CBD para asma: como o canabidiol auxilia no tratamento desta doença

Pesquisa com quase 500 pacientes aponta redução de dores e inquietação, e melhora no sono com o uso de Cannabis
cbd para asma paciente mulher

Você sabia que é possível utilizar o CBD para o tratamento de asma?

Alguns pacientes já têm experimentado alguns benefícios em utilizar o CBD para asma, inclusive melhorando a sua qualidade de vida através de um tratamento legal e seguro.

Existem alguns estudos que apontam estes benefícios de maneira consistente, desde que o CBD seja utilizado como a matéria prima para um tratamento complementar para a asma, não substituindo os convencionais.

Entre os fatores que levam a essas conclusões, estão o fato do canabidiol ser reconhecidamente um ativo que auxilia os pacientes no relaxamento muscular, no alívio da dor e nas inflamações.

Nesse sentido, um asmático pode ter a inflamação dos brônquios diminuída, fazendo com que os sintomas da asma sejam melhor administrados. Com isso, mais e mais pessoas vêm optando por esse tratamento, que vem sendo alvo de pesquisas ao redor do mundo. 

Por isso, a tendência é que nos próximos anos e nas próximas décadas, encontremos evidências sobre o uso do CBD para a asma e que demonstrem seus problemas e contraindicações.

Ao longo deste texto, você vai descobrir como o CBD pode ser útil no tratamento contra a asma. Além disso, vai entender como essa doença funciona, quais são os seus principais sintomas e quais são os seus tratamentos hoje em dia.

O que é a asma?

cbd para asma
CBD para asma: o que é a asma?

Também chamada de bronquite asmática ou bronquite alérgica, a asma é uma doença que atinge os pulmões. Ela traz uma inflamação crônica dos brônquios, os tubos que levam ar para os pulmões.

Trata-se de uma doença que, ao longo das últimas décadas, tornou-se mais conhecida pela comunidade médica. Isso porque, até então, era pouco o que se sabia a respeito dela. isto é, hoje em dia, conhecemos melhor o que causa a asma, quais mecanismos têm envolvimento com ela, vêm surgindo mais medicamentos, assim como tratamentos contra ela.

Isso não quer dizer, no entanto, que a doença foi superada. Apesar das boas notícias que mencionamos, ainda é uma doença que, caso seja ignorada, pode causar uma série de danos à pessoa, inclusive levar à morte.

Vale destacar, além disso, que a asma é uma doença que costuma aparecer ainda na infância. De acordo com estudos epidemiológicos, mais de 20 milhões de pessoas, entre crianças e adultos, possuem a doença no Brasil. E 5% desse total sofre do modo mais severo da asma.

O que causa a asma?

Ainda hoje em dia, não se sabe, de fato, o que causa a asma. No entanto, especialistas confirmam que há a contribuição de fatores genéticos, assim como histórico familiar e até mesmo ambientais.

Isto é, há pessoas que já nascem com uma predisposição a tê-la. De todo modo, sabe-se que uma série de fatores podem desencadear uma crise de asma.

A alergia, por exemplo, é um dos principais inimigos de quem tem a doença. Uma pessoa com asma não pode ver poeira, ácaro, mofo e pólen, fezes de barata ou pêlos de animais à sua frente.

Do mesmo modo, infecções como gripes e resfriados, além de sinusites, podem provocar uma crise.

O mesmo ocorre, além disso, com mudanças de tempo e fumaça, poluição e cheiros fortes, esforço físico e questões emocionais, bem como exposição ao ar frio, medicamentos, alguns alimentos, hormônios e refluxo gastro-esofágico.

Tudo isso, então, surge em decorrência da inflamação e do excesso de produção de muco nas vias que levam ar para os pulmões.

Quais os sintomas da asma?

cbd para asma paciente idosa
CBD para asma: quais os sintomas da asma?

Os sintomas da asma costumam variar bastante ao longo do tempo. De todo modo, no entanto, há momentos em que eles desaparecem sozinhos… Mas a asma continua ali.

Quando uma pessoa sofre uma crise de asma, há um processo ocorrendo em todo o seu organismo. Ou seja, a crise não afeta apenas as vias aéreas inferiores, aquelas que aumentam a produção de secreções e atrapalham a passagem de ar.

Uma pessoa com asma costuma ter tosses frequentes, longas e, em geral, durante a noite. Nem sempre, no entanto, a tosse é acompanhada de catarro.

