Categorias: Cannabis

Creme de Canabidiol: O que é, Para que Serve, Como Usar

O crescente mercado de Cannabis medicinal não se constitui somente de óleos para administração oral. As pomadas e cremes à base de canabinóides também têm tido cada vez mais destaque. Apesar disso, os produtos para aplicação tópica no Brasil seguem a mesma regra para os de administração oral, ou seja, precisam de prescrição médica, autorização da Anvisa e importação. 

Nesta matéria, apresentamos as diversas apresentações, aplicações e pesquisas que corroboram seu uso e eficácia.

O que é o canabidiol

O canabidiol ou CBD é um composto natural encontrado na flor da Cannabis. O CBD e o tetra-hidrocanabinol (THC) são os principais e mais estudados canabinoides da planta. 

Os canabinoides são qualquer substância química que se ligue aos receptores canabinóides CB1 e CB2 (entre outros) do corpo. 

Há três tipos de canabinoides: os fitocanabinoides, como os encontrados na Cannabis, os endocanabinoides, produzidos naturalmente pelo corpo, como a anandamida, e os canabinóides sintéticos, produzidos em laboratório.

Canabinoides tópicos

São cremes, géis, pomadas, bálsamos e outros, que contém fitocanabinoides ou canabinoides sintéticos, para uso terapêutico. Eles se ligam aos receptores canabinoides nos nervos sensoriais, células inflamatórias e estruturas anexas à pele. 

Essa ligação reduz prurido, alivia dor, intermedia a resposta celular à irradiação ultravioleta, inibe a proliferação de queratinócitos na epiderme e promove sua morte celular (efeitos anti tumorais em carcinoma e melanoma). Outros efeitos, também ligados à produção de queratinócitos e citocinas são os anti-inflamatórios e imunomoduladores.

Tratamento: doenças mais comuns

Os canabinoides têm demonstrado bons resultados como anti-inflamatório, anti prurido, anti-idade e anti malignidade, por sua interação com o sistema endocanabinoide, também presente na pele. 

Os tratamentos mais comuns são para acne, pele seca, lábios ressecados, psoríase, eczema, câncer de pele, pruridos, dores, cortes e machucados, dermatite atópida, envelhecimento precoce, rosácea, caspa e inflamações.

Creme canabidiol: para que serve

Cremes de CBD permitem a aplicação direta nas áreas afetadas e podem ter efeito mais rápido que os óleos de via oral por não precisar passar pelo sistema digestivo primeiro. 

Cremes e pomadas têm efeitos restauradores em doenças como dermatite e psoríase e tratam com eficiência feridas, queimaduras, infecções e erupções cutâneas, além de dores generalizadas e formigamento.

Além do alívio mais rápido, outro ponto positivo é que, com o uso tópico, as substâncias não entram na corrente sanguínea, oferecendo segurança quanto ao temido efeito psicoativo da planta. 

Estudos que comprovam a eficácia do canabidiol para tratamentos

Canabinoides tópicos em prurido

Pesquisas preliminares mostraram que cremes e pomadas de uso tópico se mostram efetivas e bem toleradas para tratamento de prurido ou coceira associadas a dermatite atópica, líquen simples (lichen simplex) e uremia. 

O prurido é um desconforto localizado ou generalizado que leva a coceira intensa, é o sintoma mais comum de diferentes doenças de pele e pode fazer parte de desequilíbrios sistêmicos. Apesar de haver muitos produtos para o tratamento, eles em geral têm eficácia limitada, tornando os canabinóides uma excelente alternativa. 

Um estudo italiano publicado em 2001 mostrou uma melhora de 64% em gatos tratados com o canabinóide N‐palmithylethanolamide (PEA). O estudo clínico do Departamento de Dermatologia e Alergia Biederstein de Munique com aproximadamente 2500 pessoas com eczema atópico demonstrou a completa supressão do prurido em 38,3% e uma redução significativa em 41% dos pacientes tratados com uma pomada de PEA. 

