Destaques

Sono REM: o que é, por que é importante e como atingir?

Um dos problemas que pode ser mais incapacitantes a longo prazo para saúde física e mental são os distúrbios de sono. Isso porque nosso organismo precisa do período de descanso para que seja possível recuperar lesões no dia a dia, assimilar questões e conhecimentos e recuperar-se para mais um dia de atividades.

Ainda mais a partir do momento em que nossas rotinas estão mais agitadas do que nunca, um sono de qualidade é fundamental para minimizar problemas a longo prazo – que podem culminar, inclusive, em ansiedade e depressão. Por isso, ter um ciclo do sono de excelência é fundamental.

Uma das fases mais importantes é o sono REM. Mas afinal, por que ele é importante e como é possível atingi-lo? Se você tem essa dúvida, nós vamos apresentar alguns pontos importantes que merecem sua atenção e entender, inclusive, como são os tratamentos realizados para melhorar a qualidade dessa fase do sono.

Boa leitura.

Entendendo o ciclo de sono

Um dos primeiros pontos para entender de que forma o seu sono pode estar, neste momento, passando por problemas, é compreendendo de que forma o ciclo do sono funciona.

Quando há algum tipo de problema em uma das fases, boa parte do seu descanso poderá ficar muito comprometida.

O ciclo do sono começa logo que a pessoa adormece, com um sono leve, até que se torna mais profundo e pesado.

Fases do sono

  • Sono leve de fase 1: é quando você ainda tem um sono bem leve. Tem início assim que você fecha os olhos e o corpo começa a adormecer. Por ser muito leve, qualquer ruído externo pode causar a perda do sono. Curiosidade: aquela sensação de que estamos caindo e acordamos assustados ocorre nessa fase. Ela dura aproximadamente 10 minutos
  • Sono leve de fase 2: o corpo começa a relaxar e dormir, mas a mente ainda está em estado de vigília. Assim, também temos a possibilidade de acordar a qualquer momento com ruídos na casa. É uma fase que dura aproximadamente 20 minutos e tem maior tempo de duração
  • Sono profundo de fase 3: nesse momento, o corpo entra em fase de sono profundo. Os músculos estão relaxados, e há menos chances de acordar com ruídos externos. Ainda não temos sonhos aqui, pois a mente está relaxada. É aqui que temos a recuperação de lesões e estresses do dia a dia
  • Sono leve de fase 2 novamente
  • Sono leve de fase 1 novamente
  • Sono REM: a última fase do ciclo. Muitas pessoas acreditam que ele dure a noite toda, mas acredite, dura apenas 10 minutos. Nós ainda vamos falar mais sobre ele a seguir.

E esse processo não é linear, mas cíclico. Após entrar no sono REM, quando a fase se encerra, voltamos a fase 1 e segue todo o ciclo até o final. Contudo, ao longo da noite, a fase REM vai aumentando sua duração.

O ciclo de sono dura todo o tempo do seu sono. Cada início da fase 1 até o final da fase REM dura, em média, entre 90 a 100 minutos. Em média, temos 4 a 5 ciclos por noite.

É por isso que vemos tantas recomendações sobre dormirmos 8 horas por noite.

O que é sono REM


Uma das fases mais conhecidas é a do sono REM. isso porque é nela que sonhamos e, também, na qual as pessoas com sonambulismo tendem a andar pela residência. A cada repetição de ciclo, ela tende a durar mais. Ao final da noite, a fase REM pode durar entre 20 a 30 minutos.

Seu nome vem da sigla em inglês para Rapid Eye Movement (Movimento Rápido dos Olhos). Se você puder abrir o olho de uma pessoa nessa fase (ou se ela estiver com os olhos semicerrados, vai perceber que eles se movimentam rapidamente.

É o momento de sono mais profundo e também um dos mais difíceis de alcançar. Como falamos, eventos importantes ocorrem nesse momento, como os sonhos.

Contudo, nosso corpo também está mais acelerado, com os batimentos cardíacos mais elevados em comparação com outros momentos. Além disso, há maiores chances de paralisias do sono nessa fase.

Outra curiosidade é que, com o tempo, a fase REM do sonho tende a diminuir. Ou seja, uma pessoa idosa permanece menos tempo da noite nesse ponto do que uma criança.

Por que o sono REM é importante

Há um motivo pelo qual a fase REM é tão conhecida: ela é uma das mais importantes para nossa saúde física e mental. Algumas razões para isso são:

  • temos a produção de hormônios importantes para o corpo. Por exemplo, a melatonina, importante para reparação do organismo, é produzida na fase REM;
  • é quando assimilamos muitos aprendizados do nosso dia a dia;
  • um bom sono REM é responsável por retenção de aprendizado e manutenção de uma boa memória;
  • previne doenças do coração;
  • auxilia a prevenir depressão e ansiedade.

