Destaques

Meditação e Cannabis medicinal: como melhorar a prática com a substância

Será que meditação e Cannabis podem ter uma boa relação? A resposta é: sim! A combinação da prática com o uso medicinal da substância é capaz de trazer ótimos benefícios para a saúde e para o bem-estar de um indivíduo.

A meditação é uma prática milenar, que acompanhou o desenvolvimento da sociedade, oferecendo uma série de vantagens para o corpo e a mente do ser humano. Desde regulação emocional até aumento do autocontrole, a concentração nos pensamentos e na respiração é capaz de proporcionar ótimos resultados para a melhoria da qualidade de vida de uma pessoa.

Sabe o que é melhor? O uso medicinal da Cannabis pode intensificar ainda mais os benefícios da meditação e fazer com que os efeitos sejam perceptíveis de forma rápida e eficiente. Quer saber mais sobre este assunto? Então, acompanhe este post e entenda melhor a relação entre a prática e a substância!

Como a Cannabis age no corpo?

Para compreender a relação entre o uso da Cannabis medicinal e a meditação, vale a pena entender como essa substância atua no corpo. Assim, é possível relacionar os efeitos das duas práticas e entender por que se complementam.

A planta Cannabis sativa foi bastante utilizada por comunidades tradicionais para diversas finalidades, como a produção de tecidos, alimentos e, inclusive, medicamentos. É com inspiração nessa aplicação que diversos estudos sobre o uso da substância foram desenvolvidos, a fim de identificar o seu potencial medicinal.

Os resultados são os mais diversos possíveis. Atualmente, é possível reconhecer que a Cannabis é capaz de trazer ótimos efeitos no tratamento de diversos transtornos, como a depressão, hipertensão, crises epilépticas e inflamações.

Isso se deve aos efeitos anti-inflamatório, anticonvulsivante, ansiolítico, entre vários outros, encontrados na planta. No entanto, como o organismo consegue reconhecer essa substância? Entenda mais, a seguir!

Canabidiol

O corpo humano apresenta diversos tipos de receptores, que permitem uma comunicação direta ou indireta com substâncias específicas. Esse é o caso do canabidiol (CBD), um dos compostos encontrados na Cannabis.

Essa substância age diretamente nos receptores canabinoides presentes no córtex cerebral, provocando um efeito inibidor em agentes que favorecem a contração muscular. Por conta disso, o CBD é bastante estudado no tratamento de convulsões, como um anticonvulsivante.

Contudo, não é esse o único efeito do composto. Estudos realizados com humanos apontaram também a eficácia dessa substância no efeito ansiolítico, permitindo a diminuição da ansiedade. Ao mesmo tempo, é capaz de agir como antiinflamatório em determinadas regiões.

Além disso, o canabidiol não apresenta toxicidade para o organismo humano, em comparação com o tetraidrocanabinol (THC), outra substância que pode ser extraída da Cannabis sativa. Por conta disso, tem se mostrado promissor para o apoio no tratamento de diversas doenças neurológicas, psicológicas e metabólicas.

Uso medicinal

O uso medicinal é permitido da Cannabis é permitido em diversos países, inclusive, também é uma realidade no Brasil. Devido aos efeitos encontrados na reação da substância no corpo, é possível utilizá-la para o tratamento de diversas doenças e para a promoção de saúde e bem-estar, desde que haja a prescrição médica.

Além disso, cada vez mais estudos são desenvolvidos em torno da Cannabis medicinal e artigos são publicados, permitindo conhecer ainda mais os seus benefícios na área da saúde. As perspectivas é que o uso da substância possa se expandir e estimular a melhora da qualidade de vida dos pacientes.

Quais os benefícios de unir meditação e Cannabis medicinal?

Para pontuar os principais objetivos da união entre meditação e Cannabis, é importante diferenciar o uso medicinal do uso adulto da substância. Na primeira opção, o contato com os produtos canabinoides é realizado por meio de prescrição médica, assim como há a orientação da dosagem e o acompanhamento dos resultados.

Já o uso adulto é feito pelo próprio indivíduo, sem acompanhamento de profissionais especializados, o que a longo prazo pode ocasionar problemas. Afinal, estamos num cenário de proibição, e a origem da erva na maioria da vezes não é confiável.

Desse modo, os benefícios da meditação associado à Cannabis serão abordados nesse artigo pelo uso medicinal, no qual há todo o preparo e a segurança necessários. A seguir, veja as principais vantagens de aproveitar a substância para melhorar a prática!

Relaxamento muscular

Como visto, o CDB é capaz de promover efeitos inibidores de contração muscular. Esse é um dos responsáveis pelo efeito do relaxamento promovido pelo uso da substância. Afinal, é possível reduzir a tensão concentrada na musculatura e, a partir disso, diminuir as dores localizadas e aumentar a sensação de bem-estar.

