“Meu filho só me disse ‘eu te amo’ aos 9 anos, depois da Cannabis”, comemora mãe de autista

Christopher tinha um comportamento muito violento e por isso passava a maior parte do tempo sedado: “drogado vivia antes”