Como acontece o sono REM

Temos uma primeira fase do sono, que é considerada “sono não REM”, que são todos os estágios que listamos. Passa de uma sonolência leve a algo mais pesado.

A fase REM demora aproximadamente 90 minutos para acontecer. Por isso, quando dormimos pouco ou temos um sono instável, não alcançamos essa fase, pois interrompemos o ciclo para alcançar esse momento.

Se você analisar uma pessoa que esteja em sono REM, encontrará as seguintes características:

  • rápidos movimentos dos olhos;
  • aceleração dos batimentos cardíacos;
  • aceleração da respiração;
  • atividade cerebral mais agitada.

Consequência da falta de sono REM

Diante da importância do sono REM, podemos imaginar que quando há algum tipo de problema, pode-se Algumas consequências da falta de sono REM são:

  • dificuldade de concentração;
  • Provlemas com memorização;
  • Falta de retenção de conhecimento;
  • maior estresse;
  • aumento das chances de desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  • aumento das chances de desenvolvimento de depressão e ansiedade.

Como chegar ao sono REM

Mas afinal, como conseguir bons resultados para chegar ao sono REM? Algumas medidas importantes para isso podem ser adotadas no seu dia a dia para minimizar as chances de distúrbios de sono REM. São elas:

  • tenha uma rotina para dormir. Ao aproximar-se da hora que o seu organismo está acostumado a dormir, ele tende a já entrar em “stand-by”;
  • reduza a luz ambiente;
  • evite estímulos eletrônicos;
  • evite ir para a cama realizando atividades estimulantes (por exemplo: jogando, assistindo séries e filmes, entre outros);
  • mantenha uma boa temperatura no quarto;
  • evite comer comidas pesadas próximo do horário de dormir;
  • evite o consumo de álcool, açúcar e cafeína próximo do horário de dormir.

Cannabis medicinal para atingir o sono REM

Muitas pessoas possuem distúrbios do sono associados a fase REM. Em alguns casos, opta-se por tratamentos com medicações alopáticas, podendo contar com ansiolíticos (principalmente benzodiazepínicos). São indutores de sono, sedativos-hipnóticos, entre outros.

Contudo, muitas vezes, o sono REM ainda assim possui dificuldade de ser alcançado. Nesses casos, a Cannabis Medicinal pode ser uma grande aliada para trazer uma maior saúde para o sono de quem possui problemas para dormir e, assim, atingir o sono REM.

Segundo estudo feito na USP de Ribeirão Preto com canabidiol (CDB) em camundongos, foram constatadas evidências que ele aumenta o tempo total do sono, assim como a latência de sono durante iluminação natural e, também, a latência do sono REM.

E, até mesmo, a Cannabis pode auxiliar em casos nos quais reduzir o sono REM seja importante.

Por exemplo: para pessoas com Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), manter-se mais tempo nessa fase pode não ser tão benéfico. Isso porque pessoas com esse quadro tendem a ter muitos pesados graves, que prejudicam sua qualidade de vida, pois revivem seus traumas.

Com o uso de THC em casos de TEPT, segundo pesquisa publicada na CNS Neuroscience & Therapeutics, é possível ter um sono de qualidade, mas, ao mesmo tempo, reduzindo o tempo em que a pessoa está num estágio em que sonha. Isso pode ser importante para o processo terapêutico da pessoa.

Essa não é a única pesquisa que aponta esse benefício. Temos, também, um levantamento conjunto realizado por pesquisadores das Universidades da Califórnia e da Pensilvânia que o tratamento com CDB em pacientes com distúrbios de sono tendem a ter melhores resultados.

E isso vale, até mesmo, para canabinoides sintéticos. A nabilona, um endonocanabinoide sintético, trouxe resultados positivos para o sono de pessoas que possuem TEPT em um estudo realizado com militares canadenses.

Ou seja, tanto para garantir uma indução de sono de melhor qualidade quanto para os casos nos quais há TEPT e, assim, pode ser interessante reduzir o REM, é possível ter benefícios com o uso de canabinoides (principalmente o CDB) para o tratamento dessas questões.

