Cannabis & Saúde

Entourage: pesquisa encontra pistas de como funciona o efeito comitiva

Entourage

Fitocanabinoides interagem no organismo aumentando em até 14 vezes a concentração de ácido canabidiólico no sangue

canhamo industrial brasil onde encontrar medico para prescricao

Agende uma consulta com médicos prescritores de Cannabis Medicinal.

O sistema de agendamento de consultas foi criado com o apoio de um conselho altamente qualificado para conectar você à profissionais sérios e habilitados para lidar com as mais diversas patologias nas quais o tratamento com CBD é recomendado

A Cannabis é uma mistura complexa de moléculas bioativas, incluindo canabinóides, terpenóides e flavonóides. Existem cerca de 120 canabinoides, mas somente Δ9-tetrahidrocanabinol (Δ9-THC) e canabidiol (CBD). O CBD e o Δ9-THC foram submetidos a extensa caracterização farmacológica. Outros canabinoides também possuem atividade biológica e podem contribuir para os efeitos farmacológicos da Cannabis medicinal.

Um sentimento predominante na comunidade Cannabis de empresários e defensores dos pacientes é a noção do “efeito comitiva”, que postula que os efeitos de toda a planta de Cannabis são maiores do que a soma de suas partes individuais devido a uma interação entre seus constituintes fitoquímicos.

Embora muitos sejam a favor da visão de que a soma dos canabinoides gera maiores efeitos benéficos, tais interações também podem aumentar os efeitos deletérios. Poucos estudos abordaram a hipótese do “efeito comitiva”, mas há evidências crescentes de que os efeitos dos extratos de Cannabis de espectro total não podem ser atribuídos a um constituinte individual.

Efeito comitiva

Farmacologistas da Universidade de Sydney encontraram pistas que ajudam a explicar por que os produtos de CBD de baixa dosagem contendo um espectro completo de canabinoides parecem ter impactos terapêuticos em doses relativamente baixas.

Um dos autores do estudo publicado na revista Nature, o professor associado Jonathon Arnold disse que seu estudo mostra que os canabinoides em um extrato de Cannabis interagem para produzir concentrações muito mais altas de ácido canabidiólico (CBDA) na corrente sanguínea do que quando o CBDA é administrado sozinho como uma única molécula.

Na verdade, o extrato de Cannabis liberou concentrações 14 vezes maiores de CBDA na corrente sanguínea quando administrado por via oral a camundongos.

“Nosso estudo mostrou como isso funciona farmacologicamente pela primeira vez. Os extratos de cânhamo fornecem um veículo natural para aumentar a absorção de CBDA na corrente sanguínea por meio da interação de canabinoides em proteínas de transporte específicas no intestino ”, afirmou.

“A hipótese da comitiva sustenta que os constituintes da Cannabis interagem para gerar efeitos maiores, mas há pouca evidência científica para apoiar tal afirmação. Nosso estudo mostra que diferentes canabinoides interagem para alterar os níveis plasmáticos dos próprios canabinoides devido ao que chamamos de efeito de ‘ambiente farmacocinético’”.

Produtos de CBD em baixas doses parecem reduzir a ansiedade e são agentes anticonvulsivantes. Mas ainda não está claro como esses produtos produzem esses resultados.

O papel do CBDA

A autora principal do estudo, Lyndsey Anderson, concluiu: “Nossos resultados sugerem que o CBDA pode desempenhar um papel maior nos efeitos desses produtos de baixa dosagem de CBD do que se pensava anteriormente. Nossos próprios estudos pré-clínicos mostram que o CBDA reduz a ansiedade e as convulsões. Este resultado nos fornece um caminho para explorar por que alguns extratos de Cannabis produzem efeitos farmacológicos em humanos em doses mais baixas. ”

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email