Cientistas israelenses testam CBD como suplemento para tratamento da Covid-19

Pesquisadores de instituições israelenses lançaram três ensaios clínicos que utilizam as propriedades anti-inflamatórias do canabidiol como suplemento potencial para o tratamento da doença provocada pelo novo Coronavírus (Covid-19). A substância seria usada sozinha ou combinada com esteroides. 

Os cientistas lançaram três ensaios clínicos para apurar se as propriedades anti-inflamatórias do canabidiol (CBD) podem desempenhar um papel efetivo na interrupção ou lentidão da doença provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19). Estudos anteriores já mostraram que o medicamento pode ajudar a regular o sistema imunológico do corpo e reduzir inflamações. 

O primeiro ensaio clínico consiste em “injetar” CBD no organismo do paciente através de exossomas. Exossomas são pequenas estruturas celulares, que atravessam com facilidade a membrana das células. Eles podem ser direcionados para células específicas funcionando como mísseis. Os cientistas irão utilizar exossomas carregados de canabidiol para que eles atinjam órgãos celulares danificados pelo COVID-19.

À medida que o vírus atacar o sistema respiratório dos pacientes, eles receberão estes exossomas através de um dispositivo de inalação. Os pesquisadores acreditam que a ação da sustância da Cannabis nas células danificadas pode diminuir a inflamação, auxiliando no tratamento da doença. O primeiro ensaio clínico conta com a colaboração da InnoCan Pharma e da Universidade de Tel Aviv, anunciada na semana passada.

Universidade de Tel Aviv anuncia colaboração com InnoCan Pharma para estudo sobre CDB no tratamento da COVID-19


O segundo ensaio clínico ocorrerá nas próximas semanas e inclui 10 pacientes que estão atualmente em tratamento no Rabin Medical Center de Israel. Os médicos combinarão esteroides tradicionais e CBD, pois acreditam que este aumentará o potencial terapêutico dos esteroides. O estudo, conduzido pela Stero Biotechs em colaboração com a Mor Research Application, já tem planos de expandir o tratamento para mais 40 pacientes, caso seja bem-sucedido.

O terceiro estudo, lançado pelo Centro Médico Ichilov de Tel Aviv, investigará se as propriedades anti-inflamatórias do canabidiol podem diminuir os sintomas respiratórios de pacientes com COVID-19 moderada.

Pesquisadores canadenses também anunciaram intenções de estudar qual o papel da Cannabis no tratamento da doença causada . Eles também acreditam que as propriedades anti-inflamatórias da maconha podem fornecer um papel crucial. 

 

Procurando por um médico prescritor de cannabis medicinal? Clique aqui temos grandes nomes da medicina canabinoide para indicar.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email