Palestra online fala sobre papel do THC no tratamento com Cannabis medicinal

Médico hematologista, dr. Cristiano Fernandes compartilha sua experiência no uso de THC em pacientes oncológicos
hematologista-medicos-prescritores-cannabis

Em seu trabalho como hematologista oncológico, o doutor Cristiano Fernandes lida diariamente com todas as complicações que os pacientes com câncer podem ter. Dor, ansiedade, perda de apetite, náusea e vômito. Consequência da própria doença e do tratamento com quimioterapia. Nesses casos, a experiência lhe mostrou os benefícios da Cannabis.

Mas não só o CBD, o canabidiol, cada vez mais popular entre na medicina. Boa parte do seus resultados é devido ao uso do famigerado THC. “Isso precisa ser desmitificado. Muita gente acha que é só CBD, mas o THC pode ser útil sim”, afirma o médico hematologista do Centro de Combate ao Câncer SP e da Unidade de Terapia Intensiva Onco/Hematológica Hospital Nove de Julho.

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

Fernandes vai compartilhar seu conhecimento e experiência, gratuitamente e online, com médicos de todo Brasil, na Masterclass “O papel do THC no tratamento com a Cannabis Medicinal”, oferecida pela CanTeraMed, no dia 3 de fevereiro, às 20h.

“A maioria do trabalhos com Cannabis no mundo é com THC. Só recentemente o CBD tomou a importância, pois não tem o componente euforizante”, conta Cristiano Fernandes. “O THC é o canabinoide é o menos usual pela dificuldade de você ter para prescrever para os pacientes. A gente vai falar sobre os riscos, segurança, trabalhos atuais, conhecimento atual do THC, indicações. Ou seja, onde ele pode ser útil na medicina.”

Segundo o médico, que também é diretor da OnixCann e co-responsável pela compilação dos protocolos institucionais envolvendo canabinoides da Plataforma CanTera, se bem utilizado, o THC pode fazer o que nenhum outro remédio faz por seus pacientes. 

“Dentro do contexto geral, é uma medicação bastante segura do ponto de vista clínico. A gente prescreve com tranquilidade opioides para dor. Morfina, oxicodona, que podem levar ao óbito se mal usadas. Uma overdose de opioide pode ser fatal, enquanto não tem relato nenhum de overdose fatal de THC, garante Fernandes. 

“Ele não tem nenhum papel oncológico. Não reduz tumor, mas ajuda o paciente naquilo que não tem medicação. Não existe medicação para o bem estar. A Cannabis entra nesse cenário”, complementa o hematologista. “Um conjunto de drogas que auxilia na qualidade de vida do paciente. Hoje a gente não tem nenhuma medicação que sozinha ou em combinação que faça isso tão bem quanto o THC e CBD.” 

Interessados podem fazer a inscrição para participar na Masterclass: “O papel do THC no tratamento com a Cannabis Medicinal”, com o Dr. Cristiano Fernandes. A palestra acontece na quarta-feira, 3 de fevereiro, às 20h. 

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email