A Cannabis medicinal no Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer

Cannabis câncer

Ação realizada neste dia 4 de agosto busca conscientizar a população sobre a importância da prevenção. Saiba como a Cannabis pode te ajudar nesse objetivo

canhamo industrial brasil onde encontrar medico para prescricao

Agende uma consulta com médicos especialistas em Cannabis Medicinal.

O sistema de agendamento de consultas foi criado com o apoio de um conselho altamente qualificado para conectar você à profissionais sérios e habilitados para lidar com as mais diversas patologias nas quais o tratamento com CBD é recomendado

Estima-se que cerca de 600 mil pessoas vão terminar o ano de 2021 com a notícia de que está com câncer. Terceira doença que mais mata no Brasil atualmente, atrás apenas da Covid-19 e problemas no sistema circulatório, a maioria dos casos de Câncer pode ser evitado adotando algumas medidas de prevenção.

Para reforçar a importância de evitar hábitos que favoreçam o surgimento da doença, neste dia 4 de agosto é realizado o Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer. Seu objetivo é instruir a população a evitar fatores de risco e a adoção de um modo de vida saudável, além de estimular a realização de exames que diagnosticam doenças pré-malignas, como, por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV, e cânceres assintomáticos em estágios iniciais.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) recomenda 12 ações que reduzem a possibilidade de desenvolver a doença.

Como se prevenir do câncer

Não fume!

Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 7.000 compostos e substâncias químicas que são inaladas por fumantes e não fumantes. A longo prazo, a inalação constante aumenta consideravelmente a ocorrência de tumores malignos.

Coma vegetais

Prefira alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, aos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer, bebidas adoçadas, entre outros. A alimentação deve ser saborosa, respeitar a cultura local, proporcionar prazer e incluir alimentos regionais.

Mantenha o peso corporal adequado

Existem alguns tumores que apresentam um risco relativo maior de surgirem em pacientes obesos quando comparamos com pacientes com índice de massa corporal (IMC) normal. Os principais são os tumores de mama nas mulheres e os colorretais nos homens, mas também temos tumores de endométrio, vesícula biliar, rim, fígado, esôfago, ovário, pâncreas e próstata.

Pratique atividades físicas

A OMS recomenda agora que adultos façam atividade física moderada de 150 a 300 minutos ou de 75 a 150 minutos de atividade física intensa, quando não houver contraindicação, todas as semanas.

Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim ou buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica, musculação, entre outras. Experimentar e  achar aquela modalidade que você gosta é importante para começar e/ ou aumentar a realização de atividade física.

Amamente

O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil.

Faça exames de rotina

Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos. As alterações das células do colo do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolaou), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica deste exame. Tão importante quanto fazer o exame é saber o resultado, seguir as orientações médicas e o tratamento indicado.

Homens com mais de 50 anos ou, em caso de histórico familiar, 40 anos, devem realizar o exame de toque para a prevenção do câncer de próstata anualmente. Diversos exames conseguem detectar o câncer em estágios iniciais, por isso é importante visitar regularmente seu médico.

Vacine contra o HPV

A vacinação contra o HPV, em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, disponível no SUS, e o exame preventivo (Papanicolaou) se complementam como ações de prevenção do câncer do colo do útero. Mesmo as mulheres vacinadas, quando chegarem aos 25 anos, deverão fazer um exame preventivo a cada três anos, pois a vacina não protege contra todos os subtipos do HPV.

Vacine contra a hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção pelo vírus causador da hepatite B e a vacina é um importante meio de prevenção deste câncer. O Ministério da Saúde disponibiliza nos postos de saúde do País a vacina contra esse vírus para pessoas de todas as idades.

Evite a ingestão de bebidas alcoólicas

Seu consumo, em qualquer quantidade ou tipo, contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade do surgimento da doença.

Evite comer carne processada

Carnes processadas, como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame e mortadela, podem aumentar a chance de desenvolver câncer. Os conservantes (como os nitritos e nitratos) podem provocar o surgimento de câncer de intestino (cólon e reto) e o sal provocar o de estômago.

Não se exponha tanto ao Sol

Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios. Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, use chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

Evite exposição a agentes cancerígenos no trabalho

Agentes químicos, físicos e biológicos ou suas combinações são causas bem conhecidas de câncer relacionado ao trabalho, e evitar ou diminuir a exposição a estes agentes seria o ideal e desejável. Mas para que isto ocorra de maneira satisfatória, é necessário o comprometimento de todos os envolvidos nos diversos processos de trabalho, visando a elaboração de planos para evitar o adoecimento dos trabalhadores. Também é fundamental a implementação de leis que obriguem e fiscalizem a substituição dos agentes causadores de câncer no trabalho por outros mais saudáveis.

Como a Cannabis medicinal pode ajudar no combate ao  câncer

Entre as principais indicações da Cannabis medicinal, está a regulação do sono, apetite e humor. Ou seja, mesmo que não ajude diretamente a prevenir ou combater o surgimento de células cancerígenas, os fitocanabinoides podem te ajudar a preservar uma rotina saudável e, assim, seguir as recomendações de prevenção ao câncer.

Uma noite de sono reparadora possibilita, por exemplo, ter energia para praticar as fundamentais atividades físicas no dia seguinte, assim como ao controlar crises de depressão ou ansiedade. Em casos de pessoas que sofrem com a falta de apetite, medicamentos com THC podem dar uma ajuda. São requisitos fundamentais para manter o organismo saudável e prevenir, não só do câncer, mas diversas outras doenças crônicas.

Cannabis combate o câncer?

Embora ainda não seja 100% confirmado pelas ciências médicas, são crescentes as evidências de que a Cannabis possui propriedades antitumorais. Altas doses de THC atuam junto ao sistema endocanabinoide na regulação de um processo celular chamado apoptose – uma espécie de morte programada das células.

Nosso organismo, diante de alguma anormalidade, libera enzimas que matam a célula problemática. O mal funcionamento desse mecanismo faz com que células doentes, como as que crescem demais e viram tumores, não sejam eliminadas. Fitocanabinoides, principalmente o THC, fazem com que a apoptose volte a funcionar corretamente.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email