Como tratar hipotireoidismo? Veja as opções naturais e médicas

como tratar hipotireoidismo mulher

Você sabe o que é e como tratar hipotireoidismo?

Sem hormônios tireoidianos suficientes, muitas das funções de seu corpo diminuem e podem prejudicar a qualidade de vida.

A princípio, o hipotireoidismo pode não causar sintomas perceptíveis nos estágios iniciais.

Entretanto, com o tempo, o hipotireoidismo quando não tratado pode causar vários problemas de saúde, como obesidade, dores articulares, infertilidade e doenças cardíacas.

Não há uma única resposta para como tratar hipotireoidismo. O primeiro passo é visitar um médico e, com base nos sintomas e exames, determinar o tipo de tratamento que será mais eficaz.

Neste artigo você verá como tratar hipotireoidismo através de opções naturais e médicas. Vamos lá!

O que é hipotireoidismo?

A glândula tireoide está localizada na parte inferior frontal do pescoço e os hormônios liberados pela glândula viajam pela corrente sanguínea e afetam quase todas as partes do corpo, desde o coração e o cérebro até os músculos e pele.

Entre outras coisas, seu metabolismo afeta a temperatura de seu corpo, seu batimento cardíaco e o quão bem seu corpo queima calorias.

Se você não tiver a quantidade necessária de hormônios tireoidianos, seus processos corporais desaceleram.

Isso significa que seu corpo ganha menos energia, e seu metabolismo se torna lento. Nesse sentido, o hipotireoidismo é uma condição em que não há hormônio tireoidiano suficiente em sua corrente sanguínea e seu metabolismo desacelera.

O hipotireoidismo acontece quando sua tireoide não produz e libera a quantidade necessária de hormônios.

O mixedema ocorre quando seus níveis de hormônios da tireoide estão extremamente baixos. Essa é uma condição muito grave e fatal, que pode causar sintomas graves, inclusive:

  • Temperatura corporal baixa;
  • Anemia;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Confusão mental;
  • Coma.

Em geral, o hipotireoidismo é uma condição muito tratável que pode ser controlada com medicamentos regulares e consultas de acompanhamento com um médico.

Se a quantidade de hormônios da tireóide for muito alta (hipertireoidismo) ou muito baixa (hipotireoidismo) todo o corpo é afetado.

Qual a diferença entre o hipertireoidismo e hipotireoidismo?

A diferença entre o hipotireoidismo e o hipertireoidismo é a quantidade de hormônio produzida e liberada no organismo.

No hipotireoidismo, a tireóide produz muito pouco os hormônios tireoidianos. Por outro lado, alguém com hipertireoidismo têm uma tireóide que produz uma quantidade muito grande dos hormônios tireoidianos.

Como resultado, no hipertireoidismo o metabolismo acelera enquanto no hipotireoidismo o metabolismo desacelera.

Quais são os sintomas do hipotireoidismo?

como tratar hipotireoidismo tratamento

Os sintomas do hipotireoidismo variam, dependendo da gravidade da deficiência de hormônios. Além disso, os sintomas tendem a se desenvolver lentamente, muitas vezes ao longo de vários anos.

No início, pode ser difícil notar os sintomas do hipotireoidismo, como fadiga e ganho de peso.

Mas com o tempo, o seu metabolismo continua diminuindo, e você pode desenvolver problemas mais sérios e graves.

Os sintomas do hipotireoidismo podem incluir:

  • Fadiga;
  • Aumento da sensibilidade ao frio;
  • Pele seca;
  • Ganho de peso;
  • Fraqueza muscular;
  • Elevação do nível de colesterol no sangue;
  • Dores musculares;
  • Dor, rigidez ou inchaço nas articulações;
  • Períodos menstruais mais intensos que o normal ou irregulares;
  • Queda de cabelo;
  • Ritmo cardíaco lento;
    • Depressão;
  • Problemas de memória;
  • Glândula tireoide ampliada (bócio).

Hipotireoidismo em bebês

O hipotireoidismo afeta mais frequentemente mulheres de meia-idade e mais velhas, entretanto, qualquer pessoa pode desenvolver a condição, inclusive bebês.

