Lançado 1º portal brasileiro para empregos no setor de Cannabis

“Cannabis Empregos” é gratuito e já possui vagas em áreas como TI, marketing, designer e tradutor; saiba como se candidatar
cannabis empregos

O plantio de Cannabis ainda é proibido no Brasil, mas isso não impede que o setor já esteja aquecido e crescendo. Prova disso é que já são dezenas de empresas voltadas ao desenvolvimento científico e aos mercados, tanto medicinal e industrial, como adulto. E praticamente profissionais de todas as áreas podem trabalhar nesse novo segmento: médicos, farmacêuticos, advogados, engenheiros, biólogos, jornalistas, entre tantos.

Para se ter noção do tamanho desse mercado, em janeiro de 2021, foram calculados 321 mil empregos relacionados à maconha nos Estados Unidos. No ano passado, o mercado mundial da Cannabis legal chegou a US$ 21,3 bilhões, um aumento de 48% em relação ao ano anterior.

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

Com tantas possibilidades, seria interessante que as vagas para esse setor estivessem todas num lugar só. E foi essa a ideia de um profissional do Marketing de São Paulo: ele criou o “Cannabis Empregos”, o primeiro portal brasileiro voltado a oportunidades na área. Em poucos dias no ar, o serviço já conta com sete vagas em diferentes áreas.

“O serviço é gratuito, tanto para profissionais, como para as empresa, que começam com 5 vagas gratuitas. Depois disso, tem planos pagos, mas o que eu tenho falado para as empresas é que, nesse primeiro momento, eu quero colaborar com o mercado. Impulsionar. E, tanto as empresas, como os usuários se cadastram muito rápido, em 2 minutos. As empresas podem fazer todo o processo seletivo pela plataforma, customizando com testes, por exemplo, upload de arquivos como currículo ou uma redação”, explicou ao portal Cannabis & Saúde o responsável pela iniciativa, Danilo Lang.

Danilo é formado em Marketing, com pós em Gestão de Negócios. Há 8 anos estuda o mercado da maconha no Brasil e atualmente é coordenador de projetos da Kaya Mind, uma startup de inteligência de mercado voltada para esse segmento. A própria Kaya Mind está com quatro vagas abertas na plataforma, para tradutor, designer, pesquisa de mercado e analista de dados. 

Também há vagas nas empresas OnixCann (analista de suporte e integração de sistemas), na Favo Tecnologia (desenvolvedor e marketing) e na Indeøv (estágio comercial e consultor de acesso médico). Através de uma parceria com a plataforma, o portal Cannabis & Saúde passará a divulgar as novas vagas!

Mas além das vagas, pessoas interessadas em trabalhar no setor também podem se candidatar. No momento, são 90 profissionais cadastrados na plataforma, das mais diferentes categorias.

“A grande maioria são profissionais que estão migrando de um mercado, digamos, tradicional, para o da Cannabis. Por ene motivos, porque enxergam potencial no setor, porque está mais alinhado com seu propósito de vida. Quanto mais profissionais fizerem essa transição, mais os jovens e os profissionais que já estão no mercado vão pensar: ‘por que não’?. Muitos profissionais querem trabalhar com Cannabis, mas não conseguem se posicionar “, explica Danilo.

O empresário também destaca a responsabilidade social que norteia empresas de Cannabis, já que a guerra às drogas afeta praticamente uma única população: os negros e pobres moradores de comunidades. Nos países legalizados, é comum que empresas desse setor deem prioridade, por exemplo, a mães solteiras e famílias vítimas da violência do estado.

“É papel, não só das empresas, mas nós como cidadãos buscarmos alternativas para essa população, que é negada, mas que é a maioria no Brasil. E podemos ver com exemplos tão bons de outros países e outros setores que incluem as pessoas menos favorecidas. O Brasil tem uma característica extremamente empreendedora, e eu fico fascinado só de pensar no empreendedorismo que pode vir das comunidades!”.

Conheça o portal Cannabis Empregos aqui.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email