Destaques

Porque deveríamos saber mais sobre Cannabis e saúde das mulheres

Muitas mulheres ainda não sabem do potencial da Cannabis medicinal em tratamentos específicos para condições patológicas femininas. Mas a Cannabis e a saúde das mulheres tem uma relação direta, já que o aparelho genital feminino é o que tem o maior número de receptores canabinóides.

 

“A cannabis não ‘cura tudo’ da saúde das mulheres, mas certamente traz uma melhora na qualidade de vida das pacientes”, explica Dani Gordon, médica especialista em Cannabis, CBD, Medicina Integrativa e Medicina de Resiliência. 

 

Dani Gordon, Cannabis e mulheres

Ainda neste mês acontece em Londres o Cannabis Europa, nos dias 28 e 29 de junho, e os olhos da medicina canabinoide se voltam para a Inglaterra. Entre os palestrantes do evento está a Dra. Gordon, que é autora do livro “CBD Bible”.

Em entrevista recente ao site BusinessCann, a Dra. Gordon evidenciou a relação entre Cannabis e mulheres. Ela explicou que mulheres podem ter tratamentos com Cannabis diferentes dos homens, mesmo quando a doença seja a mesma.

“Uma das coisas que estou descobrindo em minha prática tratando milhares de meus pacientes por muitos anos, é que os pacientes em terapia com canabinoides às vezes precisam de coisas diferentes em diferentes pontos de seu ciclo. Se estivermos tratando alguém com transtorno de humor, o humor realmente flutua em algumas pessoas mais do que em outras à medida que passamos pelas diferentes fases do ciclo menstrual. Então isso afeta coisas como canabinóides, e temos receptores canabinóides em nosso útero em todo o sistema reprodutivo feminino”.

Endometriose e a Cannabis

Entre as doenças exclusivas das mulheres e tratada com Cannabis de “maneira muito eficaz” pela Dra. Gordon está a endometriose. A enfermidade crônica, e dolorosa, relaciona-se com processo inflamatório. O diagnóstico é difícil e tem muita relação com infertilidade, pois ocorre uma migração da camada do endométrio para outras partes do corpo. E são células que acabam se comportando como se estivessem no útero. O principal sintoma é a dor, o que afeta a qualidade de vida das mulheres. 

No Brasil, aproximadamente 8 milhões de mulheres têm o diagnóstico da endometriose. Sobre a doença disponibilizamos gratuitamente nosso e-book “Endometriose & Cannabis Medicinal”, escrito pelo Dr. Mario Grieco.

Transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM)

Outra condição especifica das mulheres e destacdo pela Dra. Gordon é o transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), uma forma mais grave e intensa da síndrome pré-menstrual (SPM), conhecida também como tensão pré-menstrual (TPM). Esse problema causa sintomas físicos, cognitivos e psicológicos relacionados às oscilações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual. “O TDPM é um transtorno de humor que piora na semana anterior ao período. Esta é definitivamente outra área em que os canabinoides podem ser úteis, e o que geralmente fazemos é combinar essas terapias canabinóides com terapias convencionais em ambos os casos”, explicou.

Segurança no tratamento com Cannabis

“Uma das coisas boas da terapia com canabinoides é que, com algumas exceções, você pode combiná-la com a maioria dos outros medicamentos. E leva a uma melhor eficácia do tratamento como um todo, menos efeitos colaterais e melhor adesão do paciente”, destaca Dra. Gordon.

Cannabis medicinal: um caminho a seguir

Por fim, a médica afirmou durante a entrevista que sua aproximação com a planta surgiu a partir da demanda dos próprios pacientes que relatavam os resultados conquistados. “Por muitos anos antes de eu começar oficialmente a prescrever Cannabis no Canadá, meus pacientes estavam usando Cannabis e, como faço medicina integrativa, eles me contavam sobre o uso. Achei incrivelmente intrigante porque tive pacientes que, por conta própria, conseguiram se livrar de alguns de seus analgésicos opióides. Isto é para dores crônicas realmente severas. Na verdade, eu era muito anti-cannabis porque na faculdade de medicina todos aprendemos que a cannabis só causa psicose e não tem valor medicinal”. 

Se você deseja dar início ao tratamento com Cannabis medicinal, o primeiro passo é marcar uma consulta com um médico prescritor. Na plataforma de agendamento do portal Cannabis & Saúde você encontra mais de 150 médicos com diversas especialidades preparados para acompanhar todo o tratamento canabinoide.

Acesse agora e agende sua consulta!

Denise Tamer

Editora e jornalista especializada em Cannabis Medicinal

Postagens recentes

Melhores momentos da live com o Dr. Vinícius Mesquita

Selecionamos aqui nesta matéria os melhores momentos da live de ontem com o Dr. Vinícius…

14 horas agora

Cannabis Comestível: que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio

A frase foi dita pelo médico e considerado “pai da medicina” Hipócrates, mas também podemos…

16 horas agora

“Cannabis é parte medicamentosa importante no tratamento odontológico”

O cirurgião-dentista José Muniz fala sobre a aplicação da Cannabis e da luta para que…

18 horas agora

Inovação, Cannabis e pesquisa científica: conheça o lab da UFSC

Um inovador laboratório de pesquisa estuda os efeitos da Cannabis em atletas e lançou há…

20 horas agora

Estudo identifica que CBD reduz crescimento do câncer de próstata

Em estudo realizado pela Associação Americana de Pesquisa de Câncer (AACR), os cientistas sul-africanos Lesetja…

2 dias agora

ONU: pandemia de Covid-19 e regulamentações aumentaram consumo de Cannabis no mundo

Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime de…

2 dias agora