Inicialmente, bebês nascidos sem uma glândula tireóide ou com uma glândula que não funciona de forma adequada podem ter poucos sinais e sintomas. Quando os recém-nascidos têm problemas com hipotireoidismo, os sintomas podem incluir:

  • Amarelamento da pele e brancos dos olhos (icterícia): Na maioria dos casos, isto ocorre quando o fígado de um bebê não consegue metabolizar uma substância chamada bilirrubina, que normalmente se forma quando o corpo recicla glóbulos vermelhos velhos ou danificados.
  • Uma língua grande e protuberante.
  • Dificuldade para respirar.
  • Choro rouco.
  • Uma hérnia umbilical.

À medida que a doença progride, é provável que os bebês tenham dificuldade para se alimentar e possam não crescer e se desenvolver normalmente.

Hipotireoidismo em crianças e adolescentes

Em geral, crianças e adolescentes que desenvolvem hipotireoidismo têm os mesmos sintomas que os adultos, mas eles também podem experimentar:

  • Pouco crescimento, resultando em baixa estatura;
  • Atraso no desenvolvimento dos dentes permanentes;
  • Atraso na puberdade;
  • Desenvolvimento mental lento.

O que leva uma pessoa a ter hipotireoidismo?

como tratar hipotireoidismo idosa e computador

Como dito anteriormente, o hipotireoidismo pode afetar pessoas de todas as idades, gêneros e etnias.

É uma condição comum, particularmente é mais comum entre as mulheres com mais de 60 anos. Pois, as mulheres são geralmente mais propensas a desenvolver hipotireoidismo após a menopausa.

Mas, o que causa o hipotireoidismo? O hipotireoidismo pode ter uma causa primária ou uma causa secundária.

Uma causa primária é uma condição que afeta diretamente a tireoide e faz com que ela produza níveis baixos de hormônios.

Uma causa secundária é algo que faz com que a glândula pituitária falhe, o que faz com que ela não envie o hormônio estimulador da tireóide para a tireoide para equilibrar os hormônios produzidos.

As causas primárias do hipotireoidismo são muito mais comuns. A mais comum dessas causas primárias é uma condição autoimune chamada doença de Hashimoto.

Também chamada Tireoidite de Hashimoto ou tireoidite linfocítica crônica que é uma condição hereditária.

Na doença de Hashimoto, o sistema imunológico do corpo ataca e danifica a tireoide. Isto impede que a tireoide produza e libere os hormônios de forma suficiente.

As outras causas primárias do hipotireoidismo podem incluir:

  • Tireoidite (inflamação da tireoide).
  • Tratamento do hipertireoidismo (radiação e remoção cirúrgica da tireoide).
  • Deficiência de iodo.
  • Condições hereditárias.

O que pode acontecer se o hipotireoidismo não for tratado?

como tratar hipotireoidismo atendimento

Se o hipotireoidismo não for tratado corretamente, pode acarretar redução da performance física e mental do adulto, além de elevar os níveis de colesterol, que aumentam as chances de problemas cardíacos.

Hipotireoidismo e a gravidez

Na maioria dos casos, as mulheres com hipotireoidismo durante a gravidez têm a doença de Hashimoto. Esta doença autoimune faz com que o sistema imunológico do corpo ataque e danifique a tireoide.

Quando isso acontece, a tireoide não consegue produzir e liberar níveis altos o suficiente de hormônios da tireoide, impactando todo o corpo.

Mulheres grávidas com hipotireoidismo podem se sentir muito cansadas, ter dificuldades para lidar com temperaturas frias e sentir cãibras musculares.

Os hormônios tireoidianos são importantes para o desenvolvimento do bebê enquanto está no útero. Pois, estes hormônios ajudam a desenvolver o cérebro e o sistema nervoso.

Se o bebê não receber hormônio tireoidiano suficiente durante o desenvolvimento, o cérebro pode não se desenvolver corretamente e pode haver problemas mais tarde.

O hipotireoidismo não tratado ou tratado de forma incorreta durante a gravidez pode levar a complicações como aborto espontâneo ou parto prematuro.

Como identificar o hipotireoidismo?

Na verdade, pode ser difícil diagnosticar o hipotireoidismo porque os sintomas podem ser facilmente confundidos com outras condições.

Sendo assim, para saber se é hipotireoidismo, o endocrinologista avalia os sinais e sintomas apresentados pela pessoa e indica a realização de exames de sangue para verificar a quantidade de hormônios relacionados com a tireoide circulante.

Quais exames são necessários realizar para identificar hipotireoidismo?

Para identificar alterações na tireoide é necessário fazer o exame de TSH e o T4 livre, os dois são exames de sangue que medem a quantidade de hormônios na corrente sanguínea.

