Destaques

Setembro Amarelo: LIVE abordou Cannabis e saúde mental

Em homenagem ao mês dedicado à prevenção e conscientização contra o suicídio, o Setembro Amarelo, o portal Cannabis & Saúde realizou, na última quarta-feira (1º), uma live especial sobre saúde mental com a Dra Ailane Araújo. No evento, a médica pode esclarecer muitas dúvidas da audiência, formada basicamente por pacientes que enfrentam problemas de ordem psiquiátrica.

Dra. Ailane é referência em medicina canabinoide, sendo uma das primeiras prescritoras de Cannabis no Brasil. Atua com o tratamento de Cannabis associado a outras abordagens como medicina integrativa, principalmente nas áreas de depressão, ansiedade e insônia, além de tratamentos de ozonioterapia, soroterapia, modulação hormonal e terapia neural. Ela estudou Medicina Canabinoide em 2015 nos Estados Unidos.

Durante a Live, a médica explicou como a Cannabis age no nosso organismo promovendo a homeostase, que é o equilíbrio do corpo e das funções hormonais.

“A gente tem um sistema chamado endocanabinoide, que é o maior sistema do nosso corpo. Temos receptores em todas as partes. Ele está presente no sistema nervoso central, neurológico, circulatório, cardiovascular, endócrino. A interação da Cannabis com esses receptores em todos os órgãos fazem os ajustes bioquímicos necessários para que a gente tenha as respostas terapêuticas”. 

Mas como funciona no caso da saúde mental?

“Quando a gente está estressado, aumentamos a produção de endocanabinoides, que são produzidos para reduzir, amenizar o quadro de estresse (sim, o corpo humano produz moléculas análogas às da Cannabis).

Porque esse sistema está sempre ali disposto a manter o equilíbrio do corpo. E se a gente tem poucos endocanabinoides, a gente não vai conseguir produzir o suficiente para fazer esse sistema funcionar plenamente. A medida que envelhecemos, estes endocanabinoides diminuem, e a gente mais dificuldade de manter esse sistema funcionando 100%. Por isso é necessário repor.”

Quanto tempo após iniciar o uso para sentir melhora?


“A Cannabis ajuda na neuromodulação. Vai melhorar a produção de serotonina, e dopamina, como um excelente ansiolítico dessa produção. Vai fazer com que esse paciente melhore o sono, por exemplo. Porque ela tanto induz ao sono, dependendo do fitocanabinoide, como prolonga o sono. Não tem como saber em quanto tempo você vai responder ao tratamento.

Normalmente, pacientes com ansiedade precisam de uma alta dose de CBD. Então, a gente começa a ver uma resposta com 200 mg por dia. É preciso fazer um ajuste da dose. Tem paciente com uma semana já tem resposta, mas tem que demora três. Vai depender do sistema endocanabinoide de cada um”.

A médica também explicou a diferença entre canabidiol e THC, o composto psicoativo da maconha e que pode não ser a melhor opção para quem sofre de ansiedade. Segundo Ailane, o THC também tem efeitos medicinais relevantes, como no controle de dores e espasmos. Porém, no caso da saúde mental, a melhor indicação é utilizar apenas o CBD com até 0,3% de THC.

Confira a Live na íntegra!

 

Marcus Bruno

Jornalista especializado no setor de Cannabis; editor do portal Cannabis & Saúde.

Postagens recentes

A norte-americana dra. Genester Wilson-King foi atração do último dia do Medical Cannabis Summit

Ginecologista, obstetra e especialista no gerenciamento da idade, Wilson-King explicou os benefícios da Cannabis para…

1 dia agora

Capoeirista que fraturou a perna em acidente volta a gingar com Cannabis

No Medical Cannabis Summit, ortopedista Dr. Jimmy falou sobre Cannabis na traumatologia, controle de dor…

2 dias agora

Oncologista comenta o uso da Cannabis medicinal no tratamento do câncer

Oncologista especialista em cânceres do sistema gastrointestinal Renata D’Alpino explica como utiliza a prescrição de…

2 dias agora

“Dormimos uma noite inteira pela 1ª vez em 5 anos”, lembra Katiele Fischer

No 4º dia do Medical Cannabis Summit, a primeira mãe autorizada a importar canabidiol no…

5 dias agora

“Estou vendo o renascimento dela”, diz irmã de paciente com epilepsia

Luciana Fernandes sofre com convulsões há 36 anos. Com a Cannabis, sua família acompanha o…

5 dias agora

Deputados aprovam urgência para PL que prevê Cannabis no SUS em SP

Durante votação, Marina Helou emocionou colegas com relato do tratamento da mãe, com câncer, que…

6 dias agora