Transtorno de Ansiedade Generalizada: O tratamento com CBD

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) está mais presente nas nossas vidas do que você pode imaginar. Saiba o que é e como tratar essa doença.
transtorno de ansiedade generalizada cbd como tratamento alternativ

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) está mais presente nas nossas vidas do que você pode imaginar.

Estima-se que essa condição atinja, só no Brasil, mais de 18 milhões de pessoas, a maioria delas mulheres.

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

Mais ou menos como acontece em indivíduos com depressão, esse é um distúrbio muitas vezes subestimado.

“Bobeira”, “frescura” e outros adjetivos pejorativos são usados para se referir à condição, até mesmo pelas pessoas que sofrem dela.

Mas o TAG não é uma doença boba, nem de longe.

Afinal, como aponta o relatório Stress in America, quem padece de ansiedade generalizada acaba por sofrer também com o estresse – situação observada em 82% dos casos.

Por outro lado, o acesso aos tratamentos ainda é relativamente baixo.

Em parte, isso acontece por causa da falta de informação sobre o distúrbio, como indica uma matéria publicada no portal UOL.

Então, caso você sofra de ansiedade ou tenha amigos e familiares que tenham dificuldades em virtude desse transtorno, não deixe de ler este conteúdo.

Nas próximas linhas, você terá acesso a informações úteis e que podem ajudar pessoas próximas a recuperar sua qualidade de vida. 

Acompanhe até o final!

O que é transtorno de ansiedade generalizada?

transtorno de ansiedade generalizada o que é

O transtorno de ansiedade generalizada (CID 10 F41.1) é um distúrbio de comportamento que se caracteriza por um mix de sintomas.

O mais comum deles é um estado de excessiva preocupação em relação a assuntos diversos – trabalho, estudos, família, saúde e dinheiro estão entre os mais recorrentes.

No entanto, para ser diagnosticada com essa condição, a pessoa precisa apresentar outros sintomas e características.

Um deles é contabilizar um período de tempo ansioso maior que 90 dias dentro de seis meses.

Ou seja, é necessário estar nesse estado por mais da metade dos dias em comparação com os dias “não ansiosos” em pelo menos meio ano.

Porém, como veremos mais à frente, só a ansiedade não é motivo para que a doença seja diagnosticada.

Isso porque ela é acompanhada de outros sintomas físicos que, como tais, exigem tratamento com medicação e psicoterapia.

Quais são as causas do transtorno de ansiedade generalizada?

transtorno de ansiedade generalizada quais sao as causas

O transtorno de ansiedade generalizada pode ser causado por fatores internos, ou seja, com origem no próprio indivíduo, e externos, quando é motivado por outros agentes.

Veja, a seguir, os mais comuns em ambos os casos.

Gênero

Como vimos na abertura deste texto, a maioria das pessoas que sofrem de TAG são mulheres.

Não há uma explicação definitiva para essa maior recorrência, mas acredita-se que ela esteja ligada a uma soma de predisposição hormonal e estresse.

Genética

Outro fator endógeno que pode levar uma pessoa a desenvolver ansiedade generalizada é a herança genética.

Sendo assim, filhos de pais ansiosos terão mais chances de sofrer desse distúrbio, se comparados com quem tem pais não ansiosos.

Problemas externos

Embora a ansiedade seja, às vezes, uma questão de postura em relação aos desafios da vida, como seres humanos, todos nós temos limites.

Por isso, há situações em que doenças na família, desemprego, pressões no trabalho, estresse, entre outros, acabam por ser decisivos para configurar um quadro de ansiedade.

Consumo abusivo de substâncias psicoativas

Os fatores exógenos que contribuem para o desenvolvimento de TAG não são apenas subjetivos.

Afinal, o consumo sem controle de álcool, drogas (lícitas ou ilícitas), fumo e café pode levar uma pessoa a desenvolver a doença ou mesmo agravá-la.

Traumas passados

Não são poucos os casos em que a ansiedade tem raízes em experiências traumáticas, principalmente na infância.

Portanto, crianças que sofreram abusos, tiveram que lidar com a separação dos pais ou passaram por algum acidente estão mais propensas a se tornarem adultos ansiosos.

Transtorno de ansiedade generalizada x ansiedade: quais são as diferenças?

transtorno de ansiedade generalizada quais sao as diferença

Vale destacar, ainda, que a ansiedade enquanto um sentimento não é de maneira alguma uma patologia.

