Cannabis e o câncer de mama: 4 coisas que você precisa saber

cannabis cancer de mama

A Cannabis está se consolidando como um aditivo para garantir a qualidade de vida de mulheres que estão passando pelo tratamento quimioterápico para vencer o câncer de mama. Porém, segundo pesquisa liderada pela Dra. Marisa Weiss, diretora médica da Breastcancer, 39% das mulheres entrevistadas ainda não se sentem à vontade para buscar informações sobre o uso da Cannabis. A questão é delicada, e é exatamente por isso que informações com credibilidade sobre o tema são importantes. Selecionamos aqui 4 coisas que você precisa saber sobre a Cannabis e o tratamento do câncer de mama.

A pesquisa da Dra. Weiss foi realizada de forma online com 612 pacientes com câncer de mama na Pensilvânia. E apontou também que 42% das mulheres usavam Cannabis para aliviar sintomas negativos do tratamento. Aqui no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, o câncer de mama é o tipo de câncer mais incidente em mulheres de todas as regiões do país, após o de pele não melanoma. 

 

Na batalha contra o câncer de mama você precisa saber que:

cannabis cancer de mama

Existem diferentes vias de uso da Cannabis 

Existem diferentes vias de uso da Cannabis durante a quimioterapia. Um estudo específico sobre oncologia destacou onze vias de administração de Cannabis medicinal. Óleos e soluções orais foram as mais relatadas. Porém, a pesquisa indicou o uso positivo da Cannabis também em forma de comprimidos, sprays, cremes, supositórios e produtos comestíveis.

cannabis cancer de mama

Há segurança no uso

O principal motivo do crescente uso da Cannabis entre pacientes que estão passando por quimioterapia está no alívio dos efeitos colaterais do tratamento, que vamos falar nos próximos tópicos. Entretanto, a garantia e a segurança em usar produtos derivados da Cannabis também fortalecem o aumento do uso. Além disso, cada vez mais médicos e médicas estão dispostos a falar sobre o assunto e estudar a medicina canabinoide. 

Nesse sentido, aqui na live realizada pelo portal Cannabis & Saúde, a oncologista Milena Aparecida Coelho Ribeiro Bessa destacou os benefícios, usos e indicações da Cannabis medicinal no tratamento oncológico. “A Cannabis medicinal dentro da oncologia cresce, e temos estudos que corroboram, tem um benefício para o controle da dor, Estou tendo pacientes que a gente consegue reduzir de forma drástica a morfina ou o tramadol”, explicou a Dra. Bessa.

É possível aliviar a dor

Muito além do impacto psicológico que o câncer de mama gera nas mulheres, a dor durante o tratamento da cura também é um obstáculo. Comprovadamente, a Cannabis traz o alívio necessário neste momento. Para  a Dra. Bessa, “a dor oncológica realmente é um dos pilares do cuidado, os piores efeitos que os pacientes oncológicos podem sentir.  Pode ser uma dor relacionada tanto com a própria tumor, mas também pode estar relacionado com os tratamentos. Algumas quimioterapias podem causar dor neuropática, por exemplo, neuropatias. Tratamento para dor leve, você usa anti-inflamatório, analgésico simples”.

cannabis cancer de mama

E é capaz de proporcionar tranquilidade

Os diferentes lados positivos da Cannabis medicinal em tratamentos como o de câncer de mama são explicados pela Dra. Maria Teresa Jacob: “Com a Cannabis você vai tratar uma patologia e consegue melhorar várias coisas ao mesmo tempo. Vai tratar o sintoma da patologia, mas ao mesmo tempo melhora o sono, a ansiedade, a contratura muscular, sem efeitos adversos”. 

Em relação ao sono, um estudo publicado em 2011 analisou 147 usuários de Cannabis, e chegou à conclusão de que a planta reduz sensivelmente o tempo que a pessoa leva para adormecer. Tanto em casos de pacientes com insônia, como em pacientes com ciclos de sono bem regulados.

Câncer de mama no Brasil

Nas últimas décadas, houve um aumento nas taxas de cura deste tipo de câncer. Os especialistas apontam que essa melhora tem a ver com um conhecimento melhor da mulher com seu próprio corpo e com sintomas de câncer. 

Procurando por um médico prescritor de cannabis medicinal? Clique aqui e conheça nossos médicos e médicas prescritores de Cannabis medicinal.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email