Além disso, um estudo polonês de 2005 também mostrou a eficácia do creme com anandamida e PEA em pacientes com prurido urêmico. Os resultados foram a eliminação total dos sintomas em 38,1% e redução significativa em 52,4%. 

Canabinoides tópicos em doenças inflamatórias de pele

Os canabinoides têm efeitos imunossupressores e anti-inflamatórios. As doenças dermatológicas que podem ser tratadas são dermatite, psoríase, problemas foliculares e escleroderma. 

Estudo publicado em 2007 na Alemanha, mostrou que o sistema endocanabinoide pode estar envolvido em atenuar a resposta alérgica por contato. Ratos sem os receptores CB1 e CB2 mostraram reações alérgicas exacerbadas e os com deficiência da enzima FAAH (que degrada a anandamida), demonstraram resposta alérgica reduzida na pele. 

Já um estudo japonês de 2005 mostrou que o receptor CB2  está envolvido nas reações inflamatórias, bem como seus agonistas mostram benefícios no inchaço em ratos.

Dor

Os endocanabinoides são importantes na modulação da percepção de dor. Um estudo italiano de 2008 mostrou o efeito de diminuição da percepção de dor pela aplicação do canabinóide PEA, modulado por três receptores do sistema. O estudo atribui ao efeito entourage o aumento da ação analgésica. 

Outra pesquisa, esta realizada na Califórnia, sugeriu que a inibição da enzima FAAH resulta em analgesia, sem os efeitos colaterais que acompanham a ativação do receptor CB1. Essa inibição aumenta a comunicação somente nas regiões que são persistentemente estimuladas em dores crônicas. 

Câncer de pele

O melanoma é o responsável pela maior parte de mortes por câncer de pele. Apesar de muitas pesquisas, a prevenção e detecção precoce ainda são as únicas medidas contra a doença. Um estudo espanhol de 2008 mostrou que a ativação dos receptores CB1 e CB2 diminui o crescimento, proliferação, angiogênese e metástase de melanomas em ratos. A ação dos canabinoides se mostrou independente do estado imune dos animais, seletiva apenas para as células de melanoma e sem efeitos psicoativos. 

Outro estudo da Universidade de Wisconsin mostrou que os canabinoides são drogas de potencial antitumoral por suas propriedades que limitam inflamação, proliferação de células cancerígenas e manutenção de células saudáveis. Os efeitos foram observados em gliomas, linfomas, próstata, mama, pulmão, pâncreas e cânceres de pele. 

Como conseguir prescrição médica para creme de canabidiol

No Brasil são mais de mil médicos prescritores, dentre eles, dermatologistas. A plataforma de Telemedicina da CanTera possui diversos médicos prescritores de todo o Brasil: www.canteramed.com/telemedicina

Onde comprar creme de canabidiol?

Pela legislação vigente no Brasil, para a compra de qualquer produto à base de Cannabis,  é preciso passar pelos seguintes passos:

Consulta médica

A pessoa discute o tratamento com seu médico, que prescreve o produto à base de Cannabis medicinal.

Solicitação à Anvisa

O paciente preenche o formulário, com a receita, a cópia da identidade e o comprovante de residência, e aguarda a análise.

Autorização da Anvisa

Caso aprove o pedido, a agência emite a autorização para importação.

Compra e entrega

De posse da autorização, o paciente compra o produto do exterior, de acordo com os critérios estabelecidos pela Anvisa.

Para maior comodidade, utilize o serviço de concierge da CanTeraMed, que realiza todo esse trabalho para o paciente.

Clique e veja como importar produtos à base de Cannabis medicinal no Brasil.

Canabidiol preço

O valor gasto em um tratamento com pomada à base de canabidiol pode variar bastante.

Para a fibromialgia, por exemplo, o frasco custa R$ 400,00.

Para uso cosmético, há pomadas e cremes na faixa de R$ 70,00 a R$ 300,00. 