Afinal, é uma reação humana e totalmente normal sentir-se ansioso porque um filho vai nascer, porque o time vai jogar uma final ou por aguardar a nota de uma prova.

Dessa forma, é preciso entender que o TAG é um estado mental em que a ansiedade deixa de ser provocada pelas pressões ocasionais da vida, passando a ser frequente.

Uma pessoa normal pode se sentir insegura, mas não terá uma crise de pânico se tiver que conversar com seu chefe a respeito de uma folga, por exemplo.

Quem sofre de ansiedade generalizada passa a nutrir expectativas exageradas até mesmo em situações corriqueiras da vida.

Portanto, esse é o traço de comportamento que distingue a ansiedade “normal” daquela que é tratada como um distúrbio.

Quais são os sintomas do transtorno de ansiedade generalizada?

transtorno de ansiedade generalizada quais sao os sintomas

Você viu no segundo tópico deste texto que estar ansioso por muito tempo não é o único sintoma que caracteriza o TAG.

Na anamnese, a primeira avaliação médica para diagnosticar a doença é confirmar três tipos de manifestação da ansiedade:

  • Se ela está ligada a diversos eventos e atividades
  • Se manifesta-se de maneira excessiva e exagerada
  • Se a pessoa fica mais tempo ansiosa do que relaxada.

Tendo respostas afirmativas para esses três pontos, passa-se então para a confirmação de, pelo menos, três outros sintomas associados:

  • Tensão muscular
  • Problemas para dormir
  • Propensão a se cansar facilmente
  • Sensação de tensão, agitação e nervosismo
  • Dificuldade para se concentrar
  • Irritação constante.

Junto a essa verificação, o médico poderá indicar também a realização de exames laboratoriais para confirmar se a pessoa usa drogas ou outras substâncias.

Como é feito o diagnóstico do transtorno de ansiedade generalizada?

O diagnóstico do TAG, como você acaba de conhecer, pode ser feito por simples anamnese ou, se necessário, por exames laboratoriais.

Entre esses exames, podem ser indicados os de sangue e urina para detecção de possíveis substâncias psicoativas no organismo.

Afinal, há cura para o transtorno de ansiedade?

transtorno de ansiedade generalizada afinal ha cura

O transtorno de ansiedade nem sempre é facilmente detectável, pois, em muitos casos, ele pode parecer apenas um traço de personalidade da pessoa.

No entanto, sentir-se ansioso de forma permanente ou por longos períodos não pode ser normal, nem mesmo para quem está sujeito a pressões externas.

Afinal, o que mais existem são pessoas que vivem em condições de dificuldade, algumas até extremas, e nem por isso se sentem ansiosas.

Felizmente, como a maioria dos distúrbios de comportamento, há não só tratamento como cura para o TAG.

Desde que corretamente diagnosticado e tratado, quem sofre dessa doença pode levar uma vida útil, produtiva e feliz.

Quais são os tratamentos convencionais para transtorno de ansiedade generalizada?

transtorno de ansiedade generalizada quais sao os tratamentos convencionais para

Sendo um distúrbio que afeta o comportamento, o transtorno de ansiedade generalizada pede uma abordagem dupla ao ser tratada.

Vamos ver a seguir como funciona cada uma delas.

Psicoterapia

Uma das maneiras de enfrentar a ansiedade é por meio da terapia cognitivo-comportamental.

Nessa abordagem, com o auxílio de um psicoterapeuta, a pessoa assume uma posição ativa em seu tratamento, aprendendo a lidar com suas emoções.

Nas sessões, ela é instada a identificar onde seus pensamentos estão se afastando da realidade para, a partir disso, tomar o controle sobre eles e mudar seu comportamento.

Medicamentos

Em uma abordagem clínica, a ansiedade pode ser amenizada ou tratada com medicamentos, com destaque para os benzodiazepínicos.

Também podem ser prescritos fármacos como buspirona e antidepressivos.

Transtorno de ansiedade generalizada: o uso de CBD como tratamento alternativo

transtorno de ansiedade generalizada uso de cbd como tratamento alternativoivo

Os remédios normalmente indicados para tratar da ansiedade são eficazes, mas têm um problema: podem causar dependência.

Nesse aspecto, uma das alternativas para pessoas que sofrem de TAG é o canabidiol (CBD).

Ele é uma das substâncias extraídas das plantas do gênero Cannabis

Vamos conhecê-lo melhor?

