Ciência

Cannabis ajuda a controlar hipertensão em idosos, aponta estudo

A pressão arterial é parte fundamental do funcionamento do organismo. É a força que empurra o sangue pelas artérias, fazendo com que circule. Quando essa pressão aumenta, porém, provoca uma doença presente em um a cada cinco brasileiros: a hipertensão.

A alta pressão do sangue acaba por forçar as paredes internas das artérias, o que pode levar a doenças mais graves no sistema cardiovascular,  como um acidente vascular cerebral, ou insuficiência renal. Uma epidemia silenciosa ainda mais grave em idosos, afetando metade das pessoas.

O tratamento, em geral, se resume em mudanças de hábitos e medicamentos. Exercícios físicos e alimentação saudável, com baixo teor de sal, ajudam a prevenir e controlar o problema, mas nem sempre resolvem. Em casos mais graves, é necessário o uso de medicamentos, mas que podem levar a efeitos colaterais, como impotência sexual em homens.

Hipertensão e tratamento com Cannabis

Em busca de medicamentos com menos efeitos colaterais, pesquisadores da Universidade Ben-Gurion do Negev (BGU), em Israel, testaram os efeitos do tratamento com Cannabis em idosos hipertensos. É o primeiro estudo já publicado a se concentrar no efeito da Cannabis na pressão arterial, frequência cardíaca e parâmetros metabólicos em adultos com 60 anos ou mais com hipertensão.

“Os adultos mais velhos são o grupo de usuários de Cannabis medicinal que mais cresce, mas as evidências sobre a segurança cardiovascular para essa população são escassas”, disse o pesquisador Dr. Ran Abuhasira. “Este estudo é parte de nosso esforço contínuo para fornecer pesquisa clínica sobre os reais efeitos fisiológicos da Cannabis ao longo do tempo.”

Para isso, monitoraram por 24 horas a pressão sanguínea de um grupo de pacientes em duas oportunidades: antes e três meses depois do início da terapia com Cannabis medicinal. 

Cannabis reduz pressão arterial

A descoberta foi animadora. Perceberam que os pacientes apresentaram uma redução significativa nos valores da pressão arterial em 24 horas, com o ponto mais baixo ocorrendo três horas após a ingestão de Cannabis. Seja por via oral pelo consumo de extratos de óleo ou pelo fumo.

A redução da pressão do sangue foi notada tanto durante o dia como a noite, mas teve resultados melhores no momento de repouso.

De acordo com os pesquisadores, a redução tão efetiva na pressão sanguínea pode estar relacionada à propriedade analgésica e anti-inflamatória do fitocanabinoides. Com menos dor, reduziu também a pressão sanguínea dos idosos.  

“A pesquisa da Cannabis está em seus estágios iniciais e a BGU está na vanguarda da avaliação do uso clínico com base em estudos científicos”, afirma Doug Seserman, diretor executivo da Universidade Ben-Gurion de Negev. “Este novo estudo é um dos vários que foram publicados recentemente pela BGU sobre os benefícios medicinais da Cannabis.”

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

Novas perspectivas para o uso de Cannabis medicinal em esquizofrenia

Pesquisadores da Unicamp encontram evidências do mecanismo de ação do tratamento com canabidiol em pacientes…

7 horas agora

Setembro Amarelo: Live abordou depressão, burnout, bipolaridade e dependência

Psiquiatra Dr. Wilson Lessa respondeu dúvidas sobre saúde mental e como a Cannabis medicinal pode…

4 dias agora

6a Edição do evento “O Cenário das Doenças Raras no Brasil” acontece em SP

Em entrevista ao portal Cannabis & Saúde, o presidente da Federação Brasileira das Associações de…

4 dias agora

Comunicação é tema do segundo “Precisamos falar sobre Cannabis”

Os desafios da comunicação com foco em Cannabis para uso medicinal e industrial serão o…

5 dias agora

​​​STJ: possuir itens para plantio de Cannabis de uso pessoal não é crime

Tribunal considerou "contrassenso jurídico" que possuir utensílios para cultivo de maconha para uso pessoal, um…

5 dias agora

Usuários de canabinoides sintéticos têm abstinência mais grave, mostra estudo

Cientistas descobriram que os efeitos da retirada dos sintéticos aparecem mais rapidamente com consumidores relatando…

6 dias agora