Do mesmo modo, é comum haver sintomas como chiado e cansaço, além de opressão no peito, que causa dificuldade para respirar. Esses sintomas, aliás, podem aparecer tanto em conjunto quanto sozinhos.

Quem não recebeu um diagnóstico deve estar atento a eventuais faltas de ar durante a prática de exercícios físicos ou tosse crônica. Afinal, esses são, certamente, os principais sintomas dessa doença.

A asma tem cura?

cbd para asma esportista
CBD para asma: a asma tem cura?

Infelizmente, a asma é uma doença que não possui cara. Isso não quer dizer, no entanto, que as pessoas asmáticas estão condenadas a sofrer pelo resto da vida.

Embora a doença não tenha cura, ela tem controle. Diversos tratamentos são capazes de trazer uma melhora na qualidade de vida dos pacientes, desinflamando os brônquios e atenuando as crises.

Há, inclusive, algumas ações que não podem deixar de ser feitas nas casas e demais ambientes que recebem pessoas com asma. 

A principal delas, é a limpeza contínua e eficaz dos cômodos; afinal, a poeira e a sujeira, em geral, são inimigos de uma pessoa que tem asma.

Por isso, é preciso estar muito atento às almofadas e travesseiros, cortinas, carpetes e tapetes, além de outros objetos que podem acumular poeira. Limpeza diária, portanto!

Tratamentos que visam aliviar os sintomas da asma

Pode-se dizer que, antes de qualquer tratamento, é importante que a pessoa com asma trabalhe na prevenção. Ou seja, ela deve agir para evitar fatores que podem causar crises.

Isso consiste, então, basicamente na limpeza que falamos agora há pouco. No entanto, há tratamentos que podem ajudar a atenuar crises.

Hoje em dia, é possível encontrar medicamentos que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida do paciente, como é o caso dos corticóides.

Também há agonistas dos receptores adrenérgicos, medicamentos anticolinérgicos, epinefrina, antagonistas dos receptores de leucotrieno e estabilizadores de mastócitos.

Há três tipos de medicação, a controladora, a de manutenção e a de alívio ou de resgate. Como o próprio nome já diz, a controla busca controlar crises, reduzindo a inflamação dos brônquios e agindo contra a perda futura de capacidade respiratória.

Já a de manutenção é útil para prevenir o aparecimento de sintomas, evitando crises de asma. 

Vale lembrar ainda que o uso correto da medicação controladora, na maioria das vezes, reduz a necessidade da medicação de alívio.

Tratamento com canabidiol (CBD) para asma

cbd para asma grupo
Tratamento com canabidiol (CBD) para asma.

CBD – ou canabidiol – é uma substância canabinoide que se encontra na planta cannabis. Útil no tratamento de uma série de doenças, ela é uma aliada importante no tratamento contra a asma.

A seguir, você vai entender como isso ocorre. Vamos lhe mostrar quais são os benefícios do uso do canabidiol, assim como a sua ação como anti inflamatório, como relaxante muscular, no combate à dor e quais são as preocupações em torno de seu uso.

Uma das resoluções que permitem a utilização do CBD para tratamentos com fins medicinais é a RDC 660, que fala sobre a legalização do tratamento de produtos à base de Cannabis no Brasil.

Esta regulamentação permitiu que pacientes possam ter acesso a medicamentos à base de CBD no Brasil ou por meio de importações. Para isso, é necessário que haja a prescrição por um profissional habilitado, que determinará o produto, a dosagem e qual modo de aplicação deve ser utilizado.

Benefícios da cannabis em pacientes com asma

A cannabis medicinal pode ser usada para atenuar os efeitos da asma, sobretudo, em pacientes que têm uma condição mais grave da doença. 

Mas os benefícios que o CBD oferecem para quem tem asma, são importantes mesmo com quem não apresenta a forma mais grave da doença. 

Como a asma é uma doença que não tem cura, tudo que a ciência busca se refere à melhoria da qualidade de vida do paciente. 

Ou seja, busca-se a não ocorrência de crises ou, se houver, se sejam o mais leve possível, sem que o paciente sofra tanto com sintomas como tosse, chiado e cansaço, opressão no peito e falta de ar.

É exatamente isso, que a cannabis tem a oferecer a uma pessoa asmática. 

