Ciência

UFV é autorizada a plantar Cannabis em programa de melhoramento genético

A ADWA Cannabis, empresa de desenvolvimento de pesquisas e tecnologias voltadas para a cadeia produtiva de Cannabis, anunciou anunciou na semana passada a formalização do Acordo de Parceria para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação com a Universidade Federal de Viçosa, por meio do Departamento de Agronomia. O convênio prevê a execução do primeiro programa de melhoramento genético de Cannabis do Brasil. Ele será desenvolvido no âmbito do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Fitotecnia pelo pesquisador Sérgio Barbosa Ferreira Rocha, Fundador e Diretor-Executivo da ADWA.

A pesquisa já havia sido autorizada pela Justiça Federal em fevereiro deste ano, com parecer favorável do Ministério Público Federal em caso de litígio estratégico de interesse público. Ela será viabilizada por meio do acordo pelo qual a ADWA fornecerá suporte jurídico, sistema informatizado para garantia de rastreabilidade e controle de todas as etapas do experimento, além de sistema de monitoramento, segurança e controle de acesso ao cultivo hospedado em casa de vegetação cedida pelo Departamento de Agronomia da UFV.

Serão desenvolvidas inicialmente quatro variedades para uso medicinal e industrial a partir de genéticas fornecidas pela empresa parceira Cannadrop, sediada na Colômbia, com mediação do reconhecido ativista e empreendedor colombiano Mario Pinzón, estratégia de complexidade até aqui inédita na indústria brasileira da Cannabis. Além disso todo o material produzido no âmbito do programa poderá ser aproveitado em outras pesquisas que vierem a ser desenvolvidas na Universidade Federal de Viçosa.

O próximo passo, segundo a startup, é estabelecer parcerias para viabilizar a construção de um centro de pesquisas integradas sobre Cannabis para ampliar as possibilidades de desenvolvimento de novas tecnologias para o mercado brasileiro.

Cultivo de Cannabis legalizado na Universidade Federal de Viçosa

Sobre a ADWA Cannabis

Fundada em 2018, a ADWA Cannabis é uma empresa de biotecnologia incubada no TecnoPARQ – Parque Tecnológico de Viçosa focada no melhoramento genético e desenvolvimento de variedades de Cannabis altamente produtivas e adaptadas às condições climáticas brasileiras, que atendam à demanda do mercado e sejam resistentes a pragas e doenças.

A empresa também desenvolve software para gestão, rastreabilidade e auxílio à tomada de decisão em relação aos cultivos de Cannabis. O Personal Grower fornece para o usuário, de acordo a variedade cultivada, o local e a finalidade do cultivo, previsões de melhor data de plantio e de colheita, atualizadas em tempo real de acordo com as previsões climáticas. A versão beta está em fase de testes de campo para o lançamento de uma versão comercial.

Além disso, a ADWA elaborou o primeiro mapeamento do território brasileiro para cultivo de Cannabis. São 45 mapas temáticos que indicam a aptidão das áreas agricultáveis do Brasil para o cultivo desta espécie, assim como as regiões onde porventura haja necessidade de utilização de ambiente protegido e irrigação.

O objetivo do mapeamento, assim como do desenvolvimento do software, é aumentar a eficiência do programa de melhoramento genético, direcionando as estratégias de produção através da melhor compreensão das características do território brasileiro para o cultivo de Cannabis, fazendo-se uso de Big Data e Machine Learning.

Pelos trabalhos já realizados, mesmo em um cenário de grandes dificuldades e incertezas como o brasileiro, a ADWA já recebeu premiações de programas do Governo do Estado de Minas Gerais e do TecnoPARQ, além de figurar nos maiores meios de comunicação do país, participando de reportagem de capa da Revista Globo Rural e reportagens de jornais como Folha de São Paulo, Estado de Minas e O Tempo.

Estufa da UFV onde está sendo cultivada a Cannabis

Sobre a Universidade Federal de Viçosa

A Universidade Federal de Viçosa – UFV é uma das mais antigas instituições de ensino superior do Brasil, tendo sio inaugurada como Escola Superior de Agricultura e Veterinária – Esav, em 28 de agosto de 1926. A Esav foi transformada em Universidade Rural do Estado de Minas Gerais – Uremg em 1948 e federalizada como UFV em 1969.

Frequentemente a UFV é destaque em rankings educacionais do país e do mundo. Ela já esteve por três vezes entre as 100 melhores instituições de ensino superior do mundo na área das Ciências Agrárias e Florestais, de acordo com o QS World University Rankings, e entre as melhores de Minas Gerais, segundo o ranking da Times Higher Education e o Brics & Emerging Economies.

Na área de melhoramento genético de plantas a UFV se notabilizou pela adaptação e desenvolvimento de variedades de culturas de grande importância para o setor agrícola brasileiro, tendo sido responsável por pioneiro programa de melhoramento genético de soja ainda na década de 1960 que permitiu ao Brasil se tornar líder mundial na produção desse commodity.

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

Usuários de canabinoides sintéticos têm abstinência mais grave, mostra estudo

Cientistas descobriram que os efeitos da retirada dos sintéticos aparecem mais rapidamente com consumidores relatando…

4 horas agora

Setembro Amarelo: LIVE abordará Cannabis e saúde mental nesta quarta

Psiquiatra Dr Wilson Lessa irá responder dúvidas da audiência sobre depressão, transtorno bipolar, burnout e…

23 horas agora

Cannabis e evidências científicas: nada melhor do que um estudo de 6 mil anos

Mestre em bioquímica Dr. Cristiano Fernandes escreve sobre os níveis de evidência e segurança da…

1 dia agora

Cientistas identificam maconha sintética inédita apreendida no Paraná

Droga teve moléculas modificadas em laboratório para dificultar a identificação, porém não enganou os cães…

2 dias agora

Agência Mundial Antidoping revisará proibição da maconha no atletismo

Uma nova análise sobre os efeitos da erva no desempenho dos atletas será realizada em…

5 dias agora

Empresas de Cannabis do Canadá só venderam 20% da produção

O restante da erva foi incinerada ou está apodrecendo estocada desde a legalização, em 2018,…

1 semana agora