78% dos brasileiros apoiam uso medicinal de Cannabis, diz pesquisa

thc medicianl o que dizem os especialistas

Até mesmo apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, um dos maiores opositores da Cannabis medicinal, defendem o uso terapêutico da planta


O deputado federal Fábio Mitidieri propôs, ainda em 2015, o projeto de lei 399, que busca alterar o artigo 2º da Lei de Drogas e viabilizar a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da  Cannabis em sua formulação.

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

O projeto passou um bom tempo parado, sendo retomado somente em outubro do ano passado, quando o deputado Paulo Teixeira assumiu a presidência da comissão especial da câmara que trata do tema, e colocou a PL 399 em tramitação.

Desde então, diversas audiências públicas foram realizadas e estudos relatando a experiência de outros países analisados, mas o projeto de lei enfrenta barreiras para avançar.

Principalmente por parte do governo executivo, liderado por Jair Bolsonaro, que é declaradamente contra o uso da Cannabis medicinal, sem considerar a saúde de milhares de pacientes no Brasil.

Qual a opinião dos brasileiros sobre Cannabis medicinal?

Uma pesquisa, realizada em parceria entre a revista Exame e o instituto de pesquisa IDEIA, decidiu avaliar o que os brasileiros pensam sobre o assunto. O resultado demonstrou que 78% das pessoas são favoráveis ao uso da Cannabis para fins medicinais, e 77% usariam o medicamento se receitado por um médico.

O percentual de apoio se manteve alto até mesmo entre as pessoas que avaliam a gestão do presidente Jair Bolsonaro como ótima ou boa (24% do total) ou regular (22%). No primeiro grupo, o apoio à Cannabis medicinal foi de 73% e no segundo de 78%.

Já entre as pessoas que consideram o governo Bolsonaro ruim ou péssimo, metade das 1.243 pessoas entrevistadas, o apoio ao uso da Cannabis medicinal sobe para 82%.

Alheio à vontade dos brasileiros, e à saúde de milhares de pacientes, o presidente Jair Bolsonaro afirmou no dia 17 de maio que pretende vetar a PL 399/2015. “Se chegar para mim, eu veto. Engraçado que a maconha pode e cloroquina não pode. A esquerda sempre pega uma oportunidade para querer liberar as drogas.”

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email