Na plataforma CanTeraMed, o Provacan CBD Balm 300mg, frasco de 30ml, custa R$ 196,20.

Qual o melhor tipo de canabidiol

Somente um médico prescritor pode determinar a melhor apresentação e forma de administração do canabidiol para cada paciente. Assim como variam as apresentações, também os canabinóides de cada produto e sua proporção. Para os produtos de aplicação tópica não é diferente. 

Em alguns casos, melhores resultados são alcançados aliando o uso oral e tópico.

Pomada CBD

Desde o Egito antigo, a Cannabis tópica tem sido usada para tratar infecções de pele, doenças bacterianas, dores localizadas e inflamações. A vantagem do uso tópico é a ausência de sintomas psicoativos, por nunca atingir a circulação sanguínea. Com o uso tópico, os canabinóides são transportados transversalmente nas camadas da pele, agindo diretamente na cicatrização, dor e inflamação.

Óleo CBD

Os óleos usados por via oral também podem ser usados externamente. Mas, se o objetivo é o uso tópico, as pomadas e cremes específicos para isso trazem outros ingredientes que ajudam na melhor absorção e entrega do CBD às camadas inferiores da pele. 

O uso concomitante do óleo oral e da pomada ou creme é decisão a ser tomada entre o médico e o paciente, dependendo de sua doença e queixa.

Como descobrir qual o remédio à base de canabidiol mais indicado?

É essencial sempre consultar um médico. Para condições simples, trazemos algumas dicas:

Pele seca

O CBD suaviza a pele seca por promover o crescimento de novas células da pele, que substituirão as células mortas na superfície. Se o creme de CBD tiver óleo de cânhamo com alta quantidade de ácido gama-linoleico (GLA), melhor ainda: ele restaura a vitalidade de peles excessivamente ressecadas.

Psoríase

O CBD inibe a proliferação de queratinócitos, que é uma das substâncias mais envolvidas na formação de placas de psoríase. Para melhores resultados, é ideal que tenha potência alta e outros ingredientes como calêndula ou cúrcuma.

Acne

A acne é causada pela produção excessiva de sebo na pele. A secreção oleosa liberada pelas glândulas sebáceas forma uma camada protetora. Quando a produção de sebo se torna excessiva, ele pode entupir os poros da pele, causando uma multiplicação excessiva das bactérias, vermelhidão e irritação dos poros. A acne é a piora da infecção, com inchaço e feridas. CBD diminui a inflamação e promove o fluxo de sebo, desobstruindo os poros. 

Produtos de CBD que contenham óleo de jojoba, de abacate ou de semente de cânhamo ajudam a soltar o sebo e mantê-lo fluindo para fora dos poros. Ingredientes como calêndula, aloe vera e vitamina E podem ajudar a reduzir a vermelhidão e o inchaço visível.

Envelhecimento precoce

À medida que envelhecemos, nossa pele começa a perder colágeno e elastina, suas duas principais proteínas estruturais. O colágeno forma o suporte para a pele, dando-lhe certa rigidez para resistir aos efeitos da gravidade. Na medida em que o colágeno é perdido, a pele começa a ceder. A elastina é a proteína que dá elasticidade à pele.

Uma das causas principais para a perda de elastina e colágeno é o dano oxidativo causado por radicais livres. Compostos produzidos pelo nosso metabolismo, os radicais livres têm sua produção aumentada por fatores ambientais como exposição ao sol e tabagismo.

O CBD é um poderoso antioxidante, ajudando a reduzir os danos causados​​ pelos radicais livres. Para este fim, o CBD aliado a outros antioxidantes é o melhor produto: vitamina A, vitamina E, calêndula, óleo de rosa mosqueta e extratos de cúrcuma.

Eczema

A doença que irrita a pele é caracterizada por manchas vermelhas, coceira e pele seca. Em casos mais graves, também acontecem dor e ardor. O CBD age aliviando o desconforto por seus efeitos analgésicos e calmantes, e também pode interromper as causas da doença por sua ação anti-inflamatória. 

