Destaques

Como a Cannabis pode auxiliar no tratamento odontológico?

Desde 2015, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autoriza a importação, e desde 2019 também a produção e comercialização nacinoal de remédios derivados da Cannabis sativa no Brasil, sob prescrição controlada. Além da sua eficiência para tratar casos de Alzheimer, Parkinson e epilepsia, por exemplo, a planta também apresenta bons resultados no tratamento odontológico, embora nessa área ainda não exista clareza na regulamentação.

O fato é que já existem alguns cirurgiões-dentistas que prescrevem a Cannabis como alternativa terapêutica. Ela pode ser indicada, por exemplo, para controlar a sintomatologia dolorosa, favorecer a cicatrização nos quadros de lesões intraorais, síndrome miofascial, no pós-implante, no DATM (Disfunção da articulação temporomandibular) e até mesmo de câncer de boca.

Essa é uma grande novidade e um importante avanço para a medicina e a odontologia. Por isso, neste Dia Nacional do Dentista, dia 25 de outubro, preparamos este artigo para que você possa aprender um pouco mais sobre as aplicações da Cannabis e de que maneira ela contribui com o tratamento de problemas odontológicos. Continue lendo!

Essa data foi escolhida porque em 25 de Outubro de 1884 foi assinado o primeiro decreto (decreto 9.311) que criou os primeiros cursos de Graduação em Odontologia nos estados da Bahia e no Rio de Janeiro.

Cannabis Medicinal e sua atuação no organismo

A Cannabis tem uma ampla aplicabilidade e alta eficiência em tratamentos de saúde devido às concentrações de princípios ativos que podem ser utilizados como medicamento em diversas doenças. Até 40% da planta pode conter canabidiol (CBD), mas ela também contém outras substâncias terapêuticas, como o tetraidrocanabinol (THC).

Essas substâncias podem ser isoladas e sintetizadas de uma forma segura e confiável por métodos laboratoriais. São princípios ativos que interagem com o sistema endocanabinoide, um canal que possibilita a comunicação entre o cérebro e diversos processos do corpo humano. Ele controla a temperatura, apetite, memória, humor, cognição, entre outros. Logo, é responsável pela homeostase.

O sistema endocanabinoide é composto por três componentes principais, sendo:

  • receptores canabinoides (CB1 e CB2): transmitem informações para o interior das células;

  • endocanabinoides: moléculas responsáveis por ativar os receptores canabinoides;

  • enzimas metabólicas: faz a quebra dos endocanabinoides depois de terem sido utilizados pelas células, garantindo seu uso apenas quando necessário.

A Cannabis consegue interagir com o sistema endocanabinoide porque ela contém moléculas que são muito semelhantes àquelas que o organismo humano produz. São chamadas de canabinoides vegetais ou fitocanabinoides.

Essas moléculas conseguem se conectar aos receptores canabinoides e desencadeiam diversos efeitos positivos para o organismo, como analgesia e ação anti-inflamatória. Também atuam sobre o sistema nervoso central, por isso, a Cannabis pode ser prescrita para tratar doenças neurodegenerativas e psiquiátricas.

Aplicação da Cannabis no tratamento odontológico

Como você viu, a Cannabis é uma planta medicinal composta por princípios ativos com alta compatibilidade com o organismo humano. É por isso que se mostra tão eficiente, e seu uso pode ser estendido ao tratamento odontológico.

Como explicamos, a Cannabis Medicinal promove efeitos analgésicos e anti-inflamatórios no organismo. Assim, é uma ótima alternativa para os quadros dolorosos, como a síndrome miofascial e os distúrbios da articulação temporomandibular.

Como o sistema endocanabinoide também regula processos inflamatórios, podemos utilizar a Cannabis medicinal para fazer esse controle de inflamações. Com isso, ela apresenta bons resultados no tratamento de quadros de gengivite, e seus princípios ativos também atuam nos tecidos duros.

Sendo assim, a Cannabis é receitada no tratamento odontológico com implantes. Além de combater possíveis inflamações, promove analgesia no pós-operatório e contribui com a cicatrização dos tecidos. Isso traz mais uma aplicação da planta, em casos de lesões intraorais.

Sabia que até mesmo os quadros de bruxismo podem ser tratados com o auxílio da Cannabis? Isso porque ela também tem uma atuação ansiolítica, ajudando a induzir o sono e evitando o ranger de dentes.

