Casal preso por tráfico conquista direito de cultivar Cannabis na periferia de SP

Homem usa planta contra dor crônica após uma cirurgia na coluna, e a esposa trata dependência química

Homem usa planta contra dor crônica após uma cirurgia na coluna, e a esposa trata dependência química

Um casal da periferia da Grande São Paulo conquistou na Justiça o direito de plantar maconha para fins medicinais. O homem usa planta no combate às dores crônicas causadas após uma cirurgia para prótese na coluna. Já a esposa trata com a Cannabis a dependência química em outras drogas. A decisão foi divulgada pela rede de juristas Reforma nesta terça-feira (30) e proferida por vara criminal de 1ª instância do Tribunal de Justiça de SP.

Em função do segredo de Justiça e para proteção do casal, a Rede Reforma não informou o número da vara nem a cidade dos pacientes. Mas o caso é antigo. Começou em setembro de 2018, segundo o advogado Erik Torquato, “da pior forma possível: com a prisão dos growers por acusação de tráfico após invasão a domicílio sem mandado judicial!”

“O primeiro desafio foi trazê-los à liberdade, alcançada após dez dias de prisão. Depois, junto com demais advogados da Reforma SP, alcançamos o reconhecimento de que eles eram apenas usuários”.

O passo seguinte, relata o advogado, foi a impetração de Habeas Corpus, já que o cultivo sempre foi para tratamento de saúde. Foram mais de 9 meses entre o pedido impetrado na Justiça e o direito concedido.⠀

Este é o 82º Habeas Corpus para cultivo de Cannabis com fins medicinais no Brasil, segundo a Rede Reforma.

Procurando por um médico prescritor de cannabis medicinal? Clique aqui temos grandes nomes da medicina canabinoide para indicar.
Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email