Com o uso correto do CBD, um paciente com asma pode ter um dia a dia mais agradável e não sofrer com as crises que a asma pode causar.

Entre os estudos mais importantes sobre o uso de CBD para asma, há um estudo brasileiro de 2019 publicado no European Journal of Pharmacology que aponta sobre a relação entre o consumo do canabidiol para promover a redução da inflamação dos brônquios.

Além disso, o mesmo estudo aponta sobre uma melhora na função pulmonar dos animais testados e que possuíam asma alérgica experimental.

Nesse sentido, os autores apontam ainda que o canabidiol, por meio dos receptores do sistema endocanabinoide (CB1 e CB2) agiram de forma a induzir a diminuição da hiperresponsividade das vias aéreas.

Uma pesquisa da Universidade de Ciências Médicas de Teerã, de 2018, por sua vez, revelou que o sistema endocanabinoide desempenha um importante papel na melhora de infecções respiratórias virais, como a asma. Isso por meio de receptores que estão presentes no organismo que se dirigem às substâncias presentes na cannabis.

Ação do CBD como anti inflamatório

O que explica a qualidade de vida que o CBD oferece a um paciente com asma é o efeito antiinflamatório. E é sobre ele que falamos neste momento.

Por meio do sistema endocanabinoide, ocorre a ação da cannabis medicinal no organismo de uma pessoa. Esse efeito está presente em todo o corpo, incluindo em nossas vias aéreas e em nossos pulmões.

A cannabis, então, conta com um efeito anti inflamatório, muito bem-vindo para quem tem asma. Afinal, é a inflamação dos brônquios que causa o estreitamento do canal e os sintomas da doença.

As universidades de Córdoba, na Argentina, e de Dundee, no Reino Unido, atestaram o poder anti-inflamatório e antioxidante na pele. O estudo revelou que o CBD induz a criação de uma enzima com essas propriedades nas principais células da camada superior da pele. 

O uso da cannabis, então, pode trazer melhora ao bem estar do paciente, tendo em vista que pode reduzir a inflamação das vias aéreas inferiores.

cbd para asma bombinha
CBD para asma: tratamento.

Ação do CBD como relaxante muscular

Outra vantagem que o tratamento contra a asma com o CDB oferece é o alívio dos espasmos musculares. Em geral, o canabidiol reduz ou até mesmo elimina esse problema.

Esses espasmos ocorrem nos músculos pulmonares e atrapalham a pessoa a respirar. O nível do incômodo pode variar de pessoa para pessoa, como também de crise para crise, desde espasmos mais medianos a espasmos mais intensos.

O CBD, então, oferece um efeito relaxante que atenua as crises de asma. Desse modo, tem-se uma melhora na respiração, já que os músculos pulmonares vão estar relaxados, permitindo que as vias aéreas entreguem oxigênio aos pulmões da melhor forma.

Um artigo de 2018, chamado “ Why athletes are ditching ibuprofen for CBD” – ou “Por que os atletas estão trocando o anti-inflamatório ibuprofeno pelo CBD”, em português – traz experiências de ciclistas e triatletas que usaram o CBD para tratar dores musculares.

Ação do CBD no combate à dor

Não bastassem o efeito anti inflamatório e o efeito relaxante muscular, o uso do CBD no tratamento contra a asma também alivia a dor. Quem sofre com a doença sabe que, em alguns momentos, ela incomoda bastante.

As dores não são os principais sintomas da asma. No entanto, não é incomum que alguém que sofra com a doença relata senti-las durante as crises, muitas vezes de modo muito incômodo, em decorrência da dificuldade para respirar.

Os canabinoides, então, podem diminuir em até 30% as escalas de dor crônica. Os principais estudos se debruçam em dores neuropáticas crônicas de qualquer etiologia, fibromialgia, dor em esclerose múltipla, em lesão medular e dor oncológica.

Preocupações e efeitos colaterais do uso do CBD para asma

O tratamento com CBD para a asma sempre, em qualquer situação, deve ocorrer apenas após a consulta com um médico. Trata-se de uma terapia auxiliar, que pode ser recomendada por um profissional da medicina e requer acompanhamento.

Lembre-se de que apenas um médico seria capaz de definir uma dosagem ideal para você. Além disso, ao monitorar a sua adaptação ao uso do canabidiol, vai poder identificar os sinais de melhora da sua qualidade de vida.

