Que evitar a fadiga? A Cannabis pode ser a ajuda que te faltava

cannabis fadiga

Estudo dos EUA indica que a Cannabis pode ter um efeito melhor que o café para combater a fadiga e dar um gás a mais em sua produtividade

Chegou segunda-feira e a sensação que fica é que o final de semana foi insuficiente. Seguimos cansados e da-lhe café em busca de uma energia extra para levantar da cama e fazer tudo que nos espera. Isso quando não apelamos para suplementos estimulantes, pílulas, bebidas energéticas e qualquer outra coisa que nos ajude a combater a incômoda fadiga.

Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Novo México (UNM) indica que a Cannabis pode ser uma opção saudável para quem tem dificuldade para engrenar em uma nova semana de trabalho.

“Apesar das crenças convencionais de que o uso frequente de Cannabis pode resultar em diminuição da atividade comportamental, busca de objetivos e competitividade, ou o que os acadêmicos chamam de ‘síndrome amotivacional’, as pessoas tendem a experimentar um aumento imediato em seus níveis de energia imediatamente após consumir cannabis”, explica o Dr. Jacob Miguel Vigil, coautor do estudo, que trabalha no departamento de psicologia da Universidade do Novo México.

A pesquisa, intitulada “Os efeitos do consumo da flor de Cannabis para o tratamento da fadiga”, buscou dados de de 3.922 sessões de cannabis autoadministradas de 1.224 participantes usuários do aplicativo Releaf. projetado para ajudar as pessoas a observar os efeitos dos diferentes tipos de cannabis que compram, ao mesmo tempo em que podem registrar alterações em tempo real em seus sintomas.

“Um dos resultados mais surpreendentes deste estudo é que a Cannabis inteira produziu mais benefícios nos sintomas de fadiga do que os produtos com foco em apenas um canabinoide, como aqueles com níveis mais altos de THC ou CBD ou produtos caracterizados como Sativa em vez de Indica”, acrescenta. Dra. Sarah Stith, coautora do estudo e professora do departamento de economia da UNM.

A conclusão é que as substâncias menos populares da Cannabis, substâncias químicas não-canabinoides, podem ter um papel fundamental no combate à fadiga. “Ao mesmo tempo, nossa observação de que os principais canabinoides tetraidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD) não estavam correlacionados com as mudanças na sensação de fadiga, elas sugerem que outros canabinoides e fitoquímicos menores, como os terpenos, podem ser mais influentes nos efeitos do uso de Cannabis do que se acreditava anteriormente”, afirmou Virgil.

“Num futuro próximo, prevejo que os pacientes terão a oportunidade de acessar produtos de cannabis mais individualizados, com combinações distintas e conhecidas de perfis químicos para tratar suas necessidades de saúde e estilos de vida específicos.”

O mito do usuário preguiçoso

Esse estudo se junta ao conjunto de evidências que demonstram que o estereótipo do “maconheiro preguiçoso” não passa de um preconceito criado pela guerra às drogas.

Um estudo de 2021, e o primeiro desse tipo conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia- Boulder, também compartilhou algumas ideias sobre a Cannabis como substância motivadora. “Até o momento, não há estudos em humanos sobre os efeitos da cannabis no mercado legal na experiência do exercício”, explicou Laurel Gibson, estudante de doutorado do Departamento de Psicologia e Neurociência e principal autora do estudo.

“A Cannabis é frequentemente associada a uma diminuição na motivação – aquele estereótipo de travamento de sofá e preguiça, mas, ao mesmo tempo, estamos vendo um número crescente de relatos anedóticos de pessoas que o usam em combinação com tudo, desde golfe e ioga até snowboard e corrida”.

De acordo com a pesquisa, o efeito depende da quantidade. A Cannabis, quando tomada nas doses certas, pode realmente ajudar a aliviar a fadiga e até motivar as pessoas a se exercitarem mais. Sabe-se que a Cannabis tem efeitos bifásicos, o que significa que doses mais baixas (ou microdoses) de THC podem elevar e energizar, enquanto fumar demais pode ser sedativo e relaxante.

Essa pesquisa revelou que 80% dos consumidores de maconha a combinam com exercícios; cinquenta e dois por cento deles disseram que a cannabis ajuda a motivá-los, enquanto 70% dizem que torna o exercício mais agradável.

Outros estudos também demonstraram que produtos de CBD ajudam a combater a sonolência diurna. O CBD não intoxica e pode ser usado de manhã para aumentar sua energia.

O fato é que a Cannabis funciona de maneira diferente em cada organismo. Para encontrar a dose e composição que melhor te beneficia, é preciso contar com um acompanhamento médico e preferir produtos medicinais que trazem a composição exata contida em cada frasco.

Se você busca ajuda para combater a fadiga que a rotina proporciona, basta acessar nossa plataforma de agendamento para entrar em contato com mais de 150 médicos prescritores com diversas especialidades que irão te auxiliar no objetivo de melhorar sua qualidade de vida.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email