crescimento no mercado mundial no último ano. Mas esse sucesso todo ainda não alcançou o Brasil. Por aqui, os pacientes só têm duas opções de aquisição. Ou compram da Abrace, única associação com o aval da Justiça para cultivo e produção, ou importam, mediante autorização da Anvisa. Caso contrário, partem para o plantio individual, com ou sem aval da Justiça, ou até mesmo o mercado clandestino.

Perguntas Frequentes

Como usar Cannabis medicinal no Brasil? Quanto custa o tratamento? Que documentos preciso ter para importar? Quais as principais indicações? E os principais efeitos colaterais? Confira respostas para essas e outras perguntas

Confira as novidades sobre Cannabis Medicinal.
Assine e receba conteúdos sobre esse tema!