Em casos mais leves, apenas a pomada tópica pode resolver. Em casos mais graves, o uso oral pode ser recomendado, para agir nas causas geralmente inflamatórias envolvidas.

O uso de produtos orgânicos de boa procedência é especialmente importante em casos de eczemas de origem alérgica: a presença de solventes, metais pesados ou pesticidas pode desencadear reações.

Dicas ao procurar sua pomada ou creme

  • Verifique a concentração de CBD – produtos com quantidades vestigiais de CBD não terão eficácia . o ideal são produtos com pelo menos 5mg de CBD por ml;
  • Valorize a qualidade – o cânhamo absorve elementos do solo com muita facilidade, por isso é tão nutritivo. Mas também se contamina com a mesma facilidade. Pesticidas, metais pesados e solventes podem chegar ao produto final e aumentar o problema;
  • Para melhores resultados, produtos formulados com extratos de outros fitoterápicos serão ainda mais eficazes;
  • Alguns ingredientes cuja associação pode ser benéfica e suas aplicações são:
  • Calêndula – apoia a regeneração da pele e reduz a inflamação;
  • Extrato de cúrcuma – um potente anti-inflamatório e antioxidante;
  • Hamamélis – tonificante, reduz rugas e sinais visíveis do envelhecimento;
  • Lanolina – é o composto ceroso encontrado na lã de ovelha, excelente para reidratar e proteger a pele;
  • Cera de abelha – sela a umidade da pele e a protege dos elementos;
  • Mentol – proporciona uma sensação refrescante e relaxante, sendo frequentemente usado para inflamações e queimaduras solares;
  • Capsaicina – retirada das pimentas, aumenta o fluxo sanguíneo e produz sensação de aquecimento;
  • Óleo de semente de cânhamo – é frequentemente encontrado em tópicos de CBD; é rico em GLA e outros ácidos graxos que promovem a saúde geral da pele.

Conclusões sobre o CBD para cuidados com a pele

Com efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes, rejuvenescedores e analgésicos, o CBD tem aplicações para peles irritadas e inflamadas, que vão desde a pele seca, passando por dores e até em câncer de pele. Apesar de ainda faltarem estudos conclusivos para as aplicações, o tratamento tópico é reconhecidamente seguro e não apresenta psicoatividade. 

Apesar de a oferta ser de produtos importados, já é possível adquirir pomadas e cremes importados, mas é sempre bom lembrar que a pessoa mais qualificada para conversar sobre isso é o médico. 

Aproveite para compartilhar este material  com contatos da sua rede que possam se interessar pelo tema.

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

“Sete a cada dez pacientes me procuram pelo tratamento com Cannabis”, conta médica

A anestesiologista Wanderli Carvalho se especializou em dor em 2018 e relata a melhora de…

2 dias agora

Calmantes que não precisam de receita: Por que substituí-los?

Os calmantes que não precisam de receita vêm sendo utilizados em uma escala preocupante. Saiba…

2 dias agora

“A Cannabis mudou as nossas vidas”, conta mãe de garoto com autismo

Cauã, filho de Monalisa Almeida, sofria com insônia, irritação e com as dores da fibromialgia.…

4 dias agora

Pesquisa mostra apoio de 70% dos brasileiros ao uso medicinal da Cannabis

Apesar do volume expressivo favorável à medicina canabinoide, percentual de pessoas beneficiadas é baixo e…

5 dias agora

CBD pode reduzir consumo de álcool, aponta estudo

Pesquisadores americanos realizaram um estudo para avaliar o consumo de álcool entre usuários de Cannabis.…

5 dias agora

Mercado de Cannabis é estimado em US$ 103,9 bilhões até 2024

A Clarivate Analytics e Derwent, adaptado ao mercado brasileiro pela The Green Hub, consultoria e…

1 semana agora