O que é CBD?

Mais conhecido pelo acrônimo CBD, o canabidiol é um dos mais de 100 canabinoides extraídos das plantas pertencentes ao gênero cannabaceae.

Mas por que essa substância vem ganhando tanto destaque na mídia e entre os médicos em geral?

Na verdade, a popularidade do CBD antecede qualquer ideia que tenhamos sobre a Cannabis.

Afinal, as plantas do gênero são usadas há milhares de anos como matéria-prima para a produção de remédios e até de alimentos.

Portanto, não é de hoje que o homem conhece as suas propriedades medicinais. 

Ainda assim, o canabidiol só veio a despontar como uma substância de elevado valor terapêutico depois da descoberta do sistema endocanabinoide pela equipe do prof Dr.

Raphael Mechoulam.

E se você não o conhece, vale a pena saber um pouco mais a respeito do trabalho desse grande pesquisador e o que ele pensa sobre os atuais estudos acerca do CBD.

Para que serve o CBD?

Apesar do uso medicinal merecer mais destaque, o CBD pode ser utilizado também para diversas outras finalidades.

Na indústria alimentícia, por exemplo, ele pode entrar na composição de uma série de produtos comestíveis fabricados a partir das fibras da Cannabis.

Biscoitos, balas e até chocolates são algumas das delícias em que essa poderosa substância pode estar presente.

No entanto, é pelo uso medicinal que ela ganhou mais notoriedade.

Nesse quesito, o canabidiol é hoje um dos substratos mais versáteis que se conhece, uma vez que ele pode ser indicado para o tratamento da ansiedade ou para o da fibromialgia com a mesma segurança.

Ou seja, raros são os compostos naturais com tantas propriedades terapêuticas e curativas.

De qualquer forma, ainda são necessários mais estudos conclusivos para que enfim se possa afirmar com precisão como o CBD pode ser usado e que efeitos esperar dele.

Confira a lista de doenças que podem ser tratadas com canabidiol.

Como o CBD pode auxiliar no tratamento do transtorno de ansiedade generalizada?

Entre as muitas propriedades do CBD, a ciência já identificou que ele pode ser um ansiolítico dos mais eficazes.

Veremos mais adiante alguns estudos que apontam para a sua capacidade de reduzir os sintomas da ansiedade em suas várias manifestações.

De um modo geral, o canabidiol age no tratamento de um amplo espectro de doenças graças à sua interação com os dois receptores do nosso sistema nervoso chamados CB1 e CB2 que, por sua vez, são os responsáveis pelo funcionamento do sistema endocanabinoide, presente em todos os seres humanos e maioria dos animais.

Segundo Raphael Mechoulam, o papel básico desse sistema é regular a homeostase, ou seja, manter o equilíbrio das funções orgânicas.

Os endocanabinoides e os canabinoides exógenos, como o CBD, atuam como uma espécie de regulador, ora suprimindo, ora estimulando determinadas reações.

No caso da ansiedade, ele age intervindo na bioquímica envolvida nos padrões de comportamento nesse tipo de transtorno, aliviando os seus sintomas ou neutralizando-os completamente.

Quais são as vantagens do tratamento de transtorno de ansiedade com CBD?

Não ter tantos estudos conclusivos para comprovação da sua eficácia não significa que o canabidiol não tenha vantagens enquanto recurso terapêutico.

Pelo contrário: não só as pesquisas como os inúmeros casos de sucesso de pacientes que se curaram ou entraram em remissão de suas doenças com CBD provam que ele é eficaz.

Um deles é o do produtor de jogos de videogame Herik Campos.

Depois de um ano sem dormir bem, ele encontrou no canabidiol a chance de ter noites de sono tranquilas.

A insônia era apenas um dos sintomas da ansiedade, que o levou a ter ataques de pânico, nos quais chegava a perder a capacidade de respirar e a ter a sensação de que desmaiaria.

Nesse caso, a solução veio depois de administrar doses de Cannabis medicinal full spectrum com alto teor de CBD, ingerido na forma óleo e líquido para vaporização.

Assim como Herik, diversos pacientes vêm aproveitando os benefícios do tratamento com canabidiol, com destaque para a rápida assimilação pelo organismo e os raros efeitos adversos.

Estudos que comprovam a eficácia do CBD no tratamento de transtorno de ansiedade generalizada

Nunca é demais relembrar que a ciência ainda não chegou a um veredito sobre a eficácia do CBD no tratamento da ansiedade generalizada.