  • Exame de TSH: serve para avaliar a tireóide no sangue e analisar o hormônio que possa estar em excesso causando o hipertireoidismo ou hipotireoidismo. É o exame inicial para investigação de doenças que acometem a tireoide.
  • Exame de T4: serve para avaliar a quantidade de T4 total e T4 livre. Esse exame é uma investigação complementar, após a realização do TSH.

Como tratar hipotireoidismo?

O tratamento para o hipotireoidismo é relativamente simples e deve ser feito através da reposição hormonal através de hormônios sintéticos.

Por exemplo, a Levotiroxina, que contém o hormônio T4 deve ser tomada em jejum, pelo menos 30 minutos antes de tomar o café da manhã, para que a digestão dos alimentos não diminua a sua eficácia.

Porém, a dose do medicamento deve ser prescrita pelo endocrinologista e pode variar ao longo do tratamento de acordo com os níveis de T3 e T4 circulantes no sangue.

Sendo assim, o hipotireoidismo é uma doença controlável. Entretanto, você precisará tomar a medicação de forma contínua para normalizar a quantidade de hormônios em seu corpo para o resto de sua vida.

Com uma gestão cuidadosa e consultas de acompanhamento com o endocrinologista para garantir que seu tratamento esteja funcionando corretamente, você poderá levar uma vida normal e saudável.

Como tratar hipertireoidismo de forma natural?

Um remédio caseiro para hipertireoidismo é tomar o chá de erva-cidreira, de agripalma ou chá-verde diariamente.

Estas plantas medicinais possuem propriedades que ajudam a controlar a função da tireoide. No entanto, eles não excluem o tratamento indicado pelo médico.

Cannabis medicinal auxilia no tratamento de hipotireoidismo?

como tratar hipotireoidismo cannabis medicinal

Sim. De acordo com alguns estudos, a relação entre Cannabis Medicinal e a melhora dos sintomas do hipotireoidismo é real.

Nesse sentido, substâncias como o Cannabidiol (CBD) e outros fitocanabinoides presentes na planta Cannabis atuam como reguladores da tireoide, ajudando a manter o equilíbrio dos hormônios.

Além disso, há estudos que apontam a cannabis medicinal como uma ferramenta auxiliar para aliviar os sintomas do hipotireoidismo como fadiga, dor nas articulações e músculos, depressão e ansiedade.

Por isso, a Cannabis medicinal pode ser uma opção terapêutica eficaz no tratamento do hipotireoidismo.

No entanto, seu uso deve seguir recomendações médicas – em quase nenhum caso o seu uso deve interromper os tratamentos convencionais.

Estudos que apontam benefícios da Cannabis para hipotireoidismo

Há uma série de estudos que apontam sobre o papel do sistema endocanabinoide e os canabinoides na regulação da tireoide e das funções endócrinas.

Nesse sentido, um estudo de 2021 aponta uma interconectividade entre os sistemas endócrinos e endocanabinoides.

O estudo aponta ainda que doenças referentes ao primeiro sistema podem ter relações consideráveis com o sistema endocanabinoide, sendo um bom ponto a ser buscado em pesquisas futuras para o desenvolvimento de medicamentos.

Com isso, eles ainda apontam que pode-se descobrir fatores nos canabinoides capaz de reduzir problemas como o hipotireoidismo, pré-diabetes, entre outras.

Nesse mesmo contexto, outro estudo fala sobre a relevância do sistema endocanabinoide no controle de apetite, ingestão de alimentos e o balanço energético.

Com isso, aponta que fármacos que sejam capazes de interferir na atividade do sistema endocanabinoide são os candidatos mais promissores a tratar várias doenças como o hipotireoidismo e a obesidade.

Por fim, um terceiro estudo aponta que a utilização de bloqueadores do receptor canabinoide CB1 demonstrou ser capaz de reduzir o peso corporal e melhorar o fator de risco cardiovascular em pacientes obesos.

Além disso, aponta ainda que o bloqueador rimonabant foi capaz de aumentar a quantidade de HDL (o chamado colesterol bom) e reduzir a concentração de substâncias maléficas no corpo dos pacientes como o LDL (colesterol ruim) e marcadores pró-inflamatórios.

Dessa forma, concluem dizendo que o uso clínico dos antagonistas dos receptores CB1 pode se tornar uma excelente alternativa terapêutica e agente de prevenção à doenças cardiovasculares e diabetes tipo II.