A meditação também incentiva o indivíduo a entrar em um estado de maior relaxamento. Desse modo, é possível reduzir movimentos involuntários que ajudam no aumento da tensão muscular, como contração da mandíbula, pressão nos ombros, entre outros.

Os resultados das duas práticas associadas permitem que a pessoa cultive um maior relaxamento ao longo da rotina, que é muito útil para a realização de tarefas cotidianas, interação social e para a própria disposição.

Redução do estresse

A meditação, por si só, exige um estado de maior atenção ao corpo e à mente. Como consequência, ocorre a diminuição do estresse psicológico, seja momentâneo ou a longo prazo. No entanto, o uso da Cannabis medicinal é capaz de intensificar esse resultado.

Vale ressaltar também que, muitas vezes, a tensão muscular é um fator estressante, assim como as situações do dia a dia que afetam negativamente o humor podem interferir no aumento da contração involuntária de músculos da região dos ombros e do pescoço.

Ou seja, além de reduzir o estresse, a combinação da meditação com a Cannabis pode também diminuir as dores no corpo provocadas pela tensão muscular, em especial, nas regiões como cabeça, pescoço e ombros.

Maior controle dos pensamentos

Um dos principais objetivos da meditação é o maior controle dos pensamentos. Isso se deve ao fato de que a prática incentiva a atenção mais consciente do que vem à mente, assim como da respiração e da postura.

Conforme um indivíduo domina as técnicas de meditação, torna-se mais fácil controlar o que a mente resolve ou não focar. Esse resultado exerce uma forte influência na redução de pensamentos disfuncionais.

Diversas situações do dia a dia e condições psicológicas podem fazer com que pensamentos negativos e que não estão de acordo com a realidade surjam. Quando isso é frequente, é capaz de provocar um forte sofrimento e acarretar o surgimento de transtornos mentais, como a depressão e a ansiedade.

Em contrapartida, com a meditação e o auxílio do relaxamento provocado pelo uso da substância, é possível melhorar o controle dos pensamentos. Consequentemente, sintomas de transtornos psicológicos podem ser reduzidos, além de que outros fatores são melhorados, como a autoestima e o autoconhecimento.

Aumento da concentração

Outro efeito positivo da relação entre meditação e Cannabis medicinal é a melhora na concentração. Isso acontece, primeiramente, porque a prática estimula o foco no momento presente. No dia a dia, isso traz impactos no desenvolvimento profissional, no desempenho acadêmico e nas relações sociais.

Afinal, é possível estar mais presente nos momentos em companhia com os amigos e familiares, lembrar melhor de fatos e eventos, além de manter o foco nas conversas. No que diz respeito às atividades profissionais e estudantis, os resultados se voltam para a atenção nas tarefas, a redução de erros e memorização.

No entanto, a meditação pode não ser a única envolvida nisso, pois a substância também pode ser responsável por esse efeito. Afinal, existem também indícios de que a Cannabis medicinal é capaz de auxiliar na memória e no foco. Desse modo, ao unir a prática ao uso desse composto, é possível ter melhorias em algumas funções cognitivas.

Melhora da regulação emocional

A prática da meditação não é eficiente apenas para o controle dos pensamentos, como também apresenta resultados promissores na regulação emocional. A gestão dos sentimentos e das respostas aos estímulos ambientais é extremamente importante para a rotina de qualquer pessoa.

Isso pode ser necessário para apresentar inteligência emocional no trabalho, por exemplo, ao mesmo tempo que é útil para a administração do nervosismo em situações de tensão e que envolvem mais ações racionais.

Além do mais, a regulação emocional é uma ótima aliada nos relacionamentos interpessoais. Controlar melhor a reatividade ajuda a se expressar de maneira mais adequada e interagir com outras pessoas de forma mais positiva.

Entretanto, o que a meditação e o uso da Cannabis medicinal têm a ver com isso? É simples! Como a prática e a substância ajudam a controlar melhor os pensamentos, é possível evitar associações que despertem sentimentos negativos.

A mesma lógica ocorre com a escolha das ações em momentos de estresse, raiva, ansiedade, entre outros. Desse modo, a tomada de decisões é mais assertiva, possibilitando o melhor raciocínio diante de diversas situações.

Sem contar que a meditação e o uso medicinal da Cannabis contribuem com a promoção da sensação de bem-estar. Todos esses benefícios se unem para que haja uma melhora do humor e diminuição de sentimentos negativos.

Diminuição de sintomas da ansiedade e da depressão

Tanto a meditação quanto o uso da Cannabis medicinal servem de apoio para o tratamento de diversos transtornos psicológicos, inclusive a ansiedade e a depressão. Falar sobre este assunto no Brasil é ainda mais importante, tendo em vista que apresentamos um alto números dessas doenças.