Contudo, já existem estudos que, se não são definitivos, trazem evidências bastante sólidas que sugerem o potencial terapêutico do canabidiol.

Um deles, realizado por pesquisadores da Universidade de Nova Iorque, traz revelações animadoras e que apontam para a eficácia do CBD para tratar da ansiedade.

Eles chegaram à seguinte conclusão:

“Provas pré-clínicas mostram que o CBD é efetivo para atenuar os comportamentos de ansiedade em diversos tipos de transtornos (…), reduzindo de forma notável os seus sintomas.”

No Brasil, outro estudo também levou a público evidências animadoras sobre a eficácia do canabidiol no tratamento da ansiedade, bem como de outros distúrbios comportamentais.

Segundo os pesquisadores, após analisar os resultados dos testes, é possível apoiar o uso do CBD como um medicamento ansiolítico.

No estudo, foram realizados testes em voluntários saudáveis, pacientes com transtornos de ansiedade e animais de laboratório.​

Eles concluem, ainda, que o CBD é seguro por não apresentar efeitos psicoativos, não afetando a cognição.

Quais são os efeitos colaterais no organismo devido ao uso do CBD?

transtorno de ansiedade generalizada quais sao os efeitos colaterais no organismo decido ao uso

Pelos estudos citados no tópico anterior, vimos que um dos pontos positivos no tratamento à base de canabidiol é o baixo risco de efeitos colaterais.

Ainda assim, ele não deve ser excluído por completo já que, como toda medicação, sempre há alguma chance de causar reações inesperadas.

A propósito, da mesma forma que há estudos que sugerem a eficácia do CBD, há os que se dedicam a descobrir os seus efeitos adversos.

Um deles, realizado por um grupo de pesquisadores italianos e norte-americanos, procurou identificar essas reações e a potencial toxicidade do canabidiol.

Vale atentar para a conclusão do estudo, em que os integrantes dizem que:

“(…) os possíveis fatores que contribuem para os efeitos adversos do CBD são a sua potência, a via de administração (vaporizada, transdérmica, oral), o uso concomitante de drogas lícitas e ilícitas e as interações medicamentosas.”

Observe, então, que o uso do canabidiol, sozinho, não costuma oferecer riscos.

Assim, efeitos adversos podem aparecer quando há outras substâncias interagindo.

Como conseguir prescrição médica para comprar medicamentos à base de CBD?

Embora a Anvisa já autorize a venda de CBD e sua importação há algum tempo, a verdade é que são raríssimos os médicos que prescrevem (menos de 1% dos mais de 500 mil)  e uma parcela expressiva de profissionais ainda resiste à ideia de indicar o composto, ao contrário de países desenvolvidos, como Estados Unidos, onde 70% dos médicos apoiam a Cannabis medicinal.

Não deixa de ser um quadro surpreendente, afinal, o que mais existe são casos de tratamentos bem-sucedidos e estudos que sugerem a eficácia do canabidiol.

Dessa forma, o portal Cannabis & Saúde procura fazer a sua parte até que a comunidade médica esteja plenamente esclarecida sobre os benefícios da Cannabis medicinal.

Em nosso site, você encontra uma seleção de profissionais prescritores de CBD com a opção de agendamento.

Acesse a nossa lista de médicos credenciados, busque pelo especialista mais próximo ou, se preferir, agende sua consulta a distância.

Conclusão

A ansiedade é um dos transtornos de comportamento mais recorrentes entre os brasileiros.

Não por acaso, temos um dos mais altos índices mundiais em números de ocorrências dessa enfermidade.

Um dos problemas ao tratá-la com medicamentos tradicionais é o alto risco de o paciente tornar-se dependente deles.

Nesse aspecto, o CBD pode ser uma alternativa viável justamente por não induzir o indivíduo a desenvolver a dependência química.

Aliás, o canabidiol serve até para combater a adicção, seja em medicamentos ou até pela própria maconha consumida de forma adulta.

Seja como for, antes de tratar da ansiedade generalizada com CBD, é indispensável o suporte de um médico, até porque não é possível comprá-lo sem receita.

Mantenha-se sempre a par das últimas novidades a respeito da Cannabis medicinal aqui, no portal Cannabis & Saúde, sua fonte de informação confiável sobre medicina canabinoide.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email