Destaques

5 motivos para você baixar o relatório “Cânhamo no Brasil”

“A regulamentação do cânhamo no Brasil pode impactar positivamente mais de 1.000 setores diferentes”, afirma o relatório Cânhamo no Brasil“, produzido pela Kaya Mind. Mas este é apenas um dos conhecimentos e das informações atualizadas que o estudo apresenta. Por isto, confira a seguir cinco motivos para você baixar o relatório.

1. Saber a influência do cânhamo na saúde da população brasileira

O relatório traz uma profunda e atualizada análise sobre como o cânhamo oferece benefícios nutricionais comparáveis e até melhores do que muitos alimentos que consumimos. Além disto, o destaque em relação aos materiais derivados de suas flores, que contêm altos níveis de CBD. E claro, outros fitocanabinoides com potenciais terapêuticos para o tratamento de distintas condições, como por exemplo autismo, depressão e ansiedade

2. Ter um conhecimento histórico sobre o cânhamo no mundo e no Brasil

O relatório apresenta um panorama histórico do cultivo do cânhamo no mundo e no Brasil. Apresentando um resgate que começa desde o primeiro registro a respeito do uso do cânhamo, há 12 mil anos, passa pela história nacional e a nossa fase de colonização pela Coroa Portuguesa. Culminando com interessantes dados atuais do cânhamo. Esta linha do tempo que realiza o relatório deixa claro a ideia de que o cultivo do cânhamo é antigo e que foi em 1937, durante uma campanha política nos Estados Unidos, que começou o movimento proibicionista contra a Cannabis sativa L. e todas as suas subespécies. 

3. Entender a noção do impacto positivo da regulação do Cânhamo no Brasil

Como já afirmamos, o relatório indica que a “regulamentação do cânhamo no Brasil pode impactar positivamente mais de 1.000 setores diferentes”. É importante ter a dimensão deste impacto e como outras demandas poderiam ser supridas por produtores brasileiros com a regulamentação. Ou seja, mais além que as distintas possibilidades para fins medicinais, o cultivo do cânhamo pode gerar oportunidades econômicas, profissionais e sustentáveis à população e ao país.

4. Compreender que Cannabis e maconha são a mesma planta

O relatório deixa claro que as duas palavras falam da mesma planta. O que muda é a construção histórica e social de cada uma. A origem de cada palavra também muda. Enquanto maconha tem origem angolana, Cannabis tem origem grega. O importante é ter presente que, mesmo efeitos diferentes, ambas têm qualidades medicinais, industriais e recreativas.

5. Saber que os benefícios do cultivo do cânhamo não se limitam aos aspectos ambientais e econômicos

“A legalização do cânhamo está associada a uma maior aceitação da planta Cannabis sativa L. em geral, o que favorece muitas populações que foram afetadas de diferentes formas pelo proibicionismo ao longo dos anos”, afirma o relatório já em suas páginas de conclusão.

Basicamente, o estudo traz um olhar internacional com dados de diversos países do mundo como Estados Unidos, Canadá, China, França, Alemanha, Colômbia, Uruguai, mas é ancorado em uma perspectiva nacional. É essencial entender e saber como o Brasil pode entrar nesse mercado, os impactos e os entraves até este tipo de cultivo virar uma realidade. 

Aqui também já falamos sobre os benefícios nutricionais do cânhamo que o relatório apresenta.

Baixe gratuitamente o relatório “Cânhamo no Brasil“, produzido Kaya Mind, a primeira empresa brasileira especializada em dados e inteligência de mercado da Cannabis.

Denise Tamer

Editora e jornalista especializada em Cannabis Medicinal

Postagens recentes

Estudo: pessoas com enxaqueca podem se beneficiar com a Cannabis

Na Universidade do Arizona, nos EUA, uma equipe de pesquisadores revisou os resultados de estudos…

23 horas agora

Crianças podem usar óleo com altos índices de THC?

É imprescindível ter segurança para utilizar um canabinoide como medicamento, ainda mais quando o tratamento…

23 horas agora

Neurocirurgião fala sobre suas primeiras experiências com a Cannabis

Apesar de ser neurocirurgião, o médico Gustavo Valadão atende a todas as patologias neurológicas e…

1 dia agora

Cannabis marcou seu espaço na BIO Convention

Tratando temas regulatórios, pesquisas na área e a possibilidade de produtos à base de Cannabis…

1 dia agora

Suíça simplifica acesso de pacientes à Cannabis

O governo federal da Suíça retirou a necessidade de uma autorização especial para quem quer…

2 dias agora

Neurologista apoia o uso da Cannabis no tratamento da COVID longa

Em LIVE do portal Cannabis & Saúde, a médica Marcela Agostinho explicou as causas dos…

2 dias agora