Rede de usuários de Cannabis ‘Who is Happy’ chega ao Brasil e visa pacientes

who is happy2
Aplicativo fundado por paulistano que trata epilepsia com Cannabis faz sucesso na Europa e América do Norte: empreendedor busca agora conectar pacientes brasileiros

“Quem está feliz?”. Com essa pergunta em mente, o empreendedor brasileiro João Paulo Costa, de 36 anos, criou uma rede social para conectar usuários de Cannabis pelo mundo, que se chama justamente “Who is Happy”. Lá atrás, em 2014, o projeto não chamou atenção de investidores no Brasil. João então se mudou para Europa e depois para o Canadá, onde lançou o aplicativo que fez considerável sucesso: são mais de 400 mil downloads. Seis anos depois, ele está de volta ao Brasil para finalmente lançar o Who is Happy na terra natal e em português, mas agora buscando conectar também os pacientes.

O lançamento do Who Is Happy no Brasil acontece nesta segunda-feira (29).

30 patologias

Ebook: "30 patologias que podem ser tratadas com o canabidiol"

Conheça o CBD e todo seu potencial para o tratamento de 30 doenças e transtornos.

João iniciou a vida empreendedora no ramo da Cannabis após descobrir as propriedades terapêuticas da planta no tratamento da sua epilepsia. Ele conta que, no pior momento das crises, chegou a ficar internado por semanas, sem acesso à luz e som para não desencadear novas convulsões.

“Eu tomava medicações pesadas, não podia tomar coca-cola, café, cerveja. Minha vida era limitada, eu ficava só lendo e escrevendo e esse foi um período bem tenso”, lembra.

Após iniciar uso da Cannabis, João diminuiu até cessar as crises. Ele segue usando a planta junto com medicação tradicional. Mas decidiu entrar de vez para o empreendedorismo canábico. A ideia surgiu quando ele se mudou para Londres e buscava se integrar à comunidade local

“Eu já estudei e trabalhei com mobilidade, então pensei ‘vou criar um app para unir consumidores de Cannabis’. Foquei, comecei a desenvolver o app e, naquele momento eu ligava no Brasil para dar a ideia e achavam que eu seria preso. Já os gringos ficaram eufóricos”.

Empresário João Costa apresenta o Who Is Happy no Shark Tank Brasil

O projeto recebeu um investimento de 20 mil dólares da aceleradora de startups de Cannabis norte americana Canopy Bolder. Ele se mudou para o Canadá justamente no momento em que o mercado de maconha legal explodiu no país.

“O objetivo do Who is Happy é criar uma plataforma criptografada para usuários conversarem entre si de maneira segura. Eles também podem postar conteúdo, encontrar grow shops, eventos, produtos e todo um universo do lifestyle canábico”, explica.

Segundo João Costa, 40% da base vem de EUA e Canadá, outros 40% da América Latina e 20% da Europa. E depois dessa volta ao mundo ocidental, o paulistano finalmente retorna ao país para lançar aqui o Who is Happy aqui. Porém, no Brasil, João tem o objetivo também de conectar quem faz uso medicinal da planta.

“Eu tenho vontade de me envolver com os pacientes, conhecer o trabalho das ONGs também que é muito bonito”, explica.

Por isso, ele fechou uma parceria com a associação de pacientes Santa Cannabis, de Florianópolis. A ONG será a primeira entidade de pacientes dentro da rede social.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email