Cannabis & Saúde

Katiele Fischer, 1ª autorizada a importar CBD no Brasil, está no Medical Cannabis Summit

Caso da pequena Anny obrigou Anvisa a permitir a importação de CBD em 2015; a mãe contará essa história na 4ª edição do evento online e gratuito
Sem Título-1

Anny Fischer nasceu com uma mutação no gene CDKL 5, uma condição genética rara que prejudica a produção de uma proteína responsável pelo bom funcionamento do cérebro. E isso lhe causa atraso global no desenvolvimento e muitas crises convulsivas.

O drama da mãe de Anny, Katiele, e da família Fischer foi tema do documentário Ilegal, que contou como a família conseguiu a primeira autorização para importar canabidiol no Brasil, em 2014. O história da Katiele abriu o caminho na Anvisa, que no ano seguinte retirou o CBD da lista de substâncias proibidas e passou a publicou uma resolução permitindo a importação dessa substância.

Katiele Fischer é uma das palestrantes na 4ª edição do Medical Cannabis Summit, o maior congresso sobre medicina canabinoide do Brasil, 100% online e gratuito. Além de Katiele, estão confirmados nomes de cientistas internacionais, como Allyn Howlett, que fez parte da descoberta do sistema endocanabinoide.

Quero me inscrever!

Apesar do desfecho positivo na história de Katiele, foi somente com muita luta e união que esse desfecho acabou positivo.

Embora tenha tido a primeira crise convulsiva em seu 45º dia de vida, o diagnóstico só veio perto dos cinco anos. Mesmo com todas as limitações, a caçula da família progrediu de maneira surpreendente até os três anos de idade, chegando mesmo a andar. Poucos meses depois, quando veio também o diagnóstico, a curva ascendente de aprendizados na vida de Anny estagnou e, por fim, regrediu: ela deixou de andar, de chorar, de falar.

Foi quando Katiele descobriu que nos Estados Unidos, crianças com epilepsia refratária – uma das consequências para quem tem a mutação do gene CDKL 5 – apresentavam bons resultados em tratamento feito à base de Cannabis medicinal.

“Achei até engraçado, nunca imaginei que a Cannabis pudesse servir de remédio”, relembra Katiele que decidiu oferecer o óleo de canabidiol à filha, mesmo a substância sendo considerada ilegal no Brasil à época.

Os resultados foram surpreendentes: as crises convulsivas diminuíram de 60 para 20/mês, depois se tornaram esporádicas, chegando a zerar eventualmente. A família então se mobilizou na luta para conseguir a autorização para importar o medicamento, abrindo precedentes legais para casos como o da Anny.

“[Com a Cannabis] a vida mudou para melhor, as crises aos poucos diminuíram [de 60 baixaram para 20, chegando a zerar eventualmente], a tensão foi dando lugar ao alívio e Anny voltou a ter vida. Quem a vê hoje percebe logo de cara as limitações impostas pela Síndrome, mas, mesmo com todo comprometimento, a melhora foi grande depois do extrato de Cannabis”, conta.

“Ela percebe o que acontece a sua volta, sorri, demonstra quando não quer algo, rola pra todo lado, tenta se sentar e assim ela vai. Ficamos super felizes com cada coisa nova que ela faz.”

Mas ainda é pouco. Katiele ainda tem vários sonhos que deseja ver realizados no Brasil. Um deles é o de uma regulamentação adequada para descomplicar o acesso ao tratamento. Faltam pesquisas e investimento por parte do estado – o que ela também espera ver acontecendo por aqui.

Mas, enquanto isso não acontece, “é importante que as famílias mantenham a esperança e o amor, porque isto é o que as fortalecerá para quando precisarem atravessar os momentos difíceis”.

Medical Cannabis Summit

O evento ainda debaterá muitos temas que são de relevância no cenário pós-pandemia, em especial com as questões que afetam a saúde mental dos brasileiros, para este tema foi convidado o Dr. Peter Grinspoon, médico do Massachusetts General Hospital, professor de medicina na Harvard Medical School e Diretor Associado do Physician Health Service, parte da Massachusetts Medical Society e um dos grandes especialistas em Cannabis.

O evento é uma promoção do grupo OnixCann em parceria com a Transformação Digital. O congresso é 100% online e gratuito e convida toda a sociedade para um amplo debate científico e plural sobre o uso medicinal da Cannabis.

15 painéis em 5 dias de evento

Nesta edição, serão 15 painéis ao longo da semana, transmitidos pelo site do Medical Cannabis Summit. Para acesso às transmissões, é necessária apenas inscrição no evento.

Quero me inscrever

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email