Redes sociais derrubam contas de médicas que falam sobre Cannabis medicinal

Nessa semana, a Dra. Ana Hounie teve sua conta no Youtube suspensa e Dra. Janaína Barboza teve o número do WhatsApp banido, fora outros casos

Na semana em que mais se debateu o Projeto de Lei 399/15, que autoriza o cultivo de Cannabis medicinal no Brasil, personalidades que falam sobre o assunto nas redes sociais tiveram suas contas bloqueadas. Perfis que falam abertamente sobre o uso adulto de maconha já passam por essa situação há algum tempo, e um novo caso voltou a acontecer, mas chama atenção que pelo menos três médicos também foram censurados.

No começo da semana, a influenciadora digital Natália Noffke teve seu perfil ‘Nah Brisa’ bloqueado no instagram. “Sua conta foi desativada por violar nossos termos”, informou a rede para a Jovem. Ela teve o perfil recuperado nesta sexta-feira (04), após fazer bastante barulho em outras redes.

Não foi o caso, contudo, das médicas Dra. Ana Gabriela Hounie e Dra. Janaína Barboza.

A Dra. Hounie é psiquiatra especialista em transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e Síndrome de Tourette. Ela possuía um canal no YouTube onde compartilhava seus conhecimentos sobre as patologias e sobretudo como a Cannabis pode ajudar nos tratamentos.

“Eu perdi acesso à minha conta, a todos os meus vídeos, as entrevistas que eu dei na mídia aulas, lives. E são todos vídeos educativos falando sobre Tourette, TOC, Cannabis medicinal. Eu nunca defendi a Cannabis recreativa, nunca fiz nada ilegal e, apesar de ter mandado várias perguntas ao Youtube, eles me responderam apenas que a equipe não avalia o conteúdo, mas as regras”, disse a médica ao portal Cannabis & Saúde.

Ela recorreu ao YouTube, mas sem sucesso: “agradecemos por recorrer da suspensão de sua conta. No entanto, decidimos manter sua conta suspensa com base nas Diretrizes da comunidade e nos Termos de Serviço”, se limitou a plataforma. 

Já a Dra Janaína Barboza, médica pós-graduada em bioquímica e pesquisadora da medicina canabinoide, teve o número do WhatsApp banido, o que é algo muito raro de acontecer. Ela lamenta que caiu dos grupos que participava e perdeu o controle dos grupos que controlava, com centenas de pesquisadores.

“É muita coincidência que vários médicos que falam sobre Cannabis estarem sendo atacados justamente nessa hora tão sensível do país, em que se discute o PL 399”, afirma a médica.

“Nós temos que ter direito de falar a verdade, porque estamos falando é a verdade. Será uma ditadura virtual? Isso tem que ser denunciado!”, deseja Janaína.

O portal também conversou com um médico bastante influente nas redes sociais, com mais de 30 mil seguidores no Facebook e que teve seu perfil com acesso restrito. O médico preferiu não ter o nome divulgado, mas explicou que a conta não chegou a ser suspensa, mas foi bloqueada para qualquer tipo de publicidade paga.

“O Facebook alegou que estávamos fazendo apologia às drogas. A gente comentou que era só destinado à Cannabis medicinal, que não era apologia nem venda direta, mas não adiantou. Precisamos fazer um curso deles para entender as regras e a partir de agora a gente não pode mais impulsionar uma publicação. O Facebook também avisou que se a gente tentasse de novo eles iriam retirar a página do ar”.

>> TELEMEDICINA. Seu diagnóstico simples, rápido e onde estiver. Agende uma consulta

A resposta do Youtube para Dra. Ana Hounie

“Obrigado por sua mensagem e lamento que você ainda esteja com dúvidas desde a mensagem anterior. Acontece que meu time de Suporte do YouTube não analisa o seu conteúdo ou trata de questões de canais suspensos. Meu time é dedicado a criadores de conteúdo em atividade. Sempre foi de sua responsabilidade revisar o seu conteúdo e adequá-lo às regras da comunidade. Além da mensagem que você recebeu e compartilhou comigo*, não possuímos mais detalhes.

Após análise, concluímos que a atividade em sua conta violou nossas Diretrizes da comunidade, que proíbem spam, fraudes ou conteúdo comercialmente enganoso.

Você fez a contestação, qual foi recebida. Você receberá contato desde o time de especialistas neste assunto assim que possível. Vejo que, inclusive, você fez mais de uma contestação. Aguarde o resultado da contestação atual. Se ele já estiver disponível, siga o que foi determinado.

A resposta do Facebook

Conta de anúncios desativada por violação de política. Todos os anúncios que promovem produtos e serviços, bem como Páginas que publicam conteúdo impulsionado, devem cumprir nossas políticas a fim de criar um ambiente seguro para as pessoas em nossa plataforma. Leia nossas políticas para saber mais detalhes, inclusive exemplo do que fazer e não fazer.

Procurando por um médico prescritor de cannabis medicinal? Temos grandes nomes da medicina canabinoide para indicar.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email