Como é feito o tratamento por meio da Cannabis medicinal?

como tratar hipotireoidismo cbd

O tratamento para hipotireoidismo com Cannabis é feito de forma individualizada, respeitando as características de cada paciente.

Dessa forma, há pessoas que podem ter a prescrição médica de Cannabis com dosagens menores ou maiores.

Normalmente, a aplicação de tratamentos à base de Cannabis para hipotireoidismo é feito por via oral, com a ingestão do óleo de canabidiol (CBD). No entanto, outras formas também podem ser administradas.

É importante dizer que a única forma legalizada de se utilizar a Cannabis no Brasil é para o tratamento medicinal. Nesse sentido, para realizá-lo, você deve contar com uma prescrição médica, feita por um profissional legalmente habilitado.

Onde buscar ajuda para tratamento à base de Cannabis medicinal?

Uma das grandes dificuldades enfrentadas por pessoas em busca de tratamento à base de Cannabis é conseguir a prescrição médica necessária para comprar os medicamentos.

Isso acontece pois no Brasil, os tratamentos canábicos ainda sofrem resistências culturais, tanto por parte dos médicos quanto da população em geral.

Nesse sentido, é importante buscar auxílio com profissionais que já tenham feito esse tipo de prescrição antes.

Dessa forma, é possível contar com uma ajuda mais especializada, pois já tendo trabalhado com canabinoides antes, o médico saberá lidar melhor com algumas questões desse tipo de tratamento.

Na receita médica para remédios à base de Cannabis, é importante, por exemplo, constar a dose a ser administrada, a forma de utilização e a proporção entre CBD e THC.

Por isso, o caminho mais curto e eficaz para esse tipo de tratamento, é buscar ajuda com os profissionais certos. No Portal Cannabis & Saúde criamos uma plataforma completa de conexão entre pacientes e médicos prescritores de Cannabis.

Assim, você pode buscar um médico que já tenha essa experiência, tornando sua busca pelo tratamento mais cômoda e segura.

Além disso, na plataforma, você pode fazer a sua busca de maneira personalizada, separando médicos que atendam pelo seu plano de saúde, pelo preço ou pela cidade que atendem.

Os atendimentos podem ser feitos tanto no modelo presencial quanto pela telemedicina, permitindo você ser atendido mesmo que não more num grande centro.

Agende já a sua consulta com um médico prescritor de Cannabis clicando aqui!

Como deve ser a alimentação de quem possui hipotireoidismo?

como tratar hipotireoidismo oleo

Na dieta para hipotireoidismo, é fundamental manter uma dieta balanceada e saudável, priorizando os alimentos fonte de fibras, antioxidantes e minerais, como iodo, selênio, zinco e cobre. Entre eles:

É importante se certificar de que você está comendo alimentos que ajudarão seu corpo, juntamente com a ingestão de seus medicamentos conforme instruído pelo médico.

Sob o mesmo ponto de vista, é importante evitar alguns alimentos, entre eles:

  • Alimentos industrializados e ricos em carboidratos simples;
  • Peixes predatórios, como cavalinha, peixe espada e tubarão;
  • Amendoim, couve-de-bruxelas, mandioca, mostarda e rabanete.

É possível prevenir o hipotireoidismo?

Infelizmente, não há uma forma específica para prevenir o hipotireoidismo. Porém, você pode tomar algumas precauções para evitar a doença, entre eles:

  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Consumir pelo menos 150 mcg de iodo diariamente;
  • Realizar regularmente os exames de sangue T3, T4 e TSH;
  • Adotar uma dieta alimentar equilibrada;
  • Evitar o cigarro.

Conclusão

como tratar hipotireoidismo diagnostico

Quando sua tireoide funciona corretamente, ela está constantemente produzindo hormônios, liberando-os e depois produzindo novos hormônios para substituir os já absorvidos pelo corpo.

Como resultado, isso mantém seu metabolismo funcionando e todos os sistemas do seu corpo sob controle. Por isso, é necessário manter a quantidade correta de hormônios na corrente sanguínea.

Para as pessoas com níveis baixos de hormônios da tireoide, o hipotireoidismo é uma condição vitalícia que precisará ser controlada com medicamentos.

Em alguns casos leves, você pode não ter sintomas de hipotireoidismo podem desaparecer com o tempo. Em outros casos, os sintomas do hipotireoidismo desaparecerão logo após o início do tratamento.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email