Cannabis medicinal reduz o uso de opioides em idosos, aponta estudo

dia-do-mal-de-parkinson-onde-conseguir-prescricao-medica-para-compra-de-medicamentos-a-base-da-canabidiol

Em um levantamento com idosos no Canadá, 36% reduziu o uso de opioides devido ao tratamento com Cannabis medicinal

Mais de um terço dos idosos que utilizam a Cannabis medicinal no Canadá reduz o uso de opioides. A informação é de um levantamento realizado por um grupo de pesquisadores canadenses e publicado no periódico Drugs & Aging

O estudo avaliou os padrões de consumo de Cannabis em quase 10.000 pacientes com 65 anos ou mais durante um período de seis anos. Todos os participantes do estudo possuíam uma prescrição válida de um médico canadense para acessar produtos canabinoides em um dispensário licenciado.

A principal conclusão foi a redução no uso dos medicamentos alopáticos prescritos pelos médicos após o início do tratamento com Cannabis. No total, 36% dos participantes da pesquisa viram reduzida a necessidade do consumo de medicamentos opioides. 

Amplamente utilizado na medicina para o tratamento de dor, medicamentos opioides, como codeína e a morfina, provocam diversos efeitos colaterais – sonolência, náusea e vômito. Mas não fica por aí, já que com o tempo os pacientes tendem a criar resistência, demandando doses cada vez mais altas. O que, muitas vezes, acarreta em overdose.

Outros benefícios da Cannabis para idosos

Os pesquisadores também apontaram uma redução de 20% no uso de benzodiazepínicos, uma classe de medicamentos utilizados principalmente para tratar transtornos de ansiedade e insônia. 

A indicação primária mais comum para a qual a Cannabis medicinal foi procurada foi a dor (67,7%), que foi mais comum em mulheres. Condições oncológicas e neurológicas foram mais comuns em homens. 

O óleo de Cannabis foi usado por 81,0% dos adultos mais velhos, entre os quais composições contendo apenas ou principalmente canabidiol (CBD) foram usadas por 83,6%. Os efeitos adversos relatados por idosos na consulta de acompanhamento incluem boca seca (12,8%), sonolência (8,6%) e tontura (4,0%). A maioria dos idosos relatou melhora na dor (72,7%) e sono (64,5%).

Conclusão

“Entre os adultos mais velhos, a Cannabis medicinal é usada com mais frequência por mulheres, sendo os óleos contendo CBD os mais usados. Os usuários relataram melhora na dor, no sono e nos sintomas de humor no acompanhamento após o uso de Cannabis”, escreveram os pesquisadores. 

“Este estudo descreve os padrões de uso de Cannabis medicinal por adultos mais velhos e destaca a necessidade de pesquisas para determinar as indicações apropriadas, doses precisas de ingredientes ativos e resultados de curto e longo prazo entre os adultos mais velhos.”

Se você está em busca de um médico para iniciar o seu tratamento com derivados de Cannabis, acesse agora a nossa plataforma de agendamento de consultas!

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email