Ministro da Saúde cogita disponibilizar canabidiol no SUS

Agência Brasil. Ministro da Saúde, Henrique Mandeta

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, cogitou disponibilizar no SUS (Sistema Único de Saúde) uma série de remédios com canabidiol. Porém, ainda não há data ou projeto concreto para que isso aconteça.

“Acho que se encaixa no SUS. Temos usuários que precisam do canabidiol e temos feito há muito tempo essa discussão. Temos crianças em crise convulsiva reentrante”, disse Mandetta ao jornal.

Importação de remédios

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permite desde 2015 a importação de remédios à base de Cannabis no Brasil. Em 2019, o órgão emitiu regulamentação também para a venda local desse tipo de produto.

“Vamos ver qual escopo a Anvisa dá”, disse Mandetta. Para ele, seria importante limitar o medicamento no SUS a quem esteja “dentro do que tem demonstração técnico-científica”.

Desde 2015, menos de 8 mil pessoas obtiveram aval para importação de remédios à base de cannabis. Um dos motivos para isso é o preço – ao menos R$ 1,2 mil por mês.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email