Medical Talks Live debate medicina tradicional, qualidade de vida e tratamentos mais baratos com Cannabis

Evento acontece nesta quarta-feira (16), das 11h30 às 14h, no Expo Center Norte, em São Paulo, e será transmitido por Medical Fair e portal Sechat
sechat-evento(1)

Por Sechat Conteúdo

A qualidade de vida do paciente por meio do acesso a tratamentos mais naturais, com maior eficácia e autonomia é uma premissa que possivelmente encontraria um bom nível de concordância entre as pessoas se preocupam com a saúde. Mas essa se definição estiver ligada à Cannabis medicinal, a conversa pode mudar de rumo.

30 patologias

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

Entre os motivos está o preconceito com o tema, além de campanhas difamatórias empregadas por grandes indústrias, entre elas a farmacêutica e a têxtil. Nesse sentido, conhecer o tema é muito relevante. “Vivemos numa era da informação, o que colabora muito para a retomada das medicinas tradicionais”, aponta o empresário Rodolfo Rosato, fundador e CVO (Chief Visionaire Officer) da plataforma Kannamed/TerraCannabis.

Rosato é um dos convidados do portal Sechat no painel “Visão dos negócios da Cannabis e Futuro da Medicina”, que ocorrerá durante o Medical Talks Live, na quarta-feira (16), das 11h30 às 14h, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Haverá veiculação deste e outros conteúdos pelos canais do Sechat e da Medical Fair no Youtube. Ele considera de extrema importância o momento atual em que acontece a retomada práticas medicinais mais antigas, consideradas tradicionais, como a Cannabis medicinal.

Isso auxilia o ser humano que está buscando se reconectar com suas raízes por meio de um reequilíbrio numa época que as pessoas enfrentam muitos problemas de ordem psicológica como surtos de ansiedade, depressão e situações de violência.

“A busca desses tratamentos está possibilitando uma reconexão com a natureza, com usos que gente fazia
desde o princípio, não só com a Cannabis mas com outras substâncias naturais”, disse.

Outro aspecto relevante nessa redescoberta está na possibilidade de baratear os atuais tratamentos químicos, que além de caros, causam diversos danos à saúde.

“Como é a relação de um paciente com um medicamento químico? Ele começa com uma dose, depois aumenta, o organismo vai se acostumando novamente e vai prejudicando outras áreas do corpo”, constata.

“Dali alguns meses são necessários mais remédios. A gente vê pacientes com cinco ou seis medicamentos químicos, que não são baratos.”

Mas para ele, os prejuízos na condição de saúde dos pacientes é maior do que os custos financeiros dos medicamentos químicos. Seu uso excessivo pode afetar principalmente órgãos como fígado, estômago e a parte neurológica. Nesse sentido, a Cannabis medicinal pode ser uma alternativa.

“Conheço muitos pacientes que foram reduzindo o uso dos medicamentos químicos. A Cannabis traz um ganho não só para aquela indicação clínica que o paciente buscou, mas acaba por influenciar positivamente num reequilíbrio total da vida”, aponta.

“É como se passássemos a atuar com o sistema endocanabinoide, que acaba por agir em todo o organismo do paciente e na sua vida.”

Sechat coordenará importantes debates sobre Cannabis medicinal

O Sechat, portal dedicado à maconha medicinal e aos negócios da Cannabis, trará dois importantes debates ao evento com a mediação do médico e diretor do site Pedro Antônio Pierro Neto.

O módulo 1 terá o tema “Cannabis Medicinal no Brasil, sua evolução, desafios no setor e oportunidades.” Os convidados para esse painel são Marcelo Galvão, sócio-fundador e CEO da OnixCann, e Rodolfo Rosato, empresário, fundador e CVO da plataforma Kannamed/TerraCannabis. Eles irão falar sobre a “Visão dos negócios da Cannabis e Futuro da Medicina.”

Na sequência, haverá o módulo 2, com o tema “Inovação e Oportunidades da Cannabis”, a partir das 13h. Neste bloco, são convidados Alex Lucena, sócio e Head de Inovação da The Green Hub, que irá falar sobre “Inovação e empreendedorismo no setor da Cannabis”.

Ainda participarão do debate Marcelo Sarro, CEO do Centro de Excelência em Canabinoide; Murilo Gouvêa, CEO da Cannapag, startup do setor FinTech; e Luiz Mandara, CEO do Estúdio Jamba, startup do setor de Educação. Sempre ao final de cada módulo, o público poderá interagir com perguntas.

Medical Talks Live é uma prévia do Medical Cannabis Fair e do Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal

O Medical Talks Live, que acontecerá de 14 a 18 de setembro, antecipa temáticas que estarão em discussão em grandes eventos que acontecerão em 2021, como a Medical Cannabis Fair e o Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal, que serão realizados junto à Medical Fair Brasil, entre os dias 4 e 7 de maio, em São Paulo.

Os eventos serão uma oportunidade para que todo o público que atua no setor de saúde possa se atualizar sobre as tendências, inovações e soluções para o mercado brasileiro.

Resumo da programação Medical Talks Live

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email