Como visto, o canabidiol é capaz de promover efeitos de diminuição da ansiedade e de estresse. Para pessoas que apresentam esse transtorno, essa é uma ótima vantagem, tendo em vista que é possível lidar melhor com o distúrbio no dia a dia.

Pacientes com depressão também podem se beneficiar da meditação com a Cannabis, tendo em vista que pensamentos disfuncionais podem ser controlados e a regulação emocional permite reagir melhor a condições estressantes.

Sendo assim, sintomas associados à ansiedade e à depressão, como o aumento da pressão arterial, irritabilidade, falta de disposição, tensão muscular, entre vários outros, podem ser atenuados. Novamente, a sensação de bem-estar pode ser aumentada, promovendo ótimos efeitos no dia a dia dos indivíduos.

Fortalecimento do sistema imunológico

Você sabia que o estresse e a imunidade estão intimamente relacionados? A defesa natural do corpo pode ser comprometida por diversos fatores, como a má alimentação, o déficit nutricional, condições metabólicas, problemas de saúde, entre outros. Dentre eles, o estado psicológico é um dos principais responsáveis.

Quando uma pessoa passa por constantes situações de estresse ou apresenta transtornos psicológicos, como a ansiedade e a depressão, o organismo fica mais suscetível ao contágio de doenças, como infecções virais ou bacterianas.

Por outro lado, ao melhorar a regulação emocional, diminuir a incidência do estresse no dia a dia, além de controlar os sintomas ansiogênicos e depressivos, é possível contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico. A prática da meditação e o uso medicinal da Cannabis, como visto, são grandes aliados para obter esses efeitos no dia a dia.

Como fazer uso de Cannabis medicinal?

Tendo em vista que a Cannabis medicinal é capaz de proporcionar tantos benefícios que ajudam na promoção de bem-estar e contribuem para os resultados da meditação, o que fazer para que o seu uso seja possível no cotidiano?

Como visto, no Brasil, existem produtos aprovados pelas instituições de fiscalização de saúde, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). No entanto, só podem ser comercializados por fornecedores confiáveis e que receberam a autorização desses órgãos.

Além disso, para que o uso seja autorizado, é necessário consultar um médico que também tenha autorização para prescrever a substância. Por meio do contato com profissionais especializados, é possível compreender as suas necessidades, fazer todos os exames necessários e seguir com o procedimento de forma segura.

A prescrição médica, por sua vez, acontece de acordo com os sintomas relatados pelos pacientes, diagnósticos recebidos e exames de confirmação. Desse modo, é possível encontrar as dosagens que oferecem melhores resultados e receber todo o acompanhamento necessário para fazer o uso medicinal da substância.

Vale ressaltar também que para ter bons resultados nos cuidados com a saúde mental e aproveitar os benefícios da união entre meditação e Cannabis medicinal, é preciso seguir corretamente as orientações dos profissionais especializados. Assim, o seu bem-estar é priorizado e é possível desfrutar ainda mais dessas vantagens no dia a dia.

A boa notícia é que o portal Cannabis & Saúde possui uma plataforma de conexão entre pacientes e médicos prescritores de derivados da planta. Mais de 3 mil agendamentos de consultas já foram realizados na plataforma, que chegou ao final de 2021 com 154 médicos cadastrados. Você pode filtrar a sua busca por região, especialidade e até o valor que pode pagar. Acesse agora a plataforma de agendamento de consultas do Cannabis & Saúde.

Este post ajudou você a entender melhor como a Cannabis medicinal pode ajudar de diversas maneiras? Então, aproveite a oportunidade e compartilhe o artigo com os seus amigos nas redes sociais!

Marcus Bruno

Jornalista, radialista e marqueteiro especialista em Cannabis medicinal.

Postagens recentes

Meditação: Como realizar com auxílio de Canabidiol?

Você já tentou fazer meditação alguma vez na sua vida e não conseguiu? Ou simplesmente…

2 dias agora

“Falta boa vontade política para a pauta Cannabis avançar”, avalia Grass

Promovido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, o 1° Seminário sobre a Cannabis Medicinal e…

3 dias agora

Remédio para estresse: o canabidiol como alternativa no tratamento

Você está se sentindo estressado atualmente? Como você se sente ao pensar no seu trabalho…

3 dias agora

“Regulamentar as drogas é uma forma de combate à violência”

Pesquisador e professor da Fiocruz, o psiquiatra Marco Aurélio Jorge fala sobre sua experiência como…

3 dias agora

Universidade busca voluntários para estudo sobre CBD e enxaqueca

A pesquisa, inédita no Brasil, está recrutando voluntários para saber sobre o uso de medicamentos…

3 dias agora

Veteranos de guerra querem apoio para tratar estresse pós-traumático com Cannabis

Na Austrália, veteranos de guerra estão pedindo por apoio e mais financiamentos para o uso…

3 dias agora