Segurança e compatibilidade da Cannabis

A medicina canabinoide ainda está em processo de evolução. Gradativamente profissionais da área de saúde e pesquisadores compreendem as aplicações e os efeitos dos princípios ativos da Cannabis no organismo humano.

Apesar disso, já se sabe que a planta é 100% compatível com o organismo humano. Afinal, como dito, ela contém moléculas semelhantes àquelas produzidas pelo nosso corpo. Existe uma comunicação entre o sistema endocanabinoide com essas substâncias e elas cumprem a mesma função das moléculas naturais do organismo.

Portanto, seu uso é muito seguro e contribui para que o corpo humano volte a funcionar do modo adequado, reequilibrando as funções fisiológicas. Não podemos esquecer que estamos falando de uma planta medicinal como qualquer outra, logo, seu uso adequado e correto traz apenas benefícios.

Como os princípios ativos da Cannabis são extraídos e isolados em laboratório, na medicina e no tratamento odontológico utilizamos apenas as substâncias benéficas para o organismo humano, e que comprovadamente são eficientes para promover saúde e alívio de sintomas.

Como fazer a prescrição da Cannabis?

Para prescrever a Cannabis para seus pacientes o dentista precisa estar cadastrado na plataforma do Conselho Federal de Medicina. Além disso, é essencial fazer uma especialização em Medicina Canabinoide, para saber como trabalhar com os princípios ativos da planta, personalizando o tratamento para cada paciente.

Afinal, é possível utilizar tanto o CBD quanto o THC de forma isolada ou combinada, dependendo dos resultados esperados. E ainda, devemos adequar a dosagem como qualquer outro medicamento, conforme as respostas do organismo da pessoa.

Quanto aos medicamentos, existem produtos nacionais e importados. No primeiro caso, para adquirir o produto o paciente precisa estar em posse da receita emitida pelo especialista e deve preencher o formulário da Anvisa.

Para os importados, é possível contar com o suporte de empresas especializadas que se responsabilizam por todo o processo legal de importação e de aprovação da ANVISA, observando a legislação brasileira vigente referente ao uso dos medicamentos à base de canabinoides. Isso facilita o trabalho do especialista e traz praticidade e satisfação para o paciente.

De toda forma, hoje em dia a prescrição e aquisição da Cannabis, seja para tratamento odontológico ou médico, estão mais fáceis devido à liberação dos medicamentos pela ANVISA. Cabe agora aos profissionais buscar especialização e se informar melhor acerca da medicina canabinoide, para disponibilizar mais essa alternativa para os pacientes.

Por tudo isso, a Cannabis também é eficiente no tratamento odontológico e um recurso que ajuda a melhorar o atendimento aos pacientes, personalizando ainda mais os procedimentos e modernizando a atuação do profissional. Porém, não se esqueça de que para prescrever os medicamentos é fundamental fazer um Curso de Introdução à Medicina Canabinoide.

Quer saber mais sobre o assunto? Então solicite a visita de um consultor para conhecer os medicamentos à base de Cannabis e suas aplicações.

Redação Cannabis & Saúde

Postagens recentes

“Com a Cannabis, vejo resultados positivos em diversas patologias e sintomas”

Estudioso dos benefícios da Cannabis desde antes de se formar em medicina, o médico Alexandre…

3 horas agora

“Nosso corpo está preparado para receber os fitocanabinoides”, diz urologista

Especialista em urologia e pós-graduado em medicina integrativa, o médico Ricardo Vieira Ferreira mudou sua…

3 dias agora

Hospital das Clínicas da USP lança seu primeiro curso de Medicina Canabinoide

Em formato de EAD, o curso tem como objetivo o domínio do conhecimento sobre produtos…

3 dias agora

Hypera, maior farmacêutica brasileira, entra no setor da Cannabis

Já é a segunda farmacêutica tradicional brasileira que busca ampliar o portfólio com produtos à…

4 dias agora

Evento discute o mercado e inovação da Cannabis medicinal no Brasil e mundo

We Need to Talk About Cannabis trouxe especialistas em diversas áreas para discutir o cenário…

4 dias agora

A norte-americana dra. Genester Wilson-King foi atração do último dia do Medical Cannabis Summit

Ginecologista, obstetra e especialista no gerenciamento da idade, Wilson-King explicou os benefícios da Cannabis para…

6 dias agora