Saiba que, em geral, os usuários do CDB relatam não ter quaisquer efeitos colaterais ou mínimos. O ideal, do mesmo modo, é que essa terapia acompanhe outras atitudes no dia a dia, como mudanças na dieta e no estilo de vida em geral.

Qual a dosagem do medicamento à base de CBD para asma?

cbd para asma paciente homem
CBD para asma: dosagem.

De acordo com a Lei – RDC 660, o uso de Cannabis Medicinal deve seguir alguns parâmetros como a necessidade de prescrição médica, por profissional legalmente habilitado para esta função.

Além disso, uma série de fatores influenciam na quantidade de CBD a ser ingerida. 

Entre estes fatores, destaca-se o estado de saúde e o metabolismo do paciente, se ele possui algum problema de pressão arterial, o seu peso, a sua sensibilidade à cannabis, além da gravidade da situação.

Em geral, recomenda-se o escalonamento de doses diárias, em busca de alcançar os resultados desejados. Isto é, o ideal é que o paciente comece com dosagens menores e aumente de forma gradual, até atingir o conforto que espera.

Durante esse processo, aliás, é importante que o paciente preste bastante atenção em seu corpo e anote tudo o que ocorrer. Caso de algum efeito colateral ou de melhorias sentidas ao longo do dia a dia.

É importante lembrar, do mesmo modo, que o surgimento de algum efeito negativo sugere que é necessário reduzir a dose. A dose ideal, então, é aquela que deixa o paciente confortável.

Como buscar tratamento com medicamento à base de CBD para asma?

cbd para asma bombinhas
CBD para asma.

Você sabia que, ao contrário do que muitos pensam, o procedimento de compra de produtos canabinoides hoje no Brasil é bem simples? 

Após a consulta médica e com a prescrição em mãos, você já pode comprar seus produtos canabinoides legalmente e iniciar seu tratamento.

Entretanto, de acordo com a Anvisa, apenas 0,4% dos médicos no Brasil prescrevem Cannabis. Estima-se que a falta de conhecimento sobre o sistema endocanabinoide e estudos relacionados ao uso medicinal da Cannabis seja a principal razão para isso. 

Por isso, se você deseja iniciar um tratamento com CBD contra a asma, o primeiro passo a dar é procurar um profissional de saúde habilitado e com experiência em tratamento canabinoide. Esta é uma opção legal e segura!

Se você está procurando tratamento à base de CBD para asma, nós da Cannabis & Saúde podemos te ajudar.

Conectamos médicos prescritores e com experiência em tratamento canabinoide a pacientes de todo o Brasil. 

Nossa plataforma é completa e você pode buscar médicos por nome, especialidade, cidade, patologia, preço de consulta e até atendimento por planos de saúde.

As consultas podem ser feitas de forma presencial ou por telemedicina, a depender da escolha do paciente.

Clique aqui e agende já uma consulta!

Conclusão

Quem tem asma sabe o quanto é difícil lidar com as suas crises. Muitas vezes, ao chegar na casa de alguém, a simples presença de um bicho, como um gato, que solta pêlos, pode provocar uma crise insuportável.

O que dizer, então, das faxinas? A poeira no ar causa uma série de desconfortos, como espirros sucessivos e tosse. Mas não tem como ficar sem limpar a casa, não é mesmo? 

O mesmo ocorre, aliás, quando se está em uma sala de aula com quadro negro, em que se usa giz…

Ou seja, são muitas as situações que podem provocar crises de asma. Em casa, no trabalho, na faculdade ou na rua, todo cuidado é pouco para evitar esse problema.

No entanto, é de vital importância contar com tratamentos que auxiliem no controle dessa doença, que não tem cura. Entre eles, como você já sabe, o uso do CBD vem se mostrando uma terapia promissora e com bons resultados em seus adeptos.

São muitos os benefícios, como falamos ao longo deste texto. O CBD atua como antiinflamatório, relaxante muscular e até mesmo no combate à dor. Desde que o uso seja consciente, com o acompanhamento de um médico, trata-se de uma opção muito saudável para quem busca uma melhora em sua qualidade de vida.

Desse modo, procure o seu médico e converse com ele. Sem dúvida alguma, vocês vão encontrar uma dosagem ideal para o seu dia a dia e, em pouco tempo, certamente os bons resultados vão surgir!

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email