Por que cosméticos à base de Cannabis estão fazendo tanto sucesso?

Máscara facial, capilar, hidratante, protetor labial e cicatrizantes de tatuagem: são muitas as aplicações de produtos de beleza à base de Cannabis. Ricos em vitaminas, aromas, os cosméticos feitos com a planta já são moda entre celebridades nos EUA e começam a chegar no Brasil.

Os cosméticos de Cannabis já viraram febre nos EUA. Uma das principais embaixadoras do uso do canabidiol nos cuidados com a pele é socialite Kourtney Kardashian. Ela lançou recentemente uma marca própria de produtos de beleza com CBD. Segundo a celebridade de 40 anos, é este o composto que mantem a pele dela jovem. Já a irmã mais famosa, a Kim Kardashian, também carrega a bandeira do canabidiol. Ela já fez até um chá de bebê com produtos à base de Cannabis.

Grandes empresas também começam a olhar para este mercado. A Avon lançou em fevereiro seu primeiro óleo facial com infusão de CBD. O Green Goddess Facial Oil, extraído do cânhamo, com vitaminass A, D e E e ácidos graxos essenciais.

“Os cosméticos são feitos com as sementes da Cannabis, um alimento com altos níveis de proteína, equilíbrio entre ômega 6 e ômega 3 para consumo humano, riqueza em antioxidante, poderes anti-inflamatórios, além de vitamina E, zinco e ferro em graus superiores do que flores de girassol, por exemplo” explica a paulista Poliana Rodrigues, entusiasta dos cosméticos à base da planta. Ela criou uma empresa que importa e comercializa esses produtos, a Blazing Beauty. Porém, eles não possuem CBD, já que a substância foi regulamentada apenas para fins medicinais no Brasil até agora.

“Hoje, o meu amparo legal tá no fato de eu não lidar com as flores, e sim as sementes e raízes, além de testes e laudos laboratoriais de todos os produtos, que não testam pra essas substâncias”.

Poliana Rodrigues

Segundo Poliana, o composto presentes nos cosméticos possíveis de importação é o hemp seed oil (óleo de sementes de Cannabis), que vem sendo usado como óleo vegetal tanto para uso alimentício como de beleza.

“Se você acrescentar CBD em qualquer creme, com certeza vai ser bom pra pele. Mas se fizer isso com um hemp seed oil é muito mais garantia de benefícios”.

Poliana também ressalta que a cosmetologia desses produtos é toda orgânica: “caso não seja de origem orgânica pode trazer complicação ao invés de benefícios”, ressalta.

“A Cannabis é uma planta regenerativa do solo. Cosméticos feitos a partir dela recebem tudo que é colocado na produção, seja metais pesados, seja micro organismos benéficos. É preciso nortear o uso que se faz disso. Por isso, bato na tecla do orgânico”.

Entre os produtos possíveis, por exemplo, estão um protetor labial produzido por óleo de semente de Cannabis, que vem do Canadá, e um tattoo balm, um óleo cicatrizante para tatuagens produzida na Califórnia, ambos feitos com a raiz da planta, considerados 100% naturais.

“É como se você tivesse extraindo vitaminas e nutrientes e colocando isso na sua pele”, afirma. A raiz de Cannabis tem propriedades cicatrizantes e é utilizada para ação anti-inflamatória.

Poliana compara o produto àquelas ampolas de vitamina que eram adicionadas ao condicionador ou hidratante, por exemplo.

“O óleo de semente de Cannabis já proporciona isso. Entre os usos sugeridos estão máscara facial, capilar, finalizador de barba ou de pontas, hidratação de áreas mais secas como os cotovelos. Isso agrega mais nutrição para o seu cuidado pessoal”, avalia.

O óleo de coco foi uma porta de entrada de muitas pessoas em produtos naturais, de acordo com Poliana, mas causa grande probabilidade de infecções e acne na pele, ao contrário do óleo de semente de cannabis.

“Tem cadeia e absorção mais leve, sem possibilidade de entupir poros, além de propriedades antioxidantes muito maiores do que qualquer outro óleo vegetal. Esse é um elemento que ajuda a prevenir o envelhecimento precoce dos tecidos”, explica.

Quem usa

A advogada de Florianópolis Raquel Schramm, que também é vice-presidente da Santa Cannabis (Associação Brasileira de Cannabis Medicinal), utiliza diferentes cosméticos a base de Cannabis.

“Eu uso máscara de rosto para retirar cravos, hidratante para o corpo, rosto e mãos, hidratante labial. Já usei xampu e condicionador mas acabou, e não encontrei para vender aqui no Brasil”, lamenta.

Raquel Schramm fala das vantagens desse tipo de produto.

“Além dos cosméticos serem mais naturais em toda a sua composição, talvez por conter Cannabis optem por usar os demais veículos naturais também, como cera de abelha, óleo de coco, eles são melhores que os convencionais”, afirma.

Ela ressalta que o cheiro é de uma mistura de ervas e alguns ainda trazem a flagrância de frutas vermelhas: “nunca é ‘cheiro de maconha’”, reforça.

O maior desafio, segundo ela, ainda é comprar os produtos, já que a maior parte não é vendida no Brasil. “Infelizmente o acesso aqui é restrito, o que é completamente absurdo”, considera.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email