Outros benefícios da Cannabis

A Cannabis Medicinal tem diversos benefícios para a saúde que vão para além de conseguir ter um sono REM de melhor qualidade. Vamos listar alguns a seguir com links de artigos completos que já produzimos com mais detalhes sobre o tema:

  • Depressão: medicações que utilizam canabidiol como princípio ativo principal tendem a ter remissão de sintomas de depressão
  • Ansiedade: as propriedades ansiolíticas de diversos canabinoides, entre eles, o CDB, auxiliam a minimizar os sintomas de ansiedade generalizada;
  • TDAH: segundo relatos anedóticos, o uso de medicações que utilizem a combinação com CDB e THC auxilia, junto com as medicações tradicionais, a minimizar os problemas com atenção característicos do TDAH
  • Distúrbios do sono: diversos canabinoides possuem propriedades que podem contribuir para amenizar os distúrbios do sono (insônia, distúrbio do movimento, apneia, entre outros), entre eles o CBD e o THC
  • Fibromialgia: a doença que provoca dores crônicas, muitas vezes incapacitantes, normalmente demanda uso de opioides para amenizar essas questões e gerar melhor qualidade de vida. Contudo, possuem risco de dependência. Com o CDB, é possível ter uma redução de 70% no uso dessas medicações.

Terpenos e sua importância para o sono

Um ponto importante aqui é ressaltarmos a importância dos terpenos. Você já ouviu falar neste termo? São substâncias produzidas em plantas e que quando interagem com o nosso organismo, tendem a trazer bons resultados, também, para o sono.

Eles são extraídos de diversas partes das plantas. Estão entre as plantas que possuem mais terpenos:

  • cannabis
  • lavanda
  • cravo
  • sálvia
  • alecrim
  • lírio
  • limão
  • orégano
  • camomila
  • gengibre, entre outros

Os terpenos conectam-se com neurotransmissores importante, como a dopamina e a serotonina (importante hormônio para a regulação do sono e do humor).

Para além da Cannabis, outras plantas também possuem essa propriedade, como falamos acima, e portanto, podem ser utilizadas também para potencializar os efeitos do tratamento com canabinoides.

Por exemplo: utilizar canabinoides no tratamento de distúrbio do sono e contar com os benefícios de um chá de alecrim ou camomila auxilia a trazer um sono mais profundo e com melhor qualidade. Por isso, converse com seu médico prescritor e veja se não há contraindicações.

Como iniciar um tratamento com Cannabis

Para começar a utilizar Cannabis medicinal para o tratamento de problemas com o sono REM, você deve buscar um médico prescritor. Trata-se de profissionais que definem protocolos de tratamento utilizando os canabinoides de acordo com o quadro que você tenha.

Essa avaliação é fundamental, principalmente, porque pacientes com o mesmo problema podem ter demandas diferentes. É preciso considerar os tratamentos realizados com medicações tradicionais, comorbidades, entre outros pontos.

Para isso, você deve marcar uma avaliação com um profissional prescritor de Cannabis medicinal. Assim, ele poderá analisar o seu quadro e histórico e definir o melhor tratamento para o seu quadro, bem como definir adequações, se for necessário.

Se você quer melhorar a qualidade do seu sono REM e possui dificuldades para isso, e a boa notícia é que o portal Cannabis & Saúde possui uma plataforma com mais de 150 médicos cadastrados.

Na plataforma, você pode filtrar a busca por patologia e selecionar a opção “insônia”. Ou “ansiedade”, por exemplo. Neste link nós já filtramos esses profissionais para você.

Entre agora na plataforma e agende sua avaliação. Mais de 3 mil pessoas já iniciaram tratamento através da plataforma, e temos certeza de que encontrará o melhor profissional para avaliar o seu caso.

ACESSAR PLATAFORMA DE AGENDAMENTO

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

Estudo: pessoas com enxaqueca podem se beneficiar com a Cannabis

Na Universidade do Arizona, nos EUA, uma equipe de pesquisadores revisou os resultados de estudos…

23 horas agora

Crianças podem usar óleo com altos índices de THC?

É imprescindível ter segurança para utilizar um canabinoide como medicamento, ainda mais quando o tratamento…

23 horas agora

Neurocirurgião fala sobre suas primeiras experiências com a Cannabis

Apesar de ser neurocirurgião, o médico Gustavo Valadão atende a todas as patologias neurológicas e…

1 dia agora

Cannabis marcou seu espaço na BIO Convention

Tratando temas regulatórios, pesquisas na área e a possibilidade de produtos à base de Cannabis…

1 dia agora

Suíça simplifica acesso de pacientes à Cannabis

O governo federal da Suíça retirou a necessidade de uma autorização especial para quem quer…

2 dias agora

Neurologista apoia o uso da Cannabis no tratamento da COVID longa

Em LIVE do portal Cannabis & Saúde, a médica Marcela Agostinho explicou as causas dos…

2 dias agora