Saúde mental é o principal motivo para recorrer ao CBD, diz estudo

crédito: freepik.com/fotos/saude

Pesquisadores europeus descobriram que a maior parte das pessoas usa Cannabis para estresse, ansiedade e insônia, em baixas doses.

Pesquisas científicas sobre o sistema endocanabinóide, principalmente nos últimos anos, notícias constantes de evidências dos benefícios da Cannabis para atender diversas patologias, de epilepsia a insônia.  Mas por qual motivo as pessoas mais usam cannabis? Um grupo de pesquisadores da Dinamarca e Reino Unido focou no canabidiol para tentar responder essa pergunta.

Eles entrevistaram 387 pacientes, sendo a maioria mulheres inglesas com idade entre 25 e 54 anos, sobre os motivos que levaram elas a recorrer ao CBD, e quais os padrões de uso. 

O artigo publicado no Journal of Cannabis Research apontou a saúde mental como o principal fator que leva ao canabidiol. “O CBD é usado para uma ampla gama de sintomas de saúde física e mental e melhora da saúde geral e do bem-estar”, escreveram.

De acordo com o estudo, a maioria dos pacientes observou melhoras efetivas em seus sintomas. “Dos mais comuns, três estavam relacionados à saúde mental. Estresse percebido, ansiedade e problemas de sono constituem alguns dos maiores problemas de saúde da sociedade, mas carecemos de opções de tratamento adequadas.”

Confira a live que ocorreu com o Dr. Pietro Vanni, médico psiquiatra e especialista em Cannabis Medicinal

Os pesquisadores também descobriram que a maioria das pessoas colhe esses benefícios mesmo com doses baixas de CBD. Entretanto, sugerem a realização de mais estudos para aprofundar o conhecimento sobre os efeitos da Cannabis no sistema nervoso. 

“Pesquisas sobre os efeitos do CBD de baixa dose para estresse, ansiedade e problemas de sono tem sido escassa”, afirmaram. “Mais estudos são necessários para saber se o CBD pode ajudar de forma eficiente e segura a tratar esses sintomas”, afirmaram. 

Agende uma consulta com especialistas em estresse, ansiedade e problemas de sono

No Brasil, o número de pacientes que recorrem a Cannabis medicinal, que já vinha em constante crescimento, explodiu durante a quarentena. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o número de pacientes cadastrados saltou de 10.862 em 2019 para 26.885 em 2020. No mesmo período, cresceu em 72% o número de médicos prescritores.

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

“CBD será usado nas Olimpíadas”, diz dr. Gustavo Magliocca

Terça-feira, 20, foi dia de discutir sobre o uso da Cannabis medicinal no esporte na…

8 horas agora

Projeto de Lei que legaliza plantio de Cannabis será votado em maio

Expectativa é do relator da Comissão da Cannabis na Câmara, que apresentou nesta terça o…

1 dia agora

“Não há nenhuma planta nesse planeta tão versátil quanto a Cannabis”, diz Ethan Russo

Há 25 anos, o neurologista Ethan Russo estuda os usos e benefícios da Cannabis medicinal.…

1 dia agora

Tremor nas mãos: causas, sintomas e tipos de tratamentos

O tremor nas mãos é um sintoma que pode sinalizar doenças que afetam o sistema…

2 dias agora

Dr. Donald Abrams trata pacientes de câncer com Cannabis na Califórnia

Cientista que esteve à frente de uma revolução na medicina compartilhará seus conhecimentos conosco no…

5 dias agora

Pesquisadora com 30 anos de experiência participa de evento sobre Cannabis

Ao longo de 30 anos de experiência clínica, a doutora Michelle Reillo sempre